sábado, 21 de fevereiro de 2009

ESTE PAÍS ESTÁ PODRE!

Num País normal, onde os cidadãos sintam orgulho de pertencerem a esse mesmo País, este primeiro ministro já se teria demitido. A maioria do Povo já não acredita na inocência de S. Exa. Aos olhos da maioria, no subconsciente de cada um, José Sócrates será, neste momento, o maior corrupto deste País. Por mais que o Procurador Geral da República e as suas adjuntas procurem disfarçar, José Sócrates está por trás de toda aquela tramóia do Freeport e não só. As coisas, segundo a TVI, já vem mais de trás, ainda do tempo em que ele era secretário de estado.
Como se não bastasse o caso Freeport, há ainda a história da compra do seu apartamento e do apartamento sa sua mãe, há a reforma da sua mãe, há o seu "canudo", há o Vale da Rosa, demasiadas coisas das quais o Povo nunca colheu uma explicação satisfatória.
O negócio da energia solar, entregando o ouro ao bandido (aos bancos) e provocando a ruína das pequenas e médias empresas é bem elucidativo da política do actual PS. Porque será? Será para que as Pirites do Alentejo não fechem antes das eleições? Quem comercializa aqueles painéis?
Mas se este é o PS que temos, então e a "oposição"? Há oposição neste País? Não! Por muito que CDU e BE procurem mostrar que são oposição, nada vemos em termos práticos. Francisco Louçã ainda vai dando umas larachas quando toca aos números mas quando se trata da mobilização dos trabalhadores deste país, pouco ou nada faz.
Sócrates pretende transformar a magistratura numa ferramenta para encobrir os seus dislates, dos seus "opositores" amigos e dos seus sucessores. Num País normal, onde os cidadãos sinta orgulho desse mesmo País, um dos nomes sonantes da oposição, Dias Loureiro, já teria perdido a imunidade de que goza enquanto conselheiro de estado, já estaria constituído arguido e os seus bens já estariam congelados, assim como o de todos os outros envolvidos nas trapaças do BCP, do BPN e do BPP. Ao contrário, é o dinheiro dos nossos impostos que está a servir para tapar um buraco que não tem fim, que já ultrapassa os dois mil milhões de euros. Num País normal não seria só um que estaria preso, não ficaria só esse como bode expiatório daquilo que ele e mais gente fez. Mas, há que proteger os interesses de alguns senhores, ainda que sejam da "oposição", não vão estes, mais tarde, pôr a boca no trombone e falar de todas as malfeitorias levadas a cabo pela "rosa".
Os outdoors colocados em Olhão sobre a educação não merecem mais que tacada de ovos. Por favor não estraguem os ovos no cartaz. Estragar por estragar, apliquem-nos em quem os mandou fazer. Quando se fala de crise, quando se pede dinheiro à banca para "dar" às escolas, mandam-se fazer cartazes gigantescos que custam uma pipa de massa. A câmara que diga quanto custou a brincadeira para promoção do Leal, sim, porque os cartazes é só para mostrar uma obra que não foi feita.
Triste sina a do Povo Português que teve uma ditadura de 40 anos e, passados trinta e cinco anos de democracia, retornar ao fascismo mais exacerbado...

11 comentários:

Anónimo disse...

esta gente está cada vez mais nas tintas para o q é real. ou então convecem-se da sua própria mentira.
Então: se o cartaz está lá e diz aquilo, é porque aquilo foi feito!!!
infelizmente este é um mal que ataca cada vez mais gente que vive de encher balões e não fazer nada.
pensam que lhes basta o estatuto q têm ou q pensam q têm. e os juniores lambe botas são os mais evidentes. esta câmara, se alguma vez passar pra essa gente, ficamos ainda melhor. vocês vão ver!! eles já o fazem nos seus cargos actuais.

Cidália disse...

não o cartaz diz uma carradas de mentiras .fizeram com as bibliotecas escolares o mesmo que fizeram com a biblioteca municipal! enquanto as bibliotecas escolares foram da responsabilidade da rede de bibliotecas escolares funcionaram e todos os anos vinam livros novos a partir do momento que as bibliotecas passaram para a CMO passarama não chegarem os livros ás escolas ! é essa a realidade, para onde foram os livros, ou o dinheiro isso nimguém sabe!
as salas de aulas foram construidas? onde só na cavalinha e no largo da feira pois as de pechão e bairro dos peacadores não acabaram e nem começaram.!
aquele cartaz é uma afronta a quem sabe o que se passa nas escolas á expecção da cavalinha e largo da feira pois essas escolas são as preveligiadas deve ser porque o vereador da educação é marido da presidente de junta de freguesia de olhão.pois para quelfes que tem mais escolas que olhão a verba é muito inferior.que para as 2 escolas da freguesia de olhão.até na atribuição de dinheiro ás freguesias á descriminação.

Anónimo disse...

Pois está visto que a rede está tão bem armada que só mesmo á bomba é que se resolve isto. Mas como o povo é seréno e tem se desligado da politica a corja que nos governa tem a proveitado para se governar a ela propria em detrimento do POVO

um fuzetense disse...

O NOSSO FUTURO


No passado dia 20 de Fevereiro, fez 30 anos que Sócrates é nosso primeiro-ministro.

A meio do seu sétimo mandato, Sócrates encontra-se numa encruzilhada. Depois de Manuela Ferreira Leite se ter retirado da política e de o PSD ter desaparecido por implosão interna, não resta a Sócrates outra oposição que a do segundo homem mais velho do planeta, Manuel Alegre, que continua a gritar que ninguém o cala, a dizer que, no PS, existe um clima de medo e que o partido se está a afastar das suas raízes de esquerda.

Entretanto, o homem mais velho do planeta, Mário Soares, já prometeu que se o próximo “check-up” médico lhe for favorável, não se importa de concorrer à presidência da República.

Como se sabe, o nosso presidente, o venezuelano naturalizado português, Hugo Chavez, já está tão velho que, na última cerimónia pública, urinou na tribuna presidencial.

O ministro da Economia do governo de Sócrates, Francisco Louçã, admitiu que partiria a cara ao líder da Oposição, Paulo Portas, se ele continuasse a exigir menos impostos para os agricultores, que não passam, hoje em dia, de cinco ou seis famílias que detêm umas hortas em Loures.

Na Assembleia da República, o PCP, hoje reduzido a Jerónimo de Sousa, dois habitantes do Seixal e um cão, nascido em Grândola, continuam a sua greve de fome, a favor da continuação do inquérito ao caso BPN, exigindo que Dias Loureiro seja presente à comissão de inquérito pela 57ª vez, porque ainda há umas verbas perdidas que não estão bem explicadas.

Na próxima semana, deve ser aprovado o casamento entre todos os homossexuais, seguido da dissolução da igreja católica que, aliás, se encontra na falência, desde que se descobriu que o Vaticano tinha a massa toda investida no esquema piramidal do Freeport.

um observador atento disse...

"a grande porca"

Há algumas semanas atrás, na SIC, Medina Carreira citou a expressão de Bordalo Pinheiro referindo-se à política em Portugal. Plagio Medina Carreira num dia em que são publicadas novas notícias sobre José Sócrates, desta feita a propósito da compra da sua casa no edifício Heron Castilho.

Ponto prévio - não sei se o primeiro-ministro:

- recebeu luvas no Freeport;

- simulou o valor pelo qual comprou a sua actual casa aquando da escritura;

- terminou a licenciatura por favor, beneficiando do facto de António Morais ser professor de 4 das 5 últimas cadeiras do seu curso;

- enviou o exame de inglês técnico por fax do ministério;

- assinou projectos, enquanto engenheiro técnico, que não foram por si elaborados;

- foi sócio de Fátima Felgueiras e de Armando Vara na Sovenco, ignorando propositadamente tal facto na sua biografia;

- sabia que o famoso relatório sobre a educação não era da OCDE quando afirmou o seu contrário;

- ...

O que sei é que vários ministros de Cavaco foram, por muito menos, 1.ªs páginas do Independente.

O que sei é que o anterior Governo, liderado por Santana Lopes, foi demitido por muito menos (por via da dissolução parlamentar).

O que sei é que a procuradora que tem a seu cargo o processo do Freeport já veio a público manifestar compreensão pelo mau estar do primeiro-ministro com o caso.

O que sei é que se fala de uma gravação em que alguém afirma ter pago luvas ao primeir-ministro.

O que sei é que já vieram diversos camaradas de Partido sugerir que Sócrates desse explicações.

Posto isto, é para mim incompreensível que o primeiro-ministro não tome a iniciativa de esclarecer todas as dúvidas acerca dos temas acima mencionados, e que continue a persistir na tese da calúnia e da difamação.

Se eu estivesse no lugar dele, e não tivesse nada a esconder, podem ter a certeza que nesta altura já teria disponibilizado o acesso a todos os meus dados pessoais que permitissem calar os alegados boatos, arrumando de uma vez por todas com as suspeições vindas a público nestes últimos tempos.

Não ponho em causa que, no âmbito criminal, Sócrates é inocente até trânsito em julgado de condenação. Não é isso que está em discussão. O que está em discussão é a sua honorabilidade. O que está em discussão é saber se Sócrates tem condições para continuar a governar o país.

Eu acho que não tem.

Anónimo disse...

Grão a grão
enche o papo a galinha,
o mundo da ilusão
lentamente definha.

O Freeport continua a brilhar
lá para as bandas de Alcochete,
muitos quiseram abafar
não o colocando em manchete!

O mexilhão ludibriado
por tanta mentira e confusão,
vive neste jardim rosado
com toda esta agitação!


Que “descontos” generosos
neste negócio predial!
Há tantos negociantes bondosos
que só pode ser piada de Carnaval!

Com os impostos por pagar
exigidos pela máquina fiscal,
o mexilhão não pode escorregar
para não se deixar ficar mal!

Anónimo disse...

Engane-se quem pense que a escola do largo da feira é um exemplo:quando chove tem que se fazer um jogo da macaca para poder andar lá dentro do pátio e cá fora da escola, tão mal feito que está o pavimento é só covas, uma vergonha..o lixo dentro e fora da escola no chão é outra vergonha.para não falar que a nova cantina feita de novo não tem sequer uma entrada ou toldo para as crianças aguardarem pelo almoço, então quando chove é ver os pequenos à chuva à espera da comida que já vem fria da escola c+s alberto iria.Isto é uma escola modelo?Nunca as ecolas foram prioridade em Olhão, agora em ano de eleições é só jogar areia para os olhos..mas a mim nunca me enganaram

luis que guia disse...

não é isso que diz o cartaz !e o cque disse ochico sem sal é que olhão é exmplo na educação e que graças a isso os olhaneneses vão ficar mais ricos. e eu digo ai vão vão. alguns que estão em olhão vão ficar muito muito ricos!
mas a maioria dos olhaneses vão ver a sua cidadeaindamais destruida e descaracteriaza! graças aos monos do marine vilagge que está construido em cima de uma estrumeira.

Anónimo disse...

Consultando o blog do portugalprofundo vi aqui este comentário que não sendo sobre Olhão é sobre um empreendimento na quinta do lago.E quanto mais nós sabermos sobre o que se passa na nossa região melhor.Aqu vai.


Um exemplo muito flagrande de um caso "freeport legalizado" através do tal PIN é o "projecto CONRAD, Palácio de Valverde, Resort & Spa, Hotel Apartamento, promovido por uma parceria entre o grupo Imocom [presidido pelo Eng. Alejandro Martins] e o grupo Hilton que tem por objecto a construção e exploração de um hotel apartamento de luxo equiparado a um hotel de 6 estrelas.

O projecto incide sobre terrenos inseridos no município de Loulé, na área de influência da Quinta do Lago,
mais precisamente no lado norte da estrada que liga Vale de Lobo à Quinta do Lago."

Ainda segundo o diploma que viabiliza esse projecto (D.Regulamentar 40/2007 de 9 Abril), com a construção desse empreendimento há "ausência de prejuízo ou de afectação de quaisquer valores ambientais, uma vez que os terrenos em causa não estão afectos à Reserva Ecológica Nacional, à Reserva Agrícola Nacional, à Rede Natura 2000 (quer zona de protecção especial, quer sítio da Lista Nacional de Sítios), nem, ainda, ao Parque Natural da Ria Formosa."

Ou seja, aqui não é preciso alterar ZPE's. Mas..... se não há problemas, qual a razão de se legislar sobre este projecto?

Aqui vai:

"O Plano Director Municipal (PDM) de Loulé, aprovado por deliberação da Assembleia Municipal de Loulé de 22 de Outubro de 1994 e ratificado pela Resolução do Conselho de Ministros n.o 81/95, de 24 de Agosto, alterado parcialmente pela deliberação da Assembleia Municipal de Loulé de 27 de Junho de 2003, ratificada pela Resolução do Conselho de Ministros n.o 66/2004, de 26 de Agosto, classifica os solos para onde se prevê a implementação do projecto como rurais e qualifica-os como espaço florestal de subcategoria II—espaços florestais de protecção que se localizam a sul da EN 125, os quais têm por função, de acordo com o disposto no artigo 42.o do Regulamento, a salvaguarda do equilíbrio ambiental.
De acordo com o disposto no artigo 44.o do Regulamento do PDM de Loulé, que estabelece o regime de usos dos solos, incluindo o de edificabilidade, assim classificados e qualificados, verifica-se que já é admitida, para esta subcategoria I dos espaços florestais, a instalação de determinados empreendimentos turísticos, não estando contudo prevista a possibilidade de instalação
de um estabelecimento hoteleiro da natureza do CONRAD, Palácio de Valverde, Resort & Spa, Hotel Apartamento".

Ou seja, o ZPE deixa construir, mas o PDM da Câmara não! Aqui o poder já é da Câmara, e com certeza que a Câmara deve estar interessada naquele empreendimento, e para o viabilizar basta alterar o PDM... E então? Então acontece que os Senhores Imovom e Hilton estão com pressa! Não podem esperar! E então temos isto:

"Pese embora já tenha sido dado início ao processo de revisão do PDM de Loulé, por efeito da deliberação da Câmara Municipal de Loulé de 31 de Agosto de 2005, publicada através do aviso n.o 6686/2005 (2.a série)—AP no Diário da República, 2.a série, n.o 193, de 7 de Outubro de 2005, o prazo previsto para a conclusão da mesma é de três anos contado do início formal do procedimento, pelo que não é expectável que essa revisão esteja concluída antes de meados de 2008.
Assim sendo, reconhece-se que a celeridade necessária à manutenção e desenvolvimento do referido projecto em Portugal não se compadece com os prazos previstos para a conclusão do mencionado procedimento de revisão, pelo que, considerando a excepcionalidade do projecto «CONRAD, Palácio de Valverde, Resort & Spa, Hotel Apartamento», que resultará numa
alteração significativa das perspectivas de desenvolvimento económico e social da região do Algarve, a suspensão parcial do PDM de Loulé, ao abrigo do disposto no artigo 100.o do Decreto-Lei n.o 380/99, de 22 de Setembro, na redacção que lhe foi dada pelo Decreto-Lei n.o 310/2003, de 10 de Dezembro, revela-se o meio adequado para, em tempo útil, permitir a implementação deste projecto, essencial para a requalificação turística desta região. [...] tendo a referida edilidade manifestado a sua total concordância com esta solução, a
qual terá enquadramento no PDM revisto."

E com que fundamento podem fazer esta aldrabice? ora, invocando o tal PIN!

"O projecto foi classificado, em 6 de Novembro de 2006, como projecto de potencial interesse nacional PIN), ao abrigo do disposto na Resolução do Conselho de Ministros n.o 95/2005, de 24 de Maio."

E em nome do PIN inventado por Sócrates, o que lhe é permitido fazer? isto:

"Artigo 1.o
Objecto
1—São suspensos os artigos 42.o, 44.o e 88.o do Regulamento do Plano Director Municipal de Loulé, aprovado por deliberação da Assembleia Municipal de Loulé de 22 de Outubro de 1994 e ratificado pela Resolução
do Conselho de Ministros n.o 81/95, de 24 de Agosto, alterado parcialmente por deliberação da Assembleia Municipal de Loulé de 27 de Junho de 2003, ratificada
pela Resolução do Conselho de Ministros n.o 66/2004, de 26 de Agosto, na área delimitada na planta anexa ao presente decreto regulamentar e que dele faz parte
integrante.
2—A presente suspensão tem como único objectivo a concretização do projecto «CONRAD, Palácio de Valverde,
Resort & Spa, Hotel Apartamento»."

E agora é caso para nos perguntarmos se os PDM's e os ZPE's, que se podem contornar com os famosos PIN's não se tornaram agora num instrumento para filtrar interesses.

Et oui!!!
Inspector Colombo | 22.02.09 - 11:05 pm | #

o otelo e que tinha razao quando quis acabar com alguns desses bandidos
Anonymous | 22.02.09 - 11:07 pm | #

Anónimo disse...

A i Leal Ai Leal quando as tuas trapalhadas sairem no noticiário desta fera.Vejam aqui um comentário da Manuela Moura Guedes deu no blogue portugal dos pequeninos a um anónimo.O post é este:

Às 20h, na TVI, Manuela Moura Guedes "resume" a semana e o dia. Até mais ver, trata-se do único telejornal das televisões generalistas sem qualquer tipo de temor reverencial pelo regime. Dói, não dói?

Adenda: Provavelmente será "notícia" o "dito por não dito" do Ministério Público de Torres Vedras que, afinal, já "deixa" passar o "Magalhães" no carnaval. No direito costuma falar-se em certeza, segurança e em sentimento jurídico colectivo. Às vezes, alguns magistrados parece que se esqueceram destes princípios básicos, seja no exercício da acção penal, seja na produção de decisões finais. Se isto acontece a pretexto do carnaval, imagine-se é a sério.


manuela moura guedes disse...
Só agora passei por aqui,e não pude deixar passar em branco a quantidade de idiotice,sim,e ressabiamento manifestados dessa forma tão gloriosa que é o...anonimato!!! Isso sim,é coragem!
Acham essas criaturas que fazer jornalismo,actualmente,em Portugal,não cedendo a pressões,contando os factos como são,investigando,dando noticias que abalam o "Poder",que ,por sua vez utiliza os seus "canais" na própria" comunicação social para denegrir e difamar a informação que fazemos..acham essas criaturas sem nome,que tudo isto é fácil? Acham que o boicote sitemático por parte do Governo ao Jornal Nacional de 6ª, não é uma desvantagem muito grande em relação às outras estações?Estar dois anos e meio posta de lado por razões "ocultas" ,sem saber se há algum dia haverá regresso...convenhamos,também não é fácil.
É certo que voltei,sim.
Camafeu assustador,admito,para aqueles que não encaram a verdade ,mas,mesmo assim,mesmo para esses (há sempre a esperança que mudem) a dar a cara,como sempre dei, por aquilo em que acredito.Pela liberdade de expressâo,por um jornalismo livre ,independente de qualquer tipo de Poder.Vivo do meu ordenado e não mais,e como todos os portugueses que ainda têm a sorte de terem trabalho com o mínimo de segurança,tenho um contrato.Não percebo a cretinice de me compararem aos dois homens mais ricos de Portugal.No caso de Belmiro até acho simpático,já que é dos únicos empresários que não anda a lamber as botas a Sócrates e ao Governo e diz o que pensa.
Vá lá,criaturas,encham o peito, respirem fundo e,ao menos,quando queiram falar de alguém ...não se escondam como ratos...dêem o vosso nome.Depois,quem sabe,até podem ganhar coragem de criticar o chefe,sei lá...
8:23 PM

Anónimo disse...

moss parece que esta merda está uma maravilha.Atão está tudo de f+erias?Apareceu o sol desapareceram os cibernautas.Está tudo á espera que aconteça alguma coisa ao Sócrates e atão o pinóquio cá do sitio quando tratamos de correr com ele?moss parece que deram uma injecção de soporifero á maralha zzzzzzzz ah até se escuta os roncos.