sexta-feira, 28 de maio de 2010

Francisco Leal foi violado na imagem

“…
A LOAAA tem como objecto e objectivo inscrito nos seus estatutos, a promoção de acções e actividades de defesa dos direitos dos animais, em especial dos abandonados, com vista à consciencialização da população olhanense e das entidades oficiais no sentido da protecção dos animais, da salvaguarda da imagem e da saúde pública de Olhão e da dignificação e humanização do tratamento dos animais.

A Câmara Municipal de Olhão, no âmbito dessa colaboração, acedeu na disponibilização de um espaço, em zona camarária para que aí se edificasse canil da Associação. Foi cedido o espaço e lá funcionou desde 1987. Ou seja, é um Canil da Liga e não um Canil da Câmara!
Sempre foi a Liga, com as ajudas das quotas dos seus sócios, que pagaram a alimentação, campanhas de adopção, serviços de saúde e não a Câmara Municipal de Olhão.

Sucede, que nos inícios de Setembro de 2007, o funcionário camarário, Fernando Florival Pedada, chefe de Cantoneiros, proibiu a Presidente da Liga, bem como as colaboradoras, de entrarem nas instalações, alegando que tinha ordens do Presidente da Câmara, o Eng. Francisco Leal, para tal.
Acrescentou que tinha agora como missão "dizimar tudo quanto fosse cães e gatos que ali houvesse, para limpar o local e acabar de vez com o canil.
…”
Era assim que a Sra. Natália Viegas presidente da LOAAA escrevia aqui a 9/11/2007, ao mesmo tempo que circulava uma Petição que na altura angariou 3302 assinaturas, a imprensa fez umas referências tímidas, passado este tempo, na próxima 2ª feira, às 9h30 abre as portas do Tribunal de Olhão para julgar a Sr.ª. Natália por ter denegrido a imagem da Câmara.
Os ofendidos, na fotografia do que fizeram, Francisco Leal, o veterinário Bomba, o chefe de cantoneiros Eng. Alberto Almeida e o cantoneiro pistoleiro pedem para repor a imagem 1 000 Euros cada um, pedem uma exorbitância pelo que valem.
O protesto contra os camarários é 2ª às 9h00

66 comentários:

Anónimo disse...

esse leal e o bomba sempre me sairam cá uns artistas.
esse bomba era aquele veternário que passava na praça do peixe e virava a cara para o lado para não ver o peixe podre não era?
esse leal é aquele que aterrou a ria com os camiões da CMO e qu3e tem uma lixeira ilegal em quelfes não não é?
o valinhe, mata cães, é o que foi apanhado a conduzir de madrugada,com álcol a mais,e que a CMO em vez de abrir um inquérito por isso lhe deu motorista particular,enquanto não tivesse a carta que lhe foi apreendida pela GNR?
vão a tribunal e desmascarem essa cambada e já agora logo dizem que ´´ e o advogado de defesa do chico

Anónimo disse...

Abaixo os mata cães,devia ler-se numa tarja fixada em frente ao tribunal.

Anónimo disse...

então ficaram com medo de comentar,o tribunal mete muito medo não mete,por esse andar o francisquinho, vai meter todos na cadeia e fica a rir-se.

Anónimo disse...

havia de ser bonito um canil ao pé dos apartamentos de luxo do village marina,os uivos dos canites vão incomodar os turistas,então o melhor é matar uns canites para ver se acabam os uivos.
foi bem orquestrada a matança.
pena é que os cães morreram, e os apartamentos não se vendem pois a crise veio dar cabo do negócio.

Zé do Mar disse...

Mósse essa Natália Viegas é uma caceteira que correu comigo uma vez que fui lá levar um cãozinho que achei abondonado?
Ainda bem que acabaram com esse lugar horrível onde os animais eram depositádos em pilha uns sobre os outros, e ali permaneciam em condições desumanas, num ambiante, que fazia lembrar filmes de terror,o cheiro era intragável, a unica coisa que mantinha viva aqueles pobres seres, era um pouco de granulado, ainda me recordo dos uivos dilacerantes dos animais, foi uma experiência, que não quero repetir, e fequei satisfeito, por a D. Natália, não ter ficado com o cão, ao fim e ao cabo sempre ficou melhor junto ao restaurante onde o deixei, porque passei lá uns dias depois, e lá estava ele à porta gordinho e feliz, tinha sido adotado.

Anónimo disse...

ui que medoooooooooo.

Anónimo disse...

podemos por os donos dos cães, que cagam os jardins e as ruas no canil?

Anónimo disse...

então não era a cdu que apoiava essa senhora? o j.p. não faz nada só caga postas de pescada?

Anónimo disse...

A "Marisol" desde o ano transacto dizia que o "canil" ia para Brancanes, era o que os seus chefes lhe diziam!
Mas, mais uma vez são só "boatos" e o canil não mudou de sítio.
De qualquer modo, ser ou não ser amigo dos animãis, neste caso "cães", circulam nas ruas, animais reconhecidos como perigosos, sem ançaimo, sem que a PSP tome conta da ocorrência. Perigosos, porque além de "meterem medo" podem morder e até mesmo matar.
-Pergunto, a lei não se cumpre?

Anónimo disse...

Quanto mais lido com as pessoas,mais gosto dos animais.JoãodeOlhão

L.Rocha disse...

só uma pergunta pode-se matar cães ao tiros ,
e não acontecer nada a essa pessoa?
pode essa pessoa conduzir alcolizada uma viatura da Câmara,ser-lhe retirada a carta de condução, e o homem que manda na Câmara dar um motorista particular a essa pessoa que mata os cães e conduz bebado?
há coisa esquisitas não há?
porque defende o homem que manda na Câmara um funcionário da Câmara que é apanhado pela GNR a conduzir bebâdo?
houve inquérito a esse funcionário,para saber o motivo que estava de madrugada a conduzir uma viatura da Cãmara e ainda por cima bebâdo?
eu se fosse responder por difamação, só fazia essa pergunta ao drº juíz,e ele que tirasse as ilações!
faça essa pergunta D.natália.e peça você um canil em condições, e uma indemnização para o canil.

Anónimo disse...

Inda ninguem se preguntou como é que um engenhero mecanico é chefe do lixo? aquela cambra tem cada coisa que nã lembra ao diabo. os compadrios sao tao obvios e à descarada que até da dó.

Anónimo disse...

Há muito tempo que não visitava o Olhão Livre,e hoje tive sorte com este tema.
Pois um ançaime precisavam alguns de voçês,para não ladrarem tanto.


Neves

Anónimo disse...

Oh Rocha? Então não sabes como é que um funcionário anda a altas horas bebado com um carro da cambra? Foi azar pa foi apanhado nessa vez.

O que não falta sao compadres a usar os carros da cambra de noite e de dia aos fins de semana e feriados a levarem os filhos à escola e a irem almoçar a casa seja em olhao seja em moncarapacho a fazerem supermercado a irem pro jumbo e pra universidade a lesarem directamente as contas publicas e ninguem diz nada porque sao compadres

ainda acham estranho as medidas de austeridade? pois se nao ha dinheiro que vede isto é sempre preciso ir buscar mais e mais

Ria formosa ex maravilha disse...

Somos Olhão no "Nós Por Cá"
Ria Formosa ex Maravilha da natureza.
à ganda toino de vitória em vitória até que o leal acabe com os esgotos a céu aberto,,e que as aguas do algarve ponha as etars a funcionar como devem,ou seja esgotos tratados.quem quiser ver o Nós Por Cá, carregue no meu nome.

Anónimo disse...

porra vocês não dão descanso ao homem. agora atacaram na culatra.
a valentina calixto e o leal já não sabem o que fazer para acabar com vocês.

Atento disse...

telefonaram-me agora por causa da reportagem da Sic no Nós Por Cá,parabéns ao Antonio Terramoto,pode ser que o presidente também te meta em tribunal por difamares a Ria Formosa,e assim os patos bravos venderem menos apartamentos construídos em cima da estrumeira,e dentro de agua como na Fuzeta.
um dia que os turistas metam os pés na agua e fiquem cheios de pica pica, quero ver quem paga as indemnizações.

Anónimo disse...

Ainda vão ter o mesmo destino da Dnª Natalia Viegas,tribunal.


Valinho

Anónimo disse...

mom ió valinhe tem mas é juízinhe e nã venha comentar aqui senão descobrem-te a careca toda,ou queres que te digam aquela de andares a espreitar as melheres a mejar?mom ió cú branco faz café e deta-te

Anónimo disse...

o Antonio Terramoto e o "Somos Olhão" aparecem mais na televisão que o presidente da CMO.
Qual será o motivo?
Não era melhor acabar com e«os esgotos

Anónimo disse...

é triste como a imagem da culatra foi ontem tratada no nosporcá

Anónimo disse...

aos prédios luxosos do maina village construidos emmcima da ANTIGA ESTRUMEIRA E NO SAPAL NÃO VAI O NÓS POR CÁ.
O LEAL JÁ COMPROU FOI O MADUREIRA.

Anónimo disse...

vão jogar as casa da culatra abaixo? porrada não levam nenhuma não.

Anónimo disse...

mó agora atacarm o macário,também tá.
pois a culatra pertence a fare.
das casas da fezeta nã falem não.

Anónimo disse...

já sabem destes ordenados escandalosos?
divulguem para ver 1quem tem a culpa se os empregados ou se esses crápulas do poder.
atenção que esse valor é por mês!

420.000,00 € TAP administrador Fernando Pinto
371.000,00 € CGD administrador Faria de Oliveira
365.000,00 € PT administrador Henrique Granadeiro
250.040,00 € RTP administrador Guilherme Costa
249.448,00 € Banco Portugal administrador Vítor Constâncio
247.938,00 € ISP administrador Fernando Nogueira
245.552,00 € CMVM Presidente Carlos Tavares
233.857,00 € ERSE administrador Vítor Santos
224.000,00 € ANA COM administrador Amado da Silva
200.200,00 € CTT Presidente Mata da Costa
134.197,00 € Parpublica administrador José Plácido Reis
133.000,00 € ANA administrador Guilhermino Rodrigues
126.686,00 € ADP administrador Pedro Serra
96.507,00 € Metro Porto administrador António Oliveira Fonseca
89.299,00 € LUSA administrador Afonso Camões
69.110,00 € CP administrador Cardoso dos Reis
66.536,00 € REFER administrador Luís Pardal: Refer
66.536,00 € Metro Lisboa administrador Joaquim Reis
58.865,00 € CARRIS administrador José Manuel Rodrigues
58.859,00 € STCP administrador Fernanda Meneses
3.706.630,00 €

51.892.820,00 € Valor do ordenado anual (12 meses + subs Natal + subs férias)
926.657,50 € Média Prémios
52.819.477,50 €

900,00 € Média de um funcionário público

58.688,31 – nº de funcionários públicos que dá para pagar com o mesmo dinheiro,que esses ladrões roubam,pois isso não é ganhar dinheiro,mas sim roubar!
e nós andamos aqui a refilar uns com os outros,por este ser do ps e outros da cdu do pad do mrpp e do b.e.
temos é de correr com esses gatunos dos partidos do arco do poder, que só sabem mamar e roubar.

Anónimo disse...

mose o terramote quem es tu para mandares falar mal da Culatra ja não te chega o leal se apareses ca outra vez com a sic levas nos cornos é so para fazerem as pessoas andarem nervosas o que diseram foi so mentiras lei mas é o Pooc e vei o que esta la escrito

Anónimo disse...

"Em vez de andarmos a discutir se um é do partido A ou B temos é de correr com os gajos do arco do poder " Isso é se houvesse gente,que não fossem franco atiradores politicos,tanto batem nos do poder como nos da oposição,vá lá uma pessoa perceber,o que estes querem,ou não querem nada,querem é bater tanto faz.

Anónimo disse...

o homem tem tantos carros,para ter tantos motoristas?
ou alguns são para lhe aquecer as costas?
numa altura que pedem tantos sacrificios aos portugueses, 13 motoristas não é gozar com o zé povinho?
para que o neves e a camabdada ps não desminta, aqui fica o nome deles.
Despacho n.º 8346/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Requisita à empresa Deloitte & Touche, Lda., António José Oliveira Figueira, para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

· Despacho n.º 8347/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Requisita à Associação dos Bombeiros Voluntários de Colares Rui Manuel Alves Pereira, para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

· Despacho n.º 8348/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Requisita ao Sindicato dos Trabalhadores de Escritório, Comércio, Hotelaria e Serviços Vítor Manuel Gomes Martins Marques Ferreira, para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

· Despacho n.º 8349/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Designa o agente principal da Polícia de Segurança Pública Augusto Lopes de Andrade para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

· Despacho n.º 8350/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Requisita à empresa Companhia Carris de Ferro de Lisboa, S. A.,Arnaldo de Oliveira Ferreira, para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

· Despacho n.º 8351/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Designa o assistente operacional Jorge Martins Morais da Secretaria-Geral do Ministério da Cultura, para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

· Despacho n.º 8352/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Designa o assistente operacional Jorge Orlando Duarte Vouga do Instituto de Gestão Financeira da Segurança Social, I. P., para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

· Despacho n.º 8353/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Designa o agente principal da Polícia de Segurança Pública Jorge Henrique dos Santos Teixeira da Cunha para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

· Despacho n.º 8354/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Designa a agente principal da Polícia de Segurança Pública Liliana de Brito para exercer funções de apoio administrativo no Gabinete do Primeiro-Ministro

· Despacho n.º 8355/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Designa o agente principal da Polícia de Segurança Pública José Duarte Barroca Delgado para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

· Despacho n.º 8356/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Designa o agente principal da Polícia de Segurança Pública Manuel Benjamim Pereira Martinho para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

· Despacho n.º 8357/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Designa o agente principal da Polícia de Segurança Pública Horácio Paulo Pereira Fernandes para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

· Despacho n.º 8358/2010. D.R. n.º 96, Série II de 2010-05-18

Presidência do Conselho de Ministros - Secretaria-Geral

Designa o agente principal da Polícia de Segurança Pública Custódio Brissos Pinto para exercer funções de motorista no Gabinete do Primeiro-Ministro

Neves disse...

Ganda Sócrates! Sempre na vanguarda da luta contra o desemprego!

Anónimo disse...

é por isso que eu gosto do ps e voto ps.
A Ministra da Saúde vai diminuir, este ano, em 50 milhões de euros o orçamento do seu ministério e para o ano em 100 milhões. Crê a Ministra que este dinheiro não impede o bom funcionamento do S.N.S. Que conclusão se pode, então, tirar? No seu entender não é aos servidores de saúde que o balúrdio de milhões, agora a poupar, faz falta. Houve, então, um esbanjamento que só aos administradores do SNS pode ser atribuído. Então, que coerência há nestas medidas, se, como está implícito nas medidas da Ministra, os administradores perdulários não são despedidos por falta de zelo nos dinheiros públicos. É que, seguindo o raciocínio da Ministra, tudo indica que alguém andou a “gamar” ou a deixar “gamar” os dinheiros dos contribuintes!

Zé do Mar disse...

Com que moral vêm o governo Socialista, pedir sacrifícios, ao Zé Povinho, que ganha 450 € por Mês(quando lhe pagam), e anda a dar a esses abutres somas esorbitantes do nosso dinheiro? 420.000€ por mês
a esse "chulo" brazileiro, para dirigir uma companhia de transportes? Haja decência!Olhem para o mundo real só por um instante, quem é que vocês penssam que são? Deus? Vejam a Miséria à vossa volta, ouçam os gritos dos esfomeados, e ponham a mão na consciência se é que ainda a têm.
Sempre tenho ouvido dizer que "a ocasião, é que faz o bom ladrão", e vocês estão se aproveitando da "ocasião", mas um dia vão ter de prestar contas das vossas acções.

Anónimo disse...

Canil com os gajos do PS
Granulado para os alimentar
S.N.S. para eles não, sim veternário.Vacinas no lombo para a raiva que têm ao zé povinho e ançaime.

Anónimo disse...

O grupo de teatro de Faro a "ACTA"
a tal que recebeu um subsidio da Camara de Olhão vai apresentar a peça de teatro "A COVA DOS LADRÕES " no auditório em Olhão.
Engraçado não é ?

Anónimo disse...

O Terramote está caladinho que nem diz nada
andou a fazer a campanha contra o João Pereira mas foi este o vencedor por maioria absoluta. Assim se vê quem tem o apoio dos militantes

Anónimo disse...

mais uma do pinóquio mor.
Afinal a história foi mal contada. Não foi Chico Buarque que quis conhecer o primeiro-ministro durante a sua viagem ao Brasil, como foi divulgado pela imprensa portuguesa. Foi José Sócrates que pediu esse encontro.
será que o gajo já não sabe dizer uma verdade ? e é isso 1º ministro?

Anónimo disse...

agora atacaram na culatra mas voces não sabem que aquilo é territorio do macário
e o que fizeram foi horivel deram a ideia que a culatra é um lixo urbano e não tem nada a ver
a culatra é uma comunidade pescatoria ao contrario da armona e farol onde os patos bravos e familias brozeam o tacho

Anónimo disse...

Estes gajos atacaram a Culatra e so la vão para isto porque não falaram com a Silvia gostaria de saber onde leram que na culatra as casas são para ir abaixo moss o terramote faz cafe e deita.

Anónimo disse...

Moss faz tu café e deta-te,falar com a Silvia é o mesmo que falar com o Leal ou Macário ou Governadora,isto por experiência própria.

Anónimo disse...

Ó meuas amigos, digam lá onde é que o Terramoto fala contra as pessoas da Culatra? Se me disserem que o reporter tem uma determinada prespectiva do problema e que ao compor a reportagem parece dar a entender aquilo que não é.
Tanto quanto sei, e tive o cuidado de ler a participação dele na discussão publica do Polis o que ele diz é que não deverão ser construidas mais casas em cima das ilhas e que devem ser feitos planos de pormenor nas zonas urbanizadas o que me parece ser uma ideia consensual. Outros há como estes comentadores que ou não tomaram posição ou não deram conhecimento daquilo que supostamente defenderam, e vêm agora a terreiro quando no momento certo ficaram calados.
A Ria Formosa tem que ser objecto de uma visão ambiental, mas tambem social e economica, de forma sustentavel e que não se degrade ainda mais.
No essencial o video é correcto e deve ser encarado como valido para toda a Ria e não focalizada num só lugar.

Anónimo disse...

criado novo topico para dicucao da candidatura da ria formosa a exmaravilha no forum

http://olhaoeolhanenses.justforum.net/candidata-a-exmaravilha-f33/candidata-a-exmaravilha-t14.htm#18


entra na discução...

http://olhaoeolhanenses.justforum.net/candidata-a-exmaravilha-f33/candidata-a-exmaravilha-t14.htm#18



http://olhaoeolhanenses.justforum.net

Olho Vivo disse...

Mosse ó Terramoto, não te assustes, que os filhos da culatra, nao matam ninguem, talvêz te tirem a pele, talvêz uns olhos rôxos, umas nódoas rôxas aqui, e ali mas matar não te matam. A não ser que haja escacês de isco, e te uzem para a pesca ao rebalo, dizem que o robalo, é maluco por terramotos.

Anónimo disse...

Se alguém falou mal da Culatra (o sr. Terramoto,presumo)deve pensar que lá por meia dúzia de artias das da Câmaras ou outras entidades "oficiais" terem casa no farol, na culatra ou Armona, as pessoas que têm casa no Farol, não têm culpa disso. Tenho casa no Farol há quase 40 anos e nunca aluguei a casa e esta, apesar de estar na zona dita ilegal, que o parque tanto quer renaturalizar,sabe-se lá com que objectivos, foi construída com o aval da Junta de Freguesia da Sé, pertencente a Faro. Foi constrúida à vista de toda a gente e os engenheioros ou arquitectos da Câmara de faro avalzaram as medidas do terreno e a estrutura da casa, tenho documentos que o comprovam e pago o IMI todos os anos. A casa foi feita às "claras" e não de um dia para a noite como alguns artistas fizeram ultimamente no Farol. Aliás é pena que no Farol muitas pessoas também façam negócio com as casas. Deviam ter vergonha. Na Culatra não sei porque não tenho conhecimento de causa.O que sei é que , apesar da Culatra ser considerada uma comunidade piscatória, um terço das casas da culatra estão vendidas ou alugadas a estrangeiros (Espanhóis, Ingleses, Alemães,etc, principalmente no Verão mas também já de uma forma premanente. Dois terços da população da culatra têm casa em Olhão (o que a meu ver não tem nada de mal, ou vivemos num país em que há cidadãos que não possam ter mais de uma casa). O sr. terramoto deve ser um invejoso de 1ª, mas se calhar tem mais casas ou poder económico que muitas das pessoas que têm casa nas ilhas. Quanto ao anónimo de 30 de maio,das 19.35h deve estar muito mal informado sobre quem tem ou não tem casa nas ilhas ou então anda "a emprenhar pelos ouvidos", como se costuma dizer e depois repete aqui no blog as maldissências. Estar a generalizar esta situação dos patos bravos, denota muito desrespeito por mais de 90% das pessoas que têm casa na Armona ou Farol e que nada têm a ver com política. Todos nós sabemos que as casas (terrenos) da área dita legal no sítio do Farol e que pertencia à antiga JPSA, foram entregues por compadrio ou por cunha, principalmnente a pessoas de outras regiões do país, e os olhanenses que desde miúdos já acampavam nas ilhas, não lhes foram dadas concessões (isto na maior parte dos casos , claro). Os IPTM, Parques Naturais, Câmaras e outras entidades oficiais deveriam era ter um maior respeito pelas pessoas que têm casas nas ilhas em boas condições estruturais, construir quebra-mares que evitassem qe o mar fosse comendo as ilhas, fazerem acções de limpeza constantes, dar condições condignas aos habitantes e turistas, WCs para que no Verão o veraneante não faça as suas necessidades nas dunas ou no mar, chuveiros e evitar que se façam mais casas à sucapa e um maior controlo em relação aos negócios de aluguer ilícito.

Anónimo disse...

(Continuaçã) Quanto aos ditos ilegais/clandestinos, estes deveriam pagar um aluguuer do terreno, como se paga uma concessão de um viveiro. Será que numa ilha com mais de 8 km de extensão 90% dela desértica, é uma área de alguns hectares com habitações que está a dar cabo da natureza. E as dezenas de milhares de turistas que durante o Verão vão lá passar o dia e deixam a praia toda suja, já não faz mal? A não ser que as áreas que querem mandar abaixo já um destino económico marcado? Independentemente de legal ou ilegal, gerações de pessoas "nasceram, cresceram, e passaram meses a fio naquela ilha, que nunca mereceu a atenção das autoridades e agora vêem com um POOC para Inglês ver (e o resto da população de Portugal),para no fim uma dúzia de senhores andarem bem montados em jipes e em Bms armados em paladinos do ambientalismo a ganharem umas boas massas, tenham mas é vergonha se é que ela alguma vez existiu no mundo da política. As pontes são uma vergonha, todos os dias à acidentes com pessoas a cair e a partir pernas ou a esfolarem-se todas, à entrada e saída dos barcos, as dragagens indiscriminadas que se fazem na ria e o posterior negócio das areias é que são de louvar ( afinal as areias que desaparecem da costa podem ter outras origens). Aos negócios obscuros de alguns pseudo mariscadores com interesses na câmara já o Parque e outras entidades fecham os olhos, pudera pertencem todos ao mnesmo clube.

Anónimo disse...

"Em vez de andarmos a discutir se um é do partido A ou B temos é de correr com os gajos do arco do poder " Isso é se houvesse gente,que não fossem franco atiradores politicos,tanto batem nos do poder como nos da oposição,vá lá uma pessoa perceber,o que estes querem,ou não querem nada,querem é bater tanto faz.


Foi ou não foi um dos defensores do Castanheira da CDU que voçês na vossa loucura politica assassinaram piliticamente inventando como agora que o homem tinha roubado a Mútua?
Quando o Pereira dava os esclusivos já era bom moço. Agora que é contra algumas coisas que são publicadas neste blog da vida pessoal dele ou de outra pessoas já não presta.

,mas fazer como o autor faz "julgamentos na praça publica"atancando o Homem e o Politico e ex companheiro é de facto revelador do mau caracter do autor.

Para a CDU, a situação da obra do PCP é perfeitamente legal, o processo pode ser consultado por quem o entender e a CDU-Olhão

Até porque tudo isto - a mentira, a esquizofrenia já citada em comentários anteriores, a vontade de deturpar os factos e a má fé - começa a tornar-se patético...
APB disse...
Sr a.terra e comentadores tenham um mínimo de bom senso, quem está a beneficiar e a tirar vantagens de toda esta discussão e ataques à CDU é o inimigo que julgo que ainda é comum, o Eng. Francisco Leal, devíamos nesta altura de eleições pôr de lado estas divergências ou mal entendidos para concentrarmo-nos numa mudança na autarquia em que a CDU faz falta. Sejamos sérios para que gente séria vá para a Câmara.

3 de Setembro de 2009 08:45
profundamente empenhada em alterar a gestão da coisa publica na nossa
terra e rege-se por elevados principios de verdade e responsabilidade na

ao sr. a.terra de 3 de Setembro de 2009 pelas 7:36.

Bem o Sr. ou é um ignorante ou um grande mentiroso.

1º Só porque uma propriedade privada tem uma grua, para si estão a decorrer lá obras????? Vá lá que não estava lá um carro parado, senão o Sr ia dizer que aquilo era um Stand. A verdade é que não estão a decorrer quaisquer obras no local...
Oh "amigo" o facto de estar lá a estrutura de travamento só quer dizer que não estão a decorrer obras. Porque se estivessem a decorrer obra não era viável ter la a estrutura no meio nem esta seria necessária já que o novo edifício iria garantir o travamento dos edifícios contíguos.
É só moral....
É só moral....
-A NOSSA TRANSPARENCIA E A NOSSA MORAL NAO

TÓ da ilha do farol. disse...

MOM QUEM TEM UMA CASA ILEGAL NA ILHA DO FAROL É O DRº ANTONIO PINA EX,GOVERNADOR CIVIL DE FARO QUE QUANDO UM REPORTER LHE PERGUNTOU SE TINHA LÁ UMA CASA MENTIU COM QUANTOS DENTES TINHA NA BOCA E DIZ QUE QUEM FEZ A CASA FOI O PAI QUE LHE DEIXOU DE HERANÇA.
QUANDO TODA A GENTE SABE QUE A CASA ILEGAL DO DRº ANTONIO PINA EX,UMA CARRADA DE COISAS FOI ELE QUE CONSTRUIU! A CASA DO PRFº ALBERTO ALMEIDA NO FAROL FOI COMPRADA MAS A LUZ É ILEGAL,POIS NÃO PODE HAVER CONTRATOS DE ARRENDAMENTOS DA EDP COM CASA ILEGAIS SE AS OUTRAS CASA ILEGAIS NÃO PODEM FAZER CONTRATOS A CASA ILEGAL DO PRFº ALBERTO ALMEIDA VEREADOR DOI PSD EM OLHÃO,TAMBÉM NÃO DEVIA TER PODIDO TER CONTRATO COM A EDP,MAS TEM.
O VEREADOR CARLOS MARTINS TAMBÉM TEM UMA CASINHA ILEGAL,MAS NÃO FAZEM NADA PARA DEMOSTRAR QUE AS CASAS NÃO SÃO ILEGAIS, POIS FORAM FEITAS COMO ACORDO DO GOVERNOS DO PS E DO PSD.
O ESTADO GANHOU DINHEIRO COM AS CASA POIS OS MNATERIAS QUE FORAM PARA AS ILHAS PAGARAM TODAS O IVA E AS AUTORIDADES NUMCA IMPEDIRAM O TRANSPORTE DOS MATERIAS,PARA SE FAZER CASA POIS NAS ILHAS NÃO HÁ FABRICAS DE TIJOLO NEM DE CIMENTO.

O QUE HÁ É QUE OS SENHORES IMPORTANTES QUE TEM CASAS NAS ILHAS NÃO QUEREM FAZER ONDAS E CONTAR A VERDADE PARA NÃO PERDEREM OS TACHOS POLITICOS E PARTIDÁRIOS DELES E DOS FILHOS.

forum olhao e olhanenses disse...

forum aberto para discutir este assunto sobre a ria novo topico ria formosa

http://olhaoeolhanenses.justforum.net/ria-formosa-f14/

forum para ser feito por nós


http://olhaoeolhanenses.justforum.net

deixa a tua ideia e opiniao

Lima disse...

Mósse! estes cavalheiros que construiram casas nas Ilhas Em terreno que não lhes pertencia, têm cá uma lata!
Então vocês não sabiâm que o terreno nâo era vosso? vocês não sabiam que para construir uma casa, é necessário, ter um progeto, e uma licença aprovada pela Camara, para alem de outros requesitos? Não sabiam que para uma casa ser habitàvel, é necessário uma licença de habitabilidade, passada pela Camara? A vossa sorte, é Portugal ser uma républica das bananas, porque se fosse um país evoluido, as pessoas responsáveis por esse crime, já há muito tempo, que as casas tinham sido demolidas, às vossas custas, e tinham sido judicialmente responsabilizados por esse crime.

Anónimo disse...

tem piada antes do auditorio era so festas lá no jardim agora é so no auditorio é pros patos bravos

agora la trouxeram pro dia da cidade 2 artistas dia 15 emanuel e dia 16 os deolinda

Anónimo disse...

tó da ilha do farol, você deve ser o cúmulo da ignorância. Na zona dita ilegal existem mais ou menos 250 habitações,e o senhor insiste em ir buscar o exemplo de dois vereadores e dp prof. Almeida. Segundo o senhor todas as outras pessoas que lá têm casa , muitas delas praticamente vivem lá ou passam mais de metade do ano nessa ilha, são animais ou não existem. O seu argumento é completamente baixo e mesquinho. A maioria das casas foram feitas no tempo em que nem ainda existia IVA, fique você sabendo.Umas foram feitas antes do 25 de abril e outraS NOS ANOS LOGO SUBSEQUENTES,NO TEMPO DO GONÇALVISMO,PREC, etc, E NUM TEMPO EM QUE NEM SEQUER AINDA EXISTIA UMA COISA CHAMADA PARQUE NATURAL DA RIA FORMOSA.O VEREADOR CHALANA TEM LÁ CASA À MEIA DÚZIA DE ANOS E "COMPOU-A" À MÃE DA EX- NAMORADA DO IRMÃO POR ISSO NÃO SERVE DE EXEMPLO. QUE PROVA VOCÊ TEM PARA DIZER QUE A CASA DO PINA NÃO FOI FEITA QUNANDO O PAI DESTE AINDA ERA VIVO.Essa da herança dou-lhe de barato. QUANTOS ANOS VOCÊ TEM?, qUE CONHECIMENTOS TÃO PROFUNDOS SÃO ESSES SOBRE A ILHA?, MAIS OUTRO PAPAGAIO DO bLOCO QUE SÓ DIZ MAL E RECORRE CONSTANTEMENTE ÀS MESMMAS PERSONAGENS, COMO SE ELAS REPRESENTASSEM O TODO. ESSA DO GOVERNO GANHAR COM O IVA É MAIS UMA IMBECIBILIDADE DE TODO O TAMANHO. TODOS OS PRODUTOS PAGAM IVA SEJA UM SACO DE CIMENTO, SEJA UMA VELA DE ACENDER Será que os governos de portugal têm equilibrado as finanças às custas do material de construção que vai para a as ilhas, você escreve de má fé. . SE CALHAR ERA O QUE O SENHOR QUERIA, ERA QUE QUEM LÁ TEM CASA SE GOVERNASSE À LUZ DAS VELAS COMO NA PRÉ HISTÓRIA.O senhor é agora defensor da EDP uma empresa que ganha centenas de milhões de euros por ano e está muito preocupado com a luz ilegal. A Câmara devia era dar condições às pessoas para poderem ter luz tal como o resto das outras casa tem. Vê como etá enganado, a governação local Continua a pertencer a esses dois partidos doos quais você é opositor. Se houvesse mesmo um complô do "bloco central, toda a ilha teria luZ. O SENHOR DEMONSTRA NÃO TER CONHECIMENTO DE CAUSA deste assunto, se calhar vai lá no verão sujar a praia mais os deus amigoos? ACHO QUE A SUA IGNORÂNCIA E, INVEJA, PORQUE NÃO DIZÊ-LO, É QUE DEVIA PAGAR IVA. Mesmo que o senhor intelectual de esquerda que pensa ser dono da verdade, volte a repetir o disco dos vereadores que lá têm casa e da questão da luz, que é uma vergonha para a câmara de faro e nãp para os moradores que querem ser tratados com dignidade, não voltarei a comentá-lo, a ignoância que demostra sobre este assunto não merece mais resposta da minha parte.Tenho ditO.

Anónimo disse...

Com coisas sérias não se brinca,hoje a protectora dos cães levou na cabeça e vai ter de pagar multas,para não dizer disparates que lhe custou caro,que lhes sirva de lição, a todos.JoãodeOlhão

rc disse...

Tal como marcado decorreu hoje o julgamento, a leitura da sentença está marcada para dia 28, às 14h30.
No decurso da audiência ficou demonstrada a conduta torpe, vil e prepotente dos camarários responsáveis pela conduta neste processo do abate dos cães e apropriação de bens alheios em que o presidente Leal teve o papel de mandante.
Resta saber se a juíza assim vai entender.

Anónimo disse...

sR. lIMA QUANDO A MAIORIA DAS CASA FORAM COSTRUÍDAS QUE EU SAIBA AS AUTORIDADES PERMITIRAM QUE ESTAS FOSSEM CONSTRUÍDAS INDEPENDENTEMENTE DE BUROCRACIAS OU NÃO.nOS ANOS 70 , QUANDO A MAIORIA DAS CASAS FORMSM COSTRUÍDAS, HAVIA A PROMESSA DAS AUTORIDADES QUE AQUE PARCELA DE TERRENO SERIA TAMB´M LERGALIZADA, MAS ISSO NUNCA VEIO A SUCEDER. a MINHA CASA TEM PROJECTO,FOI AUDITADA POR RESPONSÁVEIS DA cÂMARA DE fARO E TEM CONDIÇÕES DE HABITABILIDADE, FOI AUTORIZADA PELA jUNTA DE fREGUESIA DA sÉ E PELO MINISTÉRIO DAS FINANÇAS, QUE TODOS OS ANO E MUITO BEM, COBRA-ME O CORRESPONDENTE IMI. LOCALIZA-SE NO INTERIOR DA ILHA, LOGO NÃO INTERFERE COM O SISTEMA DUNAR.qUANTO AOS RESTANTES MORADORES OU NÃO NA ILHA, SEI QUE ALGUNS ESTÃO NAS MESMAS CONDIÇÕES DO QUE EU. mAS TAMBÉM OUVE MUITO MENINO QUE FEZ CASAS À À SUCAPA, QUE NÃO TÊM NEHUNS DOCUMENTOS QUE COMPROVEM QUE A CASA É SUA E Q QUE NÃO TIVERAM PEJO EM CONSTRUIR EM LOCAIS AMBIENTALMENTE DELICADOS. A´DOU RAZÃO AOS SENHORES RADICAIS, MAS A CULPA TAMBÉM É DAS AUTORIDADES. ESTE SR. lIMA É MAIS UM INVEJOSO QUE NÃO TEM OU NAÕ TEVE OPORTUNIDADE DE CONSTRUIR CASA NA ILHA. E QUE AGORA PROCURA COM A DEMOLIÇÃO DAS CASAS UMA SATISFAÇÃO PESSOAL MESQUINHA. PREOCUPE-SE COM A SUA VIDA E NÃO INTERFIRA NO BEM ESTAR DE OUTROS CIDADÃOS. sE CALHAR QUERIA QUE ESTES CRIMINOSOS QUE CONSTRUIRAM AS SUAS CASAS CO M O SEU DINHEIRO E ESFORÇO, FOSSEM TODOS PRESOS E CONDENADOS ÀS GALÉS. qUANTO A pORTUGAL SER UMA REPÚBLICA DAS BANANAS VOCÊ TEM MUITA RAZÃO POIS HÁ MUITOS ANOS QUE AS CASAS DEVERIAM TER SIDO LEGALIZADAS. mAS PARECE-ME QUE EXISTEM A MÉDIO, LONGO PRAZO OUTROS INTERESSES POR TRÁS. tALVEZ HAJA INTERESSES DE "PATOS BRAVOS DE OUTRAS pARAGENS" !

Zé do Mar disse...

Óh! Raul Coelho!

Mas eu pensava, que o que era para ir a julgamento, era a conduta da D. Natália Viegas, Será que houve duas audiências? e pensava que a matéria de acusação, era a violação da imagem da Camara e do presidente.
Olhe Raulito, o Chico Espertismo, é uma arma que às vezes "Back Fire"
leve cuidado! a Honestidade fica sempre bem!

Anónimo disse...

Snrº João de Olhão,ainda não houve sentença,no caso do canil já anda a largar foguetes?
Porque não publicita a CMO a condenação que foi alvo recentemente ?Hipocrisia é aos montes.

Lima disse...

Ao Senhor anónimo das20:05

Meu amigo acho melhor o sr. se compor, porque o sr. está ´fugindo um pouco da razão!

Se o terreno em que o sr. construiu era seu, se tem os devidos documentos da casa, não tem de se preocupar, a sua casa não está ilegal!

Sabe uma coisa nunca tive inveja de quem rouba, ou ofende a lei,
Esse terreno em que algumas pessoas construiram casas, é terreno publico, isso quer dizer que ele pertence a todos os portugueses, se alguns se apoderaram dele para seu uso, roubaram aos outros a sua parte,
eu como português sou também um legitimo proprietário desses terrenos, portanto não fale por inveja, mas por lesão dos meus direitos.

Anónimo disse...

Mó que amigos do ambiente são estes que vejo aqui comentar em defesa do que está já feito!
Querem ver, se eu fizer uma casa num terreno de um emigrante (sem ele saber) volvidos 2 ou 3 anos já ninguém me tira a casa? Depois, para sair, tenho que ser indemnizado?
O caso é que estes senhores que têm responsabilidades na politica cá do sítio, só dão más exemplos. Sendo assim, pergunto:
-Onde se encontra o meu talhão?
Uns constroem no "Farol"e as autoridades competentes fecham os olhos; eu quro fazer um barraco no terreno que o meu padrinho me doou e não posso, porque tenho o parecer do ambiente negativo.
E esses senhores tiveram algum parecer negativo? Mas dão aos outros, ou não são os políticos da nossa terra?Tudo para mim, tudo para mim...e os outros que se charinguem.Eu não posso defender atitudes demagógicas como o está feito, está feito, até porque, como diz o povo "não são aqueles que criaram o problema que o vão resolver" isto é, só atrapalham. Não acha?

Anónimo disse...

Olhe lá, amigo do "ocupa e pronto" podia-me explicar porque as autoridades, tanto camarárias como nacionais, deixaram as ilhas barreira serem ocupadas, vendidas, alugadas, vendidas, etc
Em que estado está a nossa "Ria Formos", que tinha recursos riquíssimos e por este andar, vamos ter é a mudança de nome "Ria dos cagalhões".
Tiveram mais de 30 anos para fazerem qualquer coisa, proteger ao menos, mas...parece que tudo marcha ao sabor das ocasiões e dos interesses de momento. Palavras para quem, a culpa morre solteira.

TÓ da ilha do farol. disse...

na ilha da armona a CMO ficou de fazer o saneamento e passado 30 anos ainda não fez,não será isso um caso de saúde publica?
as casas da ilha do farol são tão ilegais como as da ilha da armona, com uma diferença,é que no tempo que foram legalizadas olhão tinha um presidente da CMO que era ao mesmo tempo presidente da junta dos portos de sotavento do algarve,pois a ilha da armona só cerca de 30 casas eram legais e construidas antes do 25 de abril.
o problema da ilha do farol é que a maior parte das pessoas que lá fizeram casas, como por exemplo o ex governado civil de faro Antonio Pina (sei bem que foi Antonio Pina o construtor,e não o pai), eram de olhão e os presidentes da CMFaro numca se importaram com essa situação,só por isso as casas da ilha do farol hoje não estão legais,como as da armona.e da praia de faro

Anónimo disse...

Sr. lima não seja demagógico, toda a gente sabe que a Ria tem vários donos,IPTM,antiga JAPSA,Salva-vidas, Bares e restaurantes, pequenas explorações turísticas, Marinha, Faroleiros,Associações de moradores,concessões a viveiristas,etc. Contudo , no seu todo, esstes terrenos pertencem ao Estado, ao chamado domínio público marítimo.A minha casa está na parcela que o Pólis pretende renaturalizar (demolir). Sabe antes dessa casa ser construída dezenas ou mesmo centenas de pessoas acampavam nas ilhas e não existiam concessões, nem um rol de entidades que proibissem as pessoas de ir para lá. Nos anos 60/70 a ponta da ilha da Culatra onde se situa o núcleo do farol foi concessionada à antiga Japsa, à excepção de um pequena parcela que fica entre a fronteira da concessão da Marinha e o começo da zona dita legal ou seja concessionada. Esse terreno foi loteado pelas autoridades da altura e entregue aos familiares, amigos, amigos dos amigos,e por ai adiante, do comandante da Japsa e dos funcionários dessa entidade. Pessoas maioritariamente de fora. Ora os campistas e veraneantes farenses e olhanenses que quiseram um lote/concessão, ficaram a "chupar no dedo". Apercebendo-se dessa injustiça, a cãmara de Faro, possivelmente em consenância com a de Olhão, permitiu que aqueles que já lá acampavam ou tivessem possibilidades económicas de construir a sua moradia na parcela de terreno paralela à legal, "fechou os olhos" à situação e permitiu que as construções avançassem. Até que assim sempre ia buscar mais uns dinheiritos,com o pagamento de IMI´s.E não se esqueça que as carreiras para as ilhas saem de Olhão.Se as autoridade que devem representar a lei, não colocaram obstáculos numa primeira fase (até princípios dos anos 80 (altura da criação do Parque) em relação à construção das casas, então não houve ofensa à lei, como o senhor diz e muito menos roubo, porque insiisto, mesmo as casa ilegais foram feitas com a complacência das autoridades. Segundo a sua análise final, só falta aparecer-me lá em casa e sentar-se à mesa e comer uma sardinhada com o pessoal, pois o terreno em que a casa está edificada também é meu.Diga-me em que aspecto foi lesado pelo facto de eu ter construído uma casa na ilha no ano de 1976? Se calhar também queria ter lá casa? Bom se um seu familiar tivesse lá casa o seu discurso concerteza seria diferente. De hipocrisia estou eu farto. Tenho pena mas insisto na inveja, na má fé. Com tantos problemas gravíssimos que existem em Portugal e você preocupado com as casas das ilhas. Você deve ser o cúmulo da idoneidade e de certeza que é um super cidadão exemplar.Olhe vá com esse tipo de discurso para um café na Culatra e logo vai ver o que é sentirse lesionado.

Lima disse...

Caro Sr. Anónimo das 00:47

Afinal quem está aqui a usar demagogia, (em proveito próprio) é o Sr.. O Sr. pode pintar o quadro como quiser, que no fim tudo vem dar ao ponto que em Portugal somos dez milhões de donos da propriedade publica, portanto eu e outro qualquer cidadão, pessuimos uma décima milionésima parte do terreno em que a sua casa foi construida, como o Sr. não tinha autorização minha ou dos meus representantes (Estado), o que o Sr. fez foi uma usurpação, de propriedade alheia.
Para acabar com essa suspeita que o Sr. tem de que eu tenho inveja da sua casa, vou-lhe contar uma História: A descansada da minha mãe sofria de asma, e o médico aconselhou-a a passar uns tempos no Farol, o meu pai que tudo fazia para aliviar o seu sofrimento, falou com alguem do Barranqueiro & Estevão, e mandou fazer uma pequena casa em madeira, que foi transportada em partes, e instalada na Ilha do Farol em Frente à ria, onde ainda hoje se encontra, já ampliada. Quando a minha mâe faleceu, eu encontrava-me no estranjeiro, o meu pai escreveu-me a perguntar se eu estaria interessado em ficar com a casa, a minha resposta foi NÃO! pelo que o meu pai a vendeu a alguem pelo preço da madeira.
Mais o informe, que quase todas as semanas, vou almoçar à Culatra, nunca me coibi de dizer aquilo que penso seja sobre que assunto for, e até hoje só lá tenho feito amogos.
Cumprimentos
Lima

Atento disse...

o que se passou no julgamento contado pelo Drº Lourenço Mendonça no jornal Brisas do Sul on line.

Anónimo disse...

noticia do brisas on line,,como se previa o advogado de defesa do sr,bomba e companhia é o advogado do srº presidente da CMO,ou seja são dois colegas da editora ,que a CMOpois o da defesa é o drº fernando cabrita.
Começou no dia 31 de Maio o julgamento em que o Dr. Jorge Bomba, o Eng. Alberto Almeida e Fernando Pedada, todos funcionários da C.M. de Olhão apresentaram queixa contra Maria Natália Viegas e Paula Manuela Águas, dirigentes da L.O.A.A. alegando que estas os teriam difamado, imputando-lhes actos que não serão verdadeiros. É advogado dos autores o Dr. Rogério Silva e advogado das rés, o Dr. Fernando Cabrita.
No processo de inquérito que se seguiu à queixa, o Ministério Público não acompanhou a acusação particular.
Ao ser ouvida, a arguida, Maria Natália Viegas, denunciou a morte de cerca de 50 a 60 cães. Que recebeu denúncias feitas por telemóvel de funcionários da Câmara, de particulares e de muitos anónimos.
A Liga tem existência desde 1987. Ao ser-lhe perguntado se o canil tinha licença, disse desconhecer. Desde sempre o canil funcionou em terreno da Câmara, utilizando funcionários da Câmara, que ajudava na recolha de animais abandonados.
Mas cabia à Liga a recolha de alimentos fornecidos graciosamente pelo Hipermercado Modelo, a veterinária e os medicamentos eram pagos pela Liga, bem como algumas pequenas obras.
As duas arguidas tinham autorizações passadas, primeiro pelo Presidente João Bonança, e depois pelo actual Presidente.
Apesar disso, o Engº Almeida proibiu a D. Natália de entrar nas instalações do canil.
A arguida Paula Águas referiu que o canil tinha cerca de 200/300 animais.
Quando a Câmara proibiu a entrada das dirigentes da Liga, não as autorizou a retirar o que era da Associação.
Entrou depois uma testemunha de acusação, funcionário da Câmara que dava comida aos animais mas teve dificuldade em identificar a quantidade de cães existentes, nem quantos faltaram, de tal modo que levou a Dra. Juíza a intervir.
A segunda testemunha de acusação, também funcionária da Câmara, refere que a anestesia aos animais doentes com problemas na pelagem, era dada pelo Dr. Bomba. E demorava uns 15 minutos a fazer efeitos. Houve um aumento de abates de animais no canil.
Actualmente, o responsável pelo canil é o Dr. Pedro, da Câmara.
A audiência continua em finais de Junho.

Lourenço Mendonça

Anónimo disse...

Autorização sua de certeza que não precisaria, já das aurtoridades esta foi-me dada portanto repito pela enésima vez que não houve usurpação. A sua história familiar e´comovente pois a minha é idêntica . O meus irmão quando ainda criança, sofria de problemas respiratórios e um médico de Faro aconselhou o meu pai a levar o meyu irmão com frequência a respirar o ar da ilha por causa do iodo, suponho. Os meus pais já lá acampavam há anos e quando quiseram ter uma concessão na zona legsal,esta não não foi concedida pois os lotes já estavam todos entregues por compadrio. Por sinal, na segunda metade da década de 70 , como o senhor sabe viveu-se uma fase política muito conturbada, e aquelas pessoas que por iniciativa própia construiram as suas casas nos lugares em que habitualmente acampavam assim o fizeram sem que qualquer autoridade colocasse entraves. O problema foi que com o passar dos anos a coisa descambou e já havia pessoas a construirem casas de má fé ou seja, praticamente em cima das dunas, junto à ria em que aquando da preia mar as casas ficam quase dentro de àgua, ou então pessoas que contruiram casas tanto na zona iligal como na zona ilegal só para o negócio (alugueres no Verão. Sabe, são quase 40 anos de ilha, já são três gerações que cresceram, fizeram amizades,construiram a sua infância e adolescência e são muitas recordações que estão em jogo e voccê vem com o discurso da milionésima parte e dos 10 milhões. Tenha dó. Afinal a sua família também teve casa na ilha, então sabe do que eu estou a falar e porque é que eu defendo afincadamene não um direito mas uma ambição de que a casa fosse legalizada. Até que esta está exactamente no centro da ilha e não à beira de água como a sua estava. Se não quis ficar com a casa, problema seu, talvez estivesse a ganhar bem no estrangeiro ou a casa trouxe-se-lhe más recordações ou a relação com o seu pai não fosse a melhor pois ratar de eum assunto destes por carta não me parece lógico. Se o seu pai vendeu a casa, mesmo ao preço da madeira (e não sei se a madeira seria cara ou barata!) então também foi cometida uma ilegalidade por parete do seu pai , porque não se pode vender uma casa esteja ela cocessionada ou na zona ilegal. Você diz que vai à Culatra almoçar e que afirma que as casas deveriam ir abaixo e os culatrenses ficam muito felizes com a sua opinião. Desculpe lá mas ess não dá para acreditar.Se calhar, você tem algum interesse em que as casa ilegais do Farol vão abaixo, pois assim salvaguardaria a permanência das outras casas ou então tem algum interesse que você aqui não manifesta, porque afinal, já estou a ver que você tem muita afinidade com as ilhas: uma casa que não qis e que vendeu, almoços e amizades na Culatra. Para finalizar recoirdo~lhe o que você disse na sua primeira intervenção em relação ao meu comentário inicial: " Mósse! estes cavalheiros que construiram casas nas Ilhas Em terreno que não lhes pertencia, têm cá uma lata!
Então vocês não sabiâm que o terreno nâo era vosso?..."

Anónimo disse...

Concordo quase inteiramente com o autor destes comentarios mas...

" Os meus pais já lá acampavam há anos e quando quiseram ter uma concessão na zona legsal,esta não não foi concedida pois os lotes já estavam todos entregues por compadrio."

" Por sinal, na segunda metade da década de 70 , como o senhor sabe viveu-se uma fase política muito conturbada, e aquelas pessoas que por iniciativa própia construiram as suas casas nos lugares em que habitualmente acampavam assim o fizeram sem que qualquer autoridade colocasse entraves.
O problema foi que com o passar dos anos a coisa descambou e já havia pessoas a construirem casas de má fé ou seja, praticamente em cima das dunas, junto à ria em que aquando da preia mar as casas ficam quase dentro de àgua, "

E aqui nesta situaçao que nao concordo com o comentario pois mesmo na zona ribeirimha a maior parte das pessoas que la construiu era gente que ia para la acampar

1-Nessa dita zona ha cerca que 15 anos deitaram metade das casas abaixo!
Estavam em cima das dunas ? E as outras que la ficaram? Se umas faziam mal as dunas as que la estao nao fazem?
2-Segundo me foi dito as que foram abaixo eram de pessoas que nao trabalhavam no mar!
Carteiro, o meu amigo Joao que fez a casa com muito sacrificio e com o apoio da familia e amigos , o padeiro enfim,,,,,,,,gente que nao trabalhava no mar, mas o pescador do arrasto que apetrechos e que poderia la ter? O viveirista nem que o tivesse na Fuzeta , que apetrechos e que la poderia ter?

Enfim umas ficaram as outras foram a vida
3-Sera que nessa altura esses desgraçados tiveram o apoio dos vizinhos? "ribeirinhos ou das dunas"
Sera que tiveram o apoio dos vizinhos da chamada zona "ilegal"?
Sera que tiveram o apoio dos vizinhos da chamada zona "legal"?

Talvez fosse bom se , se deixasem de divisoes e que ou vao todas ou nao vai nenhuma , por todos os motivos como os citados no comentario
Sera justo o que se prepara para a ilha de Faro?
Sera que os predios la existentes nao façam mal? Atao sao so as barracas?

Anónimo disse...

o sr.das 22:08 concorda e bem com muito do que eu disse, mas perde, em parte, a razão quando refere que há 15 anos mandaram "metade das casas abaixo,..." deve haver ai um equivoco qualqer. O que se passou foi que a marinha, deitou, na altura, meia dúzia de casas abaixo que por sinal ainda estavam em fase muito prematura de construção, e que realmente algumas estavanm a ser edificadas em locais muito perto da chamada duna primária. Quanto às barracas que estão edificadas na zoma ribeirinha da ria (e que dão verdadeiramente mau aspecto ao núcleo do Farol) e que estão quase em cima de água, muitas destas, pertencem a senhores que tèm casas no interior da ilha e que só utilizam essas barracas para colocar canas de pesca, duas ou três bóias e a fateixa do barco. Mas a maioria destes senhores não são pescadores, partilham esse "hobby" com outras profissões e vão para a barra apanhar robalos de 5 kg para o negócio, sim que no Verão um dos negócios preferidos de muita gente de má fé, é alugarem as casas de alvenaria que têm no interior da ilha e se calhar vão dormirr para o "barraco" que têm nas traseiras da casa ou então nessas casa junto à ria, supostamente para colocar "apetrechos" de pesca. É só artistas! É pena é o justo pagar pelo pecador, e no fim é capaz de ir tudo abaixo. Mosse, houve meia dúzia de artistas que fizeram casas numa noite com 20 ucranianos a levantar paredes, isto durante o Inverno para não levantar muitas suspeitas. Até o Prof. Pina parece que já está a fingir que vive na ilha para salvarguardar os seus interesses e é natural que tivesse arranjado papelada para demonstrar que vive lá,não tivesse ele os conhecimentos que tem! Se calhar já passou a sua(s) casa(s) para o nome dos filhos, como muita gente o fez nestes últimos anos/meses só para comprovar que a casa da ilha é de 1ª habitação. O Vereador Carlos Martins que "comprou" a casa à meia dúzia de anos (portanto uma dupla ilegalidade, segundo aqueles que querem que as casas vão abaixo) a uma pessoa com quem tinha bastante afinidade,é outro que só lá tem casa para alugar durante o Verão; e à conta do pai ser viveirista, no fim ainda recebe uma indemnização ou relocalização se as casas forem realmente abaixo.São estes senhores, muitos com responsabilidades políticas que tiram credibilidade aos argumentos daqueles que fizeram as suas casas há mais de trinta anos e que não as alugam nem as alteram e que construiram com rigor e com o aval e beneplácito da Câmara de Faro. Estou curioso com o final desta novela é que segundo o PÓLlS, a renaturalização tem que estar concluída , salvo erro no final de 2012 ou 2013. Mosse mandem mas é já tudo abaixo e façam ali um, resort para os turistas estrangeiros largarem papel e os chamados patos bravos usufruirem daquilo, para as câmaras e governo encherem os bolsos! Não me admirava nada! Vai ser o bom e o bonito.
P.S. Já sei que vem aí muito comentário demagógico, mas já estou habituado.

Anónimo disse...

o sr.das 22:08 concorda e bem com muito do que eu disse, mas perde, em parte, a razão quando refere que há 15 anos mandaram "metade das casas abaixo,..." deve haver ai um equivoco qualqer. O que se passou foi que a marinha, deitou, na altura, meia dúzia de casas abaixo que por sinal ainda estavam em fase muito prematura de construção, e que realmente algumas estavanm a ser edificadas em locais muito perto da chamada duna primária.

Nao posso garantir ha quantos anos precisamente e que deitaram as casas abaixo mas o meu amigo deve-se informar um pouco melhor, nessa altura tambem eu ia passar ferias para essa zona e para uma das casas que nao foi abaixo , a casa para onde eu ia tinha parede com parede com a casa de um padeiro que infelizmente lhe jogaram abaixo a casa; os proprietarios da casa para aonde eu ia na altura se quisessem tinham ficado com um jardim enorme cheio de entulho!
A casa do Joao carteiro estava mais que acabada e havia casas muito mais proximos do mar que estas que acabei de frisar, continuo a afirmar que no essencial concordo consigo