segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

História ,ou Estórias da morte dos Cavalos Marinhos na 7ª Maravilha da Natureza.

“A história da Ria Formosa e dos seus cavalos-marinhos” no 1º Café Oceano de 2011


“A história da Ria Formosa e dos seus Cavalos-marinhos” é o tema do primeiro Café Oceano de 2011, que se realiza no Pátio das Letras, em Faro, às 18h30 do dia 12 de Janeiro, moderado por Jorge Palma, investigador do Centro de Ciências do Mar (CCMAR) da Universidade do Algarve.

Em 2002, a Ria Formosa era um dos locais do mundo com maior densidade de cavalos-marinhos, com uma população estimada em dois milhões de indivíduos. Em 2008 só sobravam 300 mil.

Para onde foram os cavalos-marinhos? O que aconteceu à Ria Formosa num tão curto espaço de tempo? Estas são algumas das questões que serão abordadas por Jorge Palma que lidera um projecto premiado pelo Oceanário de Lisboa, a desenvolver no laboratório de Biologia Pesqueira e Hidrobiologia do Prof. Pedro Andrade, da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve.

Sobre o Café Oceano

O Café Oceano é um espaço de discussão informal sobre assuntos relacionados com o oceano que nasceu de uma ideia original dos alunos de Oceanografia da antiga Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente (FCMA) e da Prof.ª Cristina Veiga Pires, também docente naquela faculdade e actualmente subdirectora da Faculdade de Ciências e Tecnologia da UAlg.

Esta tertúlia decorre normalmente uma vez por mês, ao fim do dia, num café/bar de Faro. Para participar não é preciso ser especialista, só é necessária curiosidade e interesse pelas matérias em debate. O painel de especialistas que faz a apresentação mensal de cada tema, assim como a moderação da discussão (normalmente assegurada por Cristina Veiga Pires), incentiva à participação de toda a população. “Quanto maior a diversidade de perspectivas melhor”, sublinha a mentora do projecto.

A primeira edição do Café Oceano teve lugar no dia 19 de Maio de 2005, no Bar do Álvaro, em Gambelas.

Para mais informação: Prof.ª Cristina Veiga Pires
cvpires@ualg.pt | http://cafeoceano.blogspot.com
Texto retirado daqui
Nota do Olhão livre.
Será que os cientistas nessa conversa de café, vão ocultar o facto da poluição ser cada vez mais na Ria Formosa, com o fechar de olhos para isso da parte da Universidade do Algarve,e de todas as instituições com responsabilidade na defesa da Ria Formosa, tais como a CCDR do Algarve,o ICNB o PNRF a GNR as capitanias dos portos da Ria Formosa que sabem das descargas dos esgotos tóxicos directos e sem tratamento(caso do esgotos do T e da docapesca e Olhão), para a ZPE da Ria Formosa e não actuam?
Será que esses cientistas não sabem das descargas assassinas ,das ETARs da Ria Formosa que envenenam a Ria (como exemplo é a morte das aves nas lagoas envenenadas das ETARs das Agua do Algarve), em vez de tratar os esgotos como mandam as leis da União Europeia?
Será que esses cientistas vão analisar os yates de luxo que fundeiam em cima das colónias de Cavalos Marinhos com a permissão de todas as autoridades competentes??
Será que os cientistas sabem que os cavalos marinhos são apanhados no arrasto, uma arte ilegal e proibida, mas que as Capitanias só passam multas em vez , de sensibilizar as pessoas para outras formas de vida, que permitam ganhar a vida sem destruir a Biodiversidade???
O arrasto é proibido, mas a venda desse produto é legal nos restaurantes petisqueiros como os chocos e os alacabrozes sem medida.
Será que os cientistas vão discutir a capacidade de carga das embarcações a motor na Ria Formosa? è que cada vez há mais marinas portos de recreio numa zona que é Parque Natural,sem que ninguém coloque cobro a tal,nem se façam estudos sobre esse impacto das embarcações a motor na Ria Fomrosa limitam-se a proibir e a multar, a toda as pessoas indiscriminadamente,pelo uso de embarcações a motor, em zonas que os mariscadores e pescadores sempre governaram a vida!

27 comentários:

Atente disse...

A grande parte dos cientistas e investigadores da Universidade do Algarve com está dependente, das Câmara Municipal de Olhão e de Faro do IPIMAR da CCDR do PNRF do ICNB,e até das Aguas do Algarve,não querem dizer a verdade sobre a poluição na Ria Formosa provocada pelas descargas dos esgotos que as Cãmaras de Olhão e de Faro descarregam para a Ria sem qualquer tipo de trtamento,assim como escondem o mal que faz as descargas das escorrências das ETARs das Aguas do Algarve.
A quantidade de barcos dos ricalhaços de Vilamoura é tanta que no verão chegam a estar centenas de barcos fundeados em cima dessas 2 colónias de Cavalos Marinhos que destroem assim ewssa especie em vias de extinção em colónias de cavalos marinhos como nos fundeadores no meio do canal de Sº Lourenço da ilha da Culatra e na ponta oeste da ilha de Stª Maria.
As autoirdades nada fazem contra essa destruição e agora os cientistas vão branquear a situação dizendo que é falat de algas para os cavalos marinhos se agarrarem,e vão mamar mais uns milhões em replantaçao de algas em vez de acabarem com a poluição na Ria formosa e com os fundeadores em cima dessas duas colónias de cavalos marinhso.
Outro crime foi a implantação das condutas de esgotos da culatra e farol em cima do leito da ria, pelas Aguas do Algarve,provocando assim o assoreamento desmesurado, naquela zona entre a ponta da Ilha da Culatra e a Armona,levando ao desapareciemnto de varios hectares de seba e sebarrinha.
Mas as autoridades e cientistas sabem desses crimes ambientais, e escondem-nos da opinião publica.
Basta consultar o goglle wheart e ver a ria pelo ar, antes dos esgotos e depois dos esgotos.

Anónimo disse...

esses cientistas só sabem é esconder os verdadeiros problemas. vão mais uma vez dizer que é falta de algas mas o qie provoca o desaprecimento das algas?
não será a falta de oxigénio que mata as amêijoas os bivalves,os peixes incluindo as irozes como aconteceu este ano?que apareceram aos milhares a boiar entre os cavacos e a boia da murtina???
e o que faz desaprecer o oxigénio não será as descargas das etars obsoletas e dos canos de esgoto e drenagem de fossas da ilha da Armona???
estudem a sério o problema não estejam à espera que sejam as outras universidades a vir estudar o verdadeiro problema da ria formosa no Algarve.

Anónimo disse...

Boa tarde,
Afinal o que é que está mal para a OLivre, as Etars, os pescadores de arrasto ou os barcos a motor? Será os pescadores tem barcos a motor ou ainda é a remos?

ol disse...

O que está mal, são todas as actividades que contribuam para a poluição, para a extinção de espécies nativas, sejam da fauna ou da flora da ria. Há que minimizar os riscos das actividades profissionais porque essam são importantes, em termos económicos, para o concelho. Ninguém aqui defendeu que se deveria acabar com as actividades de lazer. Há, sim, é que geri-las de forma a que não provoquem o desaparecimento de espécies existentes na ria.
O arrasto na ria é condenável e estava praticamente extinto. De à dois anos a esta parte reapareceu pela necessidade que as familias tem de fazer face ao desemprego crescente.

D.Quixote delapina disse...

Ao comentador das 18.43 o que está mal na Ria é a POLUIÇÂO,sabe o que isso é? Olhe é a merda que continuamente sai dos esgotos do T da doca pesca da horta da CMOlhão e da ETAR de poente que funciona tão mal que para disfarçar o cheiro a merda por causa dos clientes do Real Marina Hotem as Aguas do Algarve teve de colocar um ambientador gigante com odor a limão, para os clientes do Hotel não refilarem assim cheiram a limão e respiram metano.
se tem duvidas vá lá ver com os seus olhos pois está à vista de todos.
Vergonha na cara devaim de ter todos os vereadores que +passaram e estão na CMOlhão por não fazerem nada para acabar com uma vergonha dessas .

Anónimo disse...

só tem uma coisa a fazer é ir a essa tertulia e desmascarar todos esses focos de poluição e de todas as coisa que contribuem para a morte dos cavalos marinhos na Ria Formosa.
os cientistas que lá vão estar ficariam de boca aberta.

Anónimo disse...

A verdade biologica que custa muitos postos de trabalho,ai de quem ousar falar verdade.
Gostaria de saber aonde são publicadas as analizes biologicas da agua da ria-formosa.
Isto de coloquios,debates,encontros
sobre o tema ria formosa acaba sempre em coliformes fecais.
Fiz um teste a uma enguia da ria-formosa,sabem é, como fazer uma autopsia,retiramos as entranhas(tripas)do peixe e toca de fazer o que já deviam ter feito,é assustador !
Microrganismos indicadores contaminação fecal e patógenes,enterobacteriaceae,e coli,grande quantidade de mercurio
etc.etc.Mas nos moluscos,quando não depurados estão presentes,agora as enguias não são depuradas.Pois se comerem enguias retirem as tripas e se possivel raspar bem as entranhas.

Pimpão

Anónimo disse...

Boa noite,toda a gente e tambêm voçês de certeza que consomem peixe e ameijoas da ria formosa,e não se dá conta de qualquer problema de saude publica,não serão alarmistas ?

Anónimo disse...

O Polis tem dinheiro para esbanjar em abrir e fechar barras a pedido mas não tem nem um centimo previsto para o fim da poluição e dos esgotos na ria formosa.
que belo polis esse heim?

L.Rocha disse...

tenho um amigo que é do ps, que se queixa que está envenado com mercurio talvez por comer tanto peixe não será???
descobriu isso atrvés de uma análise que lhe ele pediu para fazer pois normalmente essas analises não saõ feitas.
quando a bomba rebentar, as autoridades vão desculpar-se dizendo que não sabiam de nada.

Anónimo disse...

Mom ió Pimpão diz lá se já fizeste queixa a algum organismo por essa autópsia que fizeste à iró?
se calhar abriste foi a tripa ao irozinha e o que deves ter encontrade foi uma carrada de alcol e erva.

Anónimo disse...

realmente há com cada esperto agora é mercurio que está na ria,
olhem se o mendes 2º sabe disso ainda vai fazer fortunas pois encomenda material desse, para extrair mercurio para vender nas 3 farmácias que tem em OLhão.

Anónimo disse...

No Relatorio Ambiental Preliminar do Polis (pag. 60/63), o ICNB reconhece que a principal fonte de poluição da Ria Formosa, são as aguas residuais urbanas com principal incidencia na zonas das Etar Poente de Olhão e Faro Nascente. Para quem tiver duvidas, é consultar o relatorio.

Anónimo disse...

é bom que aconteçam essas tertúlias mas melhor ainda é analizar todas as vertentes que levaram à destruição de 70% de uma das maiores colónias de cavalos marinhos do mundo.
a Não ser que os chineses já estejam no negocio dos cavalos marinhos ,pois como as coisa estão e Portugal a vender a alma a tudo o que lhes compre divida publica,pode muito bem acontecer começar-mos a vender cavalos marinhos aos chineses.

Anónimo disse...

...bem é cada resposta aos comentários aqui expostos, até dá vontade de rir para não chorar...cambada de estúpidos estes olhanenses!

Anónimo disse...

como é que ainda não tiveram coragem de assumir a poluição na Ria e de uma vez por todas acabr com os esgotos prá ria sem tratamento.
os autarcas de Olhão devia colocar a mão na consciência,pois se a aposta deles é no turismo deviam de saber que os turistas não gostam de cidades porcas que cheiram a merda como cheira em frente ao Real Marina Hotel SPA,devido ao esgoto que sai na marina e pelo esgoto da horta da CMOlhão .
os turistas que vão de barco para as ilhas também não gostam de ver merda a sair misturada com preservartivos a sair de um cano de esgoto direto para a ria como é o do cano de esgoto do T,com as aves protegidas a alimentarem-se desses dejectos humanos.
será que é isso a protecção da aves e o amor à natureza badalados por Francisco Leal,pela governadora civil pelo ex ministro do ambiente Nuens Correia pela Valentina Calixto,por Lurdes Passaro ministra do ambiente e pelo correlegionário João Rosa directores do PNRF???
se isso é amor às aves e à biodiversidade vou ali e já venho.

Anónimo disse...

o presidente da cmo contratou um informático para comentar no vosso blog???
só pode .

Floripes disse...

a lei em Portugal protege quem gastou 1 milhão de euros em apoiar uma equipa de futebol profissonal. e diz que é ilegal o presidente da CMvrstº antonio Luis Gomes gastar dinheiro a mais para colocar pessoas que já não viam a ver.
a diferença é que L.Gomes é PSD e Francisco Leal é correlegionário de socrates.

Anónimo disse...

pois é floripes para as coisa que colocam o governo em causa com foi a operação aos doentes em Cuba,o tribunal de contas diz que é ilegal,para a CMO dar 1 milhão de euros FUTEBOL PROFISSIONAL ELES DIZEM QUE É TUDO LEGAL.
É ASSIM QUE PORTUGAL FOI AO FUNDO.
FALAM MAL DAS OPERAÇÕES EM CUBA, E VÃO BUSCAR MÉDICOS CUBANOS QUE PAGAM AO PREÇO DOS PEDREIROS,ASSIM JÁ É TUDO BOM E LEGAL.

Anónimo disse...

A maior estupidez é o desconhecimento,façam analizes aos figados dos peixes e digam se não encontram lá grandes quantidades de mercurio (metais pesados).nO TAMBORIL então é aos montes.Na questão da enguia tambêm têm um grau acentuado desta matéria.Falo com conhecimento de causa.
Boa tarde.

Pimpão-Fuzeta

Anónimo disse...

mAS AFINAL O QUE É QUE ANDAM AQUI A DISCUTIR?JÁ CHEIRA MAL FALAR TANTO DO DINHEIRO QUE A CAMARA DEU AO OLHANENSE,EU QUERO É QUE O OLHANENSE GANHE AMANHA AO BENFICA, O RESTO SAO TRETAS.lUCIANO

Anónimo disse...

quem é te manda comer tante tamboril ó pimpão.a nã ser ganes bem,ou que te ofereçam o figado do tamboril,pois esse artigo é caro.
olha faz como eu come cavala, que é o que há com mais fartura em olhão, e faz bem à saude.
se nã tiveres dinheiro vai ao pede pede que sempre arranjas alguma.
o nove socie do c.m também te pode arranjar uma cavalinhas,pois aquilo dá pra tude.

Anónimo disse...

pró leal que anda sempre a defender o turismo e a vender terrenos da CMO ao preço da uva mijona a pagar a perder de vista.aqui fica o recado do governador do banco de portugal.
Porto, 08 jan (Lusa) -- O governador do Banco de Portugal (BdP), Carlos Costa, defendeu que a estratégia turística nacional deve ser repensada, com uma aposta clara no "turismo de curta duração" em vez de continuar dedicada ao segmento de férias.
"Olho para o turismo com alguma preocupação. Continuamos situados num segmento que já não é o nosso, que é o turismo de férias, onde os nossos concorrentes são países 'low cost' e onde o desenvolvimento do transporte aéreo transformou muito o fator concorrência", afirmou hoje Carlos Costa, numa cerimónia do Rotary Club de Gaia-Sul, em que foi distinguido como "Profissional do ano".
O governador do BdP defendeu que "gera mais valor três dias em Lisboa do que uma semana de turismo de trabalhadores portuários de Londres no Algarve", defendendo a alteração da oferta turística nacional.
será que o D.Quixote pina pai não ensina nada de turismo ao leal ex distribuidor de ovos.

Vieira Calado disse...

A cultura está viva, em Faro!

Saudações poéticas

Anónimo disse...

Agora se percebe porque se queixam
do mau cheiro da etar,é de alguns de voçês comerem peixes rascas cavalas,sardinhas e anchovas.JoãodeOlhão

Anónimo disse...

enchovas pexe fine? mom ió joão dólhão,onde é que dromes mom???
se a ETAR cheira mal é da merda que há na vereação da CMOlhão.

casas ilegais na Ria Formosa??? disse...

sitio da ria formosa onde nada é proibido,é preciso é ter dinheiro ou conhecer a valentina