sábado, 24 de setembro de 2016

Feira de Olhão de 2016, Feira de S. Pina?


A Feira de Olhão para quem não sabe, já foi das maiores feiras tradicionais do Algarve. É também conhecida por Feira de São Miguel, por a sua realização anual ser de 28 de a 30 de Setembro e por dia 29 de Setembro ser para a Igreja Católica dia de São Miguel.
As pessoas mais velhas de Olhão sabem bem a grandeza da Feira de Olhão e as alegrias que a Feira de Olhão lhes proporcionou assim como aos seus filhos e netos.

Os anos que a Feira de Olhão tem ninguém sabe ao certo, no entanto a CMOlhão este ano inventou e colocou na sua página do Facebook a anedota:
"A Feira de Olhão já se realiza há mais de 130 anos, tendo o seu auge acontecido na década de 60 do século passado até aos anos 90. Terá sido a partir de 1968 que lhe foi atribuída a designação de Feira de S. Miguel."
Não sabemos onde o historiador ou  conselheiro político inventou essa data, que contradiz completamente o que a Agenda Municipal da CMOlhão,  publicou em 2011:


Na “História Breve da Vila de Olhão da Restauração” de Antero Nobre, editada em 1984 também se pode ler:

"Em 1752 já ali se efectuava, não se sabe desde quando, uma feira anual nos dias 28, 29 e 30 de Setembro (então, como hoje ainda, chamada Feira de S. Miguel)(2), que um alvará régio daquele mesmo ano autorizava que passasse a ser feira franca, tal a importância que ela, e a povoação, vinham ganhando(...)"
"Ao construir o Passeio Público nos terrenos que até aí constituíam o Campo da Feira, a Câmara Municipal decidiu que as feiras anuais passassem a realizar-se nas Praínhas, que então eram ainda quasi só alagadiços, mas que para o efeito começou logo a aterrar e sanear. Enquanto este aterro não foi concluído, o que demorou ainda não poucos anos, as feiras efectuaram-se nos adros anterior e laterais da Igreja Matriz (o primeiro que já então se chamava Largo da Igreja) e nas ruas adjacentes. Actualmente (1984) as feiras efectuam-se em terrenos da antiga Horta de Martins de Brito, a Sul do Hospital, para onde passaram quando, em 1982, foi construído nas Praínhas, um bairro de 120 casas pré-fabricadas." in "História Breve da Vila de Olhão da Restauração" (Antero Nobre, 1984)".

A Feira de S. Miguel, em Olhão, era a feira que abria a época das feiras tradicionais da província  do Algarve e que como já afirmámos, realizava-se nos dias 28 29  e 30 de Setembro, embora fossem raros os anos que a Feira de Olhão não tinha duas semanas, sendo certo que uma semana o evento durava sempre.
Pois este ano o presidente da CMOlhão entendeu que devia perpetuar o seu nome na História de Olhão e mudou a data da Feira de Olhão para os dias 22, 23, 24 e 25 de Setembro,  e resolveu mais uma vez,  entregar a organização da Feira a uma empresa particular a CR20, conforme se pode ler nesse texto retirado da página do Fb. da CMOlhão
"A Feira de S. Miguel, em Olhão, uma das mais carismáticas do Algarve e que abre a temporada anual deste tipo de eventos na região, vai realizar-se de 22 a 25 deste mês no estacionamento frente à GNR, na zona ribeirinha da cidade. A organização é da responsabilidade de uma empresa de eventos de Olhão, a CR20, e conta com o apoio do Município."
Já que os partidos da dita oposição estão todos calados, perguntamos se o presidente da CMOlhão ou seja lá quem for,  pode mudar a seu belo prazer,  a data da Feira de Olhão e entregar a sua organização a uma empresa privada sem consultar a Junta de Freguesia de Olhão e a Assembleia Municipal.
Por que razão o Presidente da CMOlhão António Miguel Ventura Pina, ou a vereadora responsável pelo pelouro das Feiras e Mercados, Grancinda Rendeiro toma ou tomam uma atitude dessas sem consultar a própria vereação, a Junta de Freguesia e a Assembleia Municipal? Provavelmente nem consultou a Associação de Feirantes de Portugal e tomou essas decisões a seu belo prazer e como é hábito dos ditadores.
Além disso, a CMOlhão já tem uma empresa Municipal que é a Fesnima (desnecessária, mal gerida e sugadora de fundos da Câmara) que foi criada precisamente para gerir e administrar as feiras, mercados e organizar eventos culturais no Concelho de Olhão. Então para que faz falta dar de mão beijada a organização de Feira de Olhão/Feira de São Miguel à CR20? De notar que a Fesnima é gerida por Vítor Lopes ex-vereador da CMOlhão, que por mero acaso, é cunhado do dono da CR20. É caso para dizer que fica tudo em família e divide-se o saque por todos!

Devemos manifestar a nossa indignação e exigir o retorno em grande da NOSSA Feira,  pois a Feira de Olhão é nossa e não do CR20. É a última tradição popular  que nos resta, depois da CMOlhão governada há mais de 40 anos pelo PS (com a concordância  e o abanar da cabeça de todos os vereadores dos partidos da dita oposição, em especial os vereadores do PSD que tem servido de muleta ao poder do  PS em Olhão), ter acabado com todas as outras tradições de Olhão:
- a Feira pequena ou Feira de Maio e que era Feira Franca e se realizava nos dias 29, 30 de Abril e 1 de Maio, que teve a ultima realização no largo onde é hoje o Parque do Levante;
- o Carnaval de Olhão um dos mais antigos do Algarve que acabou com o argumento que era demasiado selvagem;
- os festejos dos Santos Populares com a ruas enfeitadas com bastante bom gosto e os Mastros Populares, que se realizavam no Largo da Fábrica Velha, no Largo João da Carma e em muitos outros largos da nossa cidade.

O espaço onde se realiza actualmente a Feira de S. Miguel, mostra a pequenez das “mentes brilhantes” que gerem a nossa autarquia. Em vez da Feira de Olhão andar sempre a saltar de um lado para o outro ou realizar-se num espaço desadequado, deveria era regressar ao antigo Largo da Feira (de onde saiu para construir um bairro de casas pré-fabricadas que eram para durar 5 anos e duraram 35 anos) e aí deve ser criado um espaço de Feiras e Mercados com a grandeza que Olhão e sua Feira merecem.

Para quem, quiser recordar o passado da Feira de Olhão ou outros documentos sobre as antigas tradições de Olhão,  nada como ver este vídeo do  bolg Cine 31 sobre a Feira de Olhão

11 comentários:

Anónimo disse...

Quem chama aquilo feira, bela merda quem é que estará a ganhar com aquilo....

Anónimo disse...

pior do que tá não fica espero que continuem a votar nesses doutores e engenheiros da mula ruça.

Anónimo disse...

Até dá dó visitar aquele local... Feira de Olhão? até o Mercado Mensal de Moncarapacho é maior que o local da Feira que chamam de Olhão.
Quem estará a encher os bolsos à conta desse aglomerado de espaços de divertimentos e de comes e bebes?
E assim se acaba com a ultima das tradições dos nossos antepassados que tantolutaram por elas.

Unknown disse...

O mercado semanal junto ás praças é maior que a feira. Um anónimo (tem medo de represálias) pergunta "quem estás a encheros bolsos?".
Já se perguntaram quantos raios tem o polvo da câmara municipal?

Anónimo disse...

feira? chamam aquela porcaria feira as pessoas andam aos empurrões com os filhos poiso espaço entre carroceis e pistas de carros e aviões é tão reduzido, que até faz impressão.
Será que as normas de segurança foram cumpridas?
e os camiões dos feirantes a deitarem a merda para as tampas de esgoto de aguas fluviais?mesmo nas barbas da sede da GNR e do SEPNA será que não sabem que a merda vai parar directa às aguas da Ria?
A não ser que para essa brigada essas descaragas criminosas já sejam tão usais que tem ordens para fechar a loja digo os olhos pois quem manda na loja é o macaco.

Anónimo disse...

não tem mesmo vergonha na puta da cara esses autarcas de meia tijela que destroem as tradições de Olhão.
Será que não aparece ninguém a fazer frente a essa gentinha?

Anónimo disse...

ao anónimo das 22.01 só para lhe informar que está em curso uma operação de recolha de assinaturas,de modo a criar uma lista que se vai candidatar às próximas eleições autárquicas.
Estejam atentos e se concordarem podem assinar a lista de apoio a essa lista.
dar desde já os parabéns ao bolg Olhão Livre ela sua coragem de desmascarar muita coisa que está mal em Olhão.

Zé do Mar disse...

Ao anónima das 22:47

Essa lista deveria começar por se apresentar, mostrar quem são os elementos, aquilo que pensam, e a que se propõem. Durante quarenta anos Olhão tem sido governado, por Xuchalistas, e é o conselho mais pelintra do Algarve.
Se for para fazer igual ou ainda pior, não fazem cá falta nenhuma, se realmente tiverem algo para dar a esta sociedade avancem!

Anónimo disse...

A Mafia domina, impõe, subjuga, porque o cidadão se demite de a enfrentar com o grande poder que tem, o simples voto bem utilizado. Mérito da Mafia ou demérito do cidadão, que não se quer defender? Abram os neurónios inteligentes, ou ao menos tenham a dignidade de não se queixarem da Mafia a quem deram o poder.

Anónimo disse...

Os moçes da página da CMO devem andar meme ceguetas, pois já nem a data da feira sabem e ainda menos os anos que a feira tem. andamos nós a pagar a essa xualgem para darem a barraca que dão.
bastava ler a história de Olhão ou perguntar ao xarrão que fazia a agenda municipal.

Anónimo disse...

Tiveram uma assembleia municipal para se pronunciar parece que ninguém contestou o presidente!!!!!!