segunda-feira, 27 de abril de 2009

O SACO AZUL DO SAQUE ROSA

É do conhecimento público que a generalidade das IPSS do concelho de Olhão é controlado pelos boys rosa, e a importância que tem esse controlo , em matéria eleitoral, já que a terceira idade é algo permeável à pressão de quem dependem.
O interesse é de tal forma que uma instituição é dirigida pela presidente da Junta de Freguesia, esposa de um vereador, outra é dirigida pelo numero dois da Assembleia Municipal.
Chega-nos a indicação de um socialista descontente, de uma ligação comum o grupo das farmácias de Mendes Segundo, fornecedor daquelas instituições, começando aqui o problema.
Na verdade a maioria das instituições tem um esquema montado em que ao disponibilizar os seus serviços, encarregam-se de adquirir os medicamentos para os utentes, internos ou domiciliarios, que estes pagam à margem da mensalidade, contra a apresentação de um talão que não serve de factura e que por isso não pode ser deduzido no IRS. Tudo estaria bem, não fora o facto da Farmácia Mendes Segundo emitir uma factura em nome da instituição, quando o deveria fazer em nome do utente. Assim a instituição apresenta como despesa um valor que não corresponde à verdade, adulterando os resultados contabilísticos, o que permite a criação de um saco azul.
Enquanto isto, uma utente que não tinha dinheiro para pagar as fraldas foi posta na rua, tal é o sentido de solidariedade dos responsáveis que gostam de brincar à caridade.
Sabendo nós a voracidade e as despesas do aparelho rosa, e sendo o seu pessoal de confiança politica quem controla estas instituições a mando do cacique-mor de Olhão, não nos admiraria que o saco virasse do azul para rosa.

TENHAM VERGONHA!

domingo, 26 de abril de 2009

OLHÃO: PRESIDENTE MENTIROSO

O presidente da Câmara Municipal de Olhão ensandeceu de vez!
Imaginem os leitores a tónica do discurso de Francisco Leal no almoço comemorativo do 25 de Abril! Não fez qualquer alusão à data nem aos valores que lhe estão associados tais como a liberdade e a democracia, nem a isso se poderia referir por ignorância, pois a escola dele é a do autoritarismo, da ditadura, da perseguição aos adversários políticos; o discurso centrou-se em torno dos blogues precurões OLHÃO LIVRE e SOMOS OLHÃO! e vai daí mete a cabeça pelos pés e os pés pela cabeça. Desvairado, enraivecido, destilando ódio por todos os poros, e o crescente nariz, já avantajado, lá foi acusando dois dos elementos dos blogues de estarem ao serviço de uma empresa para denegri-lo e, ele sim , denegrindo militantes socialistas de prestarem informações aos blogues!
Bom Francisco Leal sente o chão a fugir-lhe debaixo dos pés; sente o fim próximo da sua carreira politica alicerçada na ausência de oposição camarária, na falta de transparência, na opacidade das decisões, no que resultam fortes indícios susceptíveis de configurar crimes de corrupção, de abuso de poder, de tráfico de influências, de peculato, etc. etc... O seu compadre, sogro da sua filha e destacado membro da família socialista, Jorge Dias, já foi acusado de corrupção pelo Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) e Francisco Leal receia o pior, e por isso teme o que os blogues lhe andam a urdir. Estes por sua vez, tivessem o desafogo financeiro que o mentiroso Presidente da Câmara Municipal de Olhão afirma terem, já há muito que o teriam sentado no banco dos réus, com as provas de que dispõem.

A diarreia verbal e mental não se ficou por aí. Vai de invectivar de "corja" os elementos que representam o Partido Comunista na Assembleia Municipal por fazerem parte dos blogues. Ora, acontece que só um, e apenas um elemento daquele partido faz parte de um dos blogues, tal como fazem parte elementos de outros partidos e também representados naquele órgão autárquico. Certamente que os membros do Partido Comunista na próxima Assembleia Municipal de 29 deste mês não deixarão de questionar o avinagrado presidente sobre os dislates cometidos, misturando todos no mesmo saco e levando -os para guerras alheias.
Estupefactos mas receosos, e por isso incapazes de levantar a voz contra o vómito presidencial, as dezenas de militantes socialistas presentes, foram obrigados a ouvir as discorrências de um discurso eleitoralista em torno do centro comercial Ria Shoping (à atenção do Somos Olhão) e da obra mal feita de um mandato cujo programa eleitoral de 2004 ficou por cumprir.
O conceito de liberdade e democracia de Francisco Leal é este mesmo; a cultura do medo, do terror e do silenciamento das vozes incómodas. Todos os ditadores o fazem, mas todos caem. Não será Francisco Leal a calar-nos e ele que se prepare pois vai ter um grande combate pela frente.

PARA PENSAR....

Recebemos o mail que a seguir transcrevemos. É uma forma diferente de mostrar o que são as políticas seguidas neste país...
Estava há dias a falar com um amigo meu nova-iorquino que conhece bem Portugal, o Eddie...
Dizia-lhe eu à boa maneira portuguesa de “coitadinhos”:
- Sabes Eddie, nós os portugueses somos pobres...
Esta foi a sua resposta:
- Carlos meu amigo, como podes tu dizer que sois pobres, quando soiscapaz de pagar por um litro de gasolina mais do triplo do que pago eu? Quando vos dais ao luxo de pagar tarifas de electricidade, de telefone móvel 80 % mais caras do que nos custam a nós nos EUA? Como podes tu dizer que sois pobres quando pagais comissões bancárias por serviços bancários e cartas de crédito ao triplo que nos custam nos EUA, ou quando podem pagar por um carro que a mim me custa 12.000 dólares o equivalente 20.000? Podem dar 8.000 dólares de presente ao vosso governo e nós não. Não te entendo. Nós é que somos pobres: por exemplo, em New York o Governo Estatal, tendo em conta a precária situação financeira dos seus habitantes cobra somente 2 % de IVA, mais 4% que é o imposto Federal, isto é 6%, nada comparado com os 20% dos ricos que vivem em Portugal. E contentes com estes 20% pagais ainda impostos municipais. Além disso, são vocês que têm “ impostos de luxo”como são os impostos na gasolina e gás, álcool, cigarros, cerveja,vinhos etc, que faz com que esses produtos cheguem em certos casos até300 % do valor original., e outros como imposto sobre a renda,impostos nos salários, impostos sobre automóveis novos, sobre bens pessoais, sobre bens das empresas, de circulação automóvel.Um Banco privado vai à falência e vocês que não têm nada com isso pagam outro, uma espécie de casino, o vosso Banco Privado quebra, e vocês protegem-no com o dinheiro que enviam para o Estado. Sois pobres onde, Carlos? Um país que é capaz de cobrar o Imposto sobre ganhos por adiantado e bens pessoais mediante retenções, necessariamente tem de nadar na abundância, porque considera que os negócios da nação e detodos os seus habitantes sempre terão ganhos apesar dos assaltos, do saque fiscal, da corrupção dos seus governantes e autarcas. Um país capaz de pagar salários irreais aos seus funcionários de estado e de Empresas ligadas ao Estado. Deixa-te de merdas Carlos, sois pobres onde? Os pobres somos nós, os que vivemos nos USA e que não pagamos impostos sobre a renda se ganhamos menos de 3000 dólares ao mês por pessoas, isto é mais ou menos os vossos 2000 €. Vocês podem pagar impostos do lixo, sobre o consumo da água, do gás e electricidade. Aí pagam segurança privada nos Bancos, urbanizações, municipais, enquanto que nós como somos pobres nos conformamos com a segurança pública.Vocês enviam os filhos para colégios privados, enquanto nós aqui nos EUA as escolas públicas emprestam os livros aos nossos filhos prevendo que não os podemos comprar. Vocês não são pobres, gastam muito mal o vosso dinheiro.
Que vou responder ao Eddie?Por favor dêem-me sugestões

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Aos 8 dias Terminou a Interdição da Apanha de Bivalves

Como era de esperar, após 8 dias terminou a proibição da captura, e comercialização de bivalves na Ria Formosa!
O IPIMAR que decretou essa interdição, e após várias análises aos bivalves, deu por terminada a interdição e comercialização da captura de bivalves na Ria Formosa e no litoral do Sotavento Algarvio.
Como a interdição não durou mais de 8 dias, será que os mariscadores e viveiristas, que foram obrigados a parar de trabalhar, por motivos de saúde publica, vão receber a" fortuna" dos 15 euros diários que teriam direito se a interdição durasse 9 dias?
Será que o IPIMAR chegou a alguma conclusão, do que deu origem, ao aparecimento da biotoxina ASP?
Os implicados deviam ser esclarecidos, e o IPIMAR devia de investigar a fundo essa causa.
Também o IPIMAR, devia de investigar e divulgar, os resultados das análises às águas que se fazem(ou deviam ser feitas, pois as águas da ria são águas de produção conquicula) na ria formosa, nomeadamente aquelas que se deviam fazer, na boca das ETARS, e nos canos de esgoto que correm para a ria sem tratamento, como os esgotos do T, da horta da CMO, e da marina, para não citar todos.
Quando é que os organismos responsáveis, pensam analisar e discutir, com as pessoas ligadas ao sector da apanha e produção de bivalves(viveiristas e mariscadores) juntamente com os investigadores, as causas que tem originado que a produção de bivalves na Ria, seja menor a cada ano que passa.
Nós no Olhão Livre temos denunciado vários focos de poluição (e por isso somos os maus da fita), mas passado mais de um ano, continua tudo na mesma(menos o esgoto da Bela Olhão, que terminou com o encerramento dessa), a CMO continua a mandar esgotos não tratados para a ria, a ETAR de poente continua a poluir a atmosfera e a Ria, e os bivalves cada vez são menos, qual a razão?
Em alturas de crise, a ria era o mata fome dos filhos de Olhão, hoje já não é assim, porquê?
Já é tempo de olharem para a ria, como modo de vida de muitos olhanenses, que não sabem fazer mais nada, e sempre viveram da ria.

segunda-feira, 20 de abril de 2009

ATÉ QUANDO?

Estamos em anos de eleições e a demagogia vai subindo de tom. José Sócrates já não foi a tempo de se poder constituir em vítima. Cavaco Silva foi-se aguentando, foi resistindo à tentação de responder às provocações do primeiro ministro e, igualmente, à tentação de mandar este governo às urtigas.

Ñunca, depois do 25 de Abril de 74, tivemos um estado tão ladrão. Nas pensões, temos sido roubados descaradamente, enquanto vamos vendo o crescente número de reformas milionárias. Iludiram o Zé Pagode com uma taxa Robin dos Bosques, nos combustíveis, que mais não é que um imposto que legitimiza o roubo que as pretolíferas nos fazem. Roubam o dinheiro dos nossos impostos para dar aos bancos de onde "voaram" os depósitos do cidadão comum. Perdoam impostos aos bancos que nos roubam de uma forma encapotada, isto é, enquanto o Banco Central Europeu baixa a taxa de juros, os bancos aumentam os spreads" (margens de lucro) em 30%, ficando o cidadão comum na mesma: sem conseguir fazer face aos seus compromissos. Dizem os banqueiros dizem que é por causa dos riscos. Bem, se assim é, se não querem correr riscos, então não emprestem pura e simplesmente. Mas não agravem a situação a quem já não está bem.

Neste país onde tudo é permitido, um dos rosto vísiveis da banca portuguesa, até admite que se acabe com as off-shores se houver um "perdão" para algo menos claro que tenha ocorrido no passado. É caso para desconfiar do mesmo. Deve ter feito alguma que quer que fique escondida.

Esta piada de mau gosto do ministro da "justiça" quanto às custas judiciais deve ser repelida com veemência. No fundo, o que o governo quer, é fazer diminuir o número de processos em tribunal. O cidadão comum vai ponderar sériamente se vale a pena recorrer aos tribunais ou se é preferível enveredar pelo caminho da justiça pelas próprias mãos. A "justiça" funciona da forma que todos nós sabemos e agora o arguido passa a ter mais direitos que a vítima. Bonito! Lindo! É o "must"!

O caso Freeport está para durar e, a cada semana que passa, as suspeitas avolumam-se em torno de José Sócrates. Até pode estar inocente mas o que resta saber é quem acredita na sua inocência. Pode vir Mário Salazar, perdão, Mário Soares insurgir-se contra os julgamentos na praça pública mas uma coisa que esse senhor não se pode esquecer é de que nós, portugueses, temos todo o direito de saber com quem lidamos, temos o direito de saber que raio de líderes temos, se estão lá para governar bem ou se estão lá para se governarem a si próprios. Em nome da transparência, José Sócrates deveria pedir a demissão, despir-se das influências políticas e deixar-se julgar pelos tribunais. Com esta "justiça", as dúvidas permanecerão, assim como em relação ao seu "canudo", assim como em relação à central de compostagem, etc...

video

sábado, 18 de abril de 2009

Cidadania em Olhão!

Embora os nossos responsáveis não liguem aos problemas do ambiente e da poluição na Ria Formosa, o Jornal Publico esteve atento, compareceu e divulga o que se discute em Olhão.

http://jornal.publico.clix.pt/magoo/noticias.asp?a=2009&m=04&d=18&uid=&id=303292&sid=58282

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Não bastava a morte das Amêijoas.

Já não bastava a morte constante das amêijoas, na Ria Formosa, aparece agora uma biotoxina, que pode levar à amnésia e a fortes diarreias.
Foi ontem interdita, pelo IPIMAR, a apanha e comercialização de todos os bivalves, na Ria Formosa, devido à detecção da biotoxina ASP.
A produção de bivalves na ria formosa, encontra-se num estado de quase calamidade, não só pela mortandade das amêijoas como por causa da comercialização, que está com preços cada vez mais baixos.
Que fazem as associações de produtores, além das festas, e de pedidos de subsídios?
Está na hora de pedirem a intervenção do ministro da economia, pois se injectaram 100 milhões de euros na Quimoda, para essa falir e levar ao despedimento de 2000 operários,é hora de o governo saber que com esta paragem vai ser afectada uma comunidade de cerca de 10 000 pessoas, que não tem mais nenhum meio de sobrevivência, nem direito a subsidio de desemprego.
As associações de produtores, não devem ser só para fazerem festas e a caça aos subsídios, devem sim defender, os interesses de uma classe que se encontra à beira da ruína.
Veremos também, qual será a posição do presidente da CMO.
Uma coisa é certa se o estado não tomar medidas, pode por estar causa, a sobrevivência de muitas pessoas.
Ontem fui ver uma palestra sobre o aproveitamento das águas residuais, dada pelo drº Manuel Costa, não vi lá ninguém da CMO, com certeza não estão interessados nestas coisas que afectam ,um grande numero de Olhanenese e que afecta também o ambiente e a biodiversidade.

segunda-feira, 13 de abril de 2009

PALESTRA/DEBATE: COMO COMBATER OS ESGOTOS

4ª feira, 15 de Abril, na Recreativa Rica, pelas 21,30 vai realizar-se uma palestra seguida de debate sobre o aproveitamento das águas das Etar.

O palestrante é o Dr. Manuel Costa.

Breve perfil do palestrante:

Engenheiro Agrónomo
Mestrado em Aquacultura
Doutoramento em Agro-Ecologia
Investigador e docente com colaboração prestada na CCDR; UALG e Águas do Algarve
Actividade profissional exercida em:
-Dinamarca, Suécia, Noruega, Itália, Polónia, Quénia, Moçambique, Holanda, Egipto,
Espanha e Guiné.

Todos temos algo novo para aprender e que nos ajuda a pensar na melhor forma de
salvar a Ria Formosa.

Aparece e participa.

sábado, 11 de abril de 2009

FUNDAMENTALISMO OU VOYEURISMO GAY?

A Burka é uma versão radical do xador, veste feminina que cobre todo o corpo, o rosto e os olhos. O Alcorão determina que as mulheres devem vestir-se de forma a não atraírem a atenção dos homens.
Na sociedade em que vivemos, o homem gosta de apreciar uma silhueta feminina e tal não significa que a mulher tenha que estar completamente despida. A própria mulher capricha na apresentação como forma de se afirmar feminina. Na praia, é normal ver uma mulher, seja jovem ou mais velha, seja neta, filha, mãe ou avó, usar bikini, independentemente de ser solteira, casada, viúva, ou divorciada, em que tal se torne provocante para quem está à sua volta. Em suma, todos nós apreciamos. Os gays também apreciam, a não seralgum algum gay (será que é correcto?) mais radical que só tem preferência pelos machões, musculados e peludos.
Certamente que qualquer homem ou mulher apreciará muito mais o cheiro a perfume do que sentir no olfacto o odor do suor ou do "bacalhau". Mas há gostos para tudo e cada qual come do que gosta.
Presume-se que o autoritarismo empregue em relação à Loja do Cidadão, de Faro, tenha sido apenas um lapso e que não seja fruto de alguém que veio do Afeganistão ou de algum gay ou lésbica mais radical...

sexta-feira, 10 de abril de 2009

DE UMA PREZADA LEITORA

Pensei em denunciar questões políticas, mas de momento só me ocorreu o social, social este, deplorável na cidade de Olhão. População hierarquizada?! Não .. Um nível de uma mesma linha mas que por aparência ou não se deforma. Um dia atrevi-me a dizer que era de Olhão, ao que me responderam que Olhão era horrível, Olhão eram só “chungas” . Pensando bem; quando Olhão é notícia, é destaque no Algarve, e porquê?! Das duas uma: descobriram mais droga, o nível de criminalidade aumentou, ruínas desabaram ou obras prometidas são concluídas em tempos intermináveis. Criticam este blog por não oferecer soluções e se basear em afirmações sem base.. Para quê isto? Base?! Será que o que se diz aqui não é demasiado óbvio para perdermos tempo com…bases?! Somos olhanenses, observamos ao enterro social e político, observamos ao perder de um potencial turístico incrível…Agora…culpa da incompetência que hoje reside naquela câmara?! Ai não, nada disto é evidente é tudo impressões de “blogueiros” que se contentam em depreciar por depreciar..porque afinal está tudo bem…Senhores, vamos abrir os olhos, deixemo-nos de politiquices e arranjemos uma solução eficaz.. Lambe-botas?! Ora, ora… Olhão merece mais que isto. Deixemo-nos de marinas inúteis em cima do GRAVE problema social de Olhão, um grave problema político.
Sou JOVEM . Sou LIVRE. Sou OLHANENSE?! Não sei…

segunda-feira, 6 de abril de 2009

UM PAÍS A CAIR DE PODRE...

A cada legislatura que passa, o cidadão anónimo vai ficando cada vez mais descrente na democracia que temos, se é que a isto se pode chamar democracia. Na Educação, na Saúde e na Justiça vamos constatando o falhanço das políticas dos sucessivos governos, todos eles com base no P"S" ou no PSD e, por vezes uma "coisa" que se dá pelo nome de CDS.
Ao longo dos anos vamos vendo os ricos cada vez mais ricos e os pobres cada vez mais pobres. Vamos vendo gente que notóriamente ostenta uma riqueza que não se sabe de onde provém. A par disto, é vulgar encontrarmos na comunicação social situações que nos fazem pensar seriamente se vale a pena viver com honestidade.
Os politicos são pródigos em dizer que não querem a política misturada com a Justiça. Mas, na prática, o cidadão comum vai constatando precisamente o contrário. É esse o sentimento. Pode Fátima Felgueiras estar inocente que a maioria dos cidadãos deste país não acredita. Pode Valentim Loureiro estar inocente que ninguém acredita. Isaltino Morais, o mesmo. Avelino Ferreira Torres, idém, aspas.
Mas todos eles se vão safando, porque tem um primo que é motorista e a mulher cabeleireira ed esta ganha bem e dá-lhe o direito de o dinheiro aparecer na sua conta caído do céu, porque o apito não é dourado mas avermelhado, porque uns são rosa e os outros laranja, etc, etc.
Casos houve que mostraram alguma seriedade ao estar na política: António Vitorino, Murteira Nabo e até mesmo Jorge Coelho. Mas todos eles acabaram pedindo a demissão e deixaram que a sociedade os "julgasse" pelos "crimes" cometidos e acabaram sendo absolvidos de uma forma honrosa.
Mesquita Machado do P"S", com o que tem em "cima" de si e ao nomear Domingos Névoa para o lugar que nomeou, está a dizer ao Povo Português que vale a pena ser corrupto (foi pelo crime de corrupção que este foi condenado em tribunal). Podem as "contas" de Mesquita Machado estarem todas certinhas mas ficará sempre a dúvida.
O caso Freeport está longe de chegar ao fim. A suspeição, fundada ou infundada, abateu-se sobre o primeiro ministro. A forma como o mesmo contornou as situações, nunca foram cabalmente esclarecidas e as dúvidas quanto ao seu título de engenheiro ficarão sempre no ar. Agora, são as dúvidas no caso Freeport e na central de compostagem da Cova da Beira que também ficarão a pairar, casos estes que, com toda a história das "pressões" ainda mais veio adensar as dúvidas.
Num país normal, o primeiro ministro já devia ter pedido a demissão e permitir que a Justiça seguisse o seu percurso normal. Quem não deve, não teme. Mover processos crime contra os orgãos de comunicação social que tem tratado estes casos só vem aumentar as dúvidas. Era bem melhor que José Sócrates se demitisse, que deixasse a Justiça seguir o seu percurso normal e, depois, sim, se ficasse ilibado, então moveria processos contra quem o teria difamado...

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Queixa já chegou a Bruxelas!

Esperemos que este passo sirva para desmascarar os relatórios enganosos que são enviados à U.E..

Comissão Europeia acusa recepção da Queixa apresentada pelo SO!, contra as violações à legislação ambiental na Ria Formosa.