quarta-feira, 23 de março de 2011

Fim de um governo de mentirosos!

Durou 7 anos a governação de um governo dito socialista, que conseguiu tomar as piores medidas sobre quem trabalha, beneficiando sempre os poderosos.
Está nas nossas mãos mudar agora para melhor. Espero que não fiquem em casa no dia das eleições, e depois falem mal na mesa do café.

25 comentários:

Francisco disse...

chegou a hora de TODOS participarem no processo decisivo!! já nos livramos de um ditador e actor... agora cabe-nos a nós exercer o nosso direito de voto e de participaçam no processo decisivo!! por isso meus amigos, comecemos já a juntar ideias para que sejamos ouvidos e tenhamos efectiva participaçãp no processo decissivo!! Todos juntos podemos levantar Portugal!! e chega de ficar tudo na mesa do café a criticar e não votar!!! Força Portugal!!

Anónimo disse...

o Cara dura acabou de perde quem o protegia, é hora da PJ entrar em acção!

Jorge Baillot disse...

O que se passou hoje na A.R.foi o maior acto de irresponsabilidade pós 25 Abril.Com este chumbo do PEC IV toda a oposição retirou a confiança (já muito pouca) que os mercados financeiros depositavam em Portugal.Ficarão para história esta coligação opositora ao governo que irá futuramente agravar ainda mais a vida dos Portugueses.
Não tenham duvidas o futuro de Portugal depois deste chumbo,terá consequências gravissimas para o futuro dos Portugueses com a entrada do Fundo Monetário Internacional,coisa que o governo sempre quis evitar.O futuro irá mostrar a realidade,é pena que a ambição partidária do PSD pelo poder os tivesse cego,pondo os interesses do partido ´
a frente do Pais.Foi triste este debate no parlamento,ninguem pense que houve vencidos e vencedores,quem perdeu foi Portugal,o futuro irá mostrar quanto erraram,pena porque seremos todos a pagar mais caro.

Jorge Baillot

Garrau disse...

Lisboa, 23 mar (Lusa) -- O líder parlamentar do PS defendeu hoje que José Sócrates "é e continuará a ser" secretário-geral dos socialistas, recusando quaisquer alterações ao nível das eleições diretas ou do congresso dos socialistas em função da demissão do primeiro-ministro.

"José Sócrates é e vai continuar a ser o nosso líder. Ainda temos essa prerrogativa, temos o direito de escolher quem nos dirige. Os socialistas vão escolher claramente este fim-de-semana José Sócrates como secretário-geral e vai ser o nosso candidato à liderança do Governo", afirmou Francisco Assis aos jornalistas.

Assis respondia à questão sobre se a demissão do primeiro-ministro não deveria alterar as circunstâncias da realização de eleições diretas para a liderança do PS, que se realizam na sexta-feira e no sábado, assim como do congresso, convocado para 8, 9 e 10 de abril, no Porto.

Depois de ler isso no expresso só posso dizer que os xuxas são muitos masoquistas.vão ter é azar pois se apoiarem socrates o PS vai desaparecer do mapa.

Anónimo disse...

Dezenas de actos de irresponsabilidade foram cometidos por Socrates e companhia duplicando a divida externa portuguesa em cinco anos. Quanto às soluções, Socrates podia ter convidado os demais partidos a pronunciar-se antes de se comprometer com Bruxelas.
Avesso ao dialogo, Socrates tentou fazer tudo à revelia dos outros e apresentou o PEC4 como um facto consumado. Deve agora assumir as suas culpas no processo e deixar de se vitimizar.

Anónimo disse...

Finalmente o governo de vendilhões do templo demitiu-se,depois de ter hipotecado o futuro dos nossos filhos.

Anónimo disse...

Novas eleições para eleger quem? Igual ao anterior? Se o tecido é o mesmo o que muda são os ácaros!!
O Rui Rio é dos poucos políticos que têm tido a coragem de ir ao núcleo do problema - o actual regime apodreceu, temos que arquitectar outra e melhor forma de exercermos a democracia, sobretudo a nomeação do governo; uma fórmula que evite o mais possível a partidarização do estado com a consequente apropriação das clientelas partidárias - uma das causas profundas deste estado de "coisas". Vai ser difícil ganhar algum espaço às forças ocultas,alguns rostos se conhecem, que em verdade dominam por via de várias formas, Portugal.Pode ser que surja alguma contensão desses senhores e senhoras, que nos permita uma vida mehor.

Anónimo disse...

Vamos com calma,pois nas próximas eleições o leal vai ser candidato a deputado para ver se não vai bater com os costados na prisa.O pina junior vai ser presidente mais cedo do que imajinava.vai preparar lugar para o Papá.

Anónimo disse...

esta crise já vem de muitoos anos atras e não é culpa so do ps e psd pois a crise é internacional vamos dar uma maioria ao poder vota ps ou outra mas vota.....

Anónimo disse...

Não tenho dúvidas!Este super actor Sócrates pertence a uma elite na arte de enganar o cidadão em qualquer circunstância e momento.Para nossa desgraça,o homem revela capacidades inatas para o pior da política.A dupla Socrates/Assis não tem adversário à altura da sedução blá, blá, blá. Depois de mais umas lições de inglês vamos fazer uma forcita para que substitua o Durão, Durão que irá para presidente da ONU.
Como é o 5º Império do Pessoa?

DX disse...

Senhor Jorge Baillot,se a vossa intervenção fosse assinada por José Socrates eu acreditaria,tal a semelhança de discurso.Bem sabemos que já voam abutres sobre o interesse nacional mas hoje o unico voto possivel era aquele que chumbava o austeritarismo e a abertura ao caminho da democracia.
A estabilidade deste governo e das vossas atitudes anti sociais,exige a desestabilização dos vossos interesses de poder.
Este "seu"vosso governo era um governo cada vez mais isolado,não ouvindo a rua,sim milhares na rua lutando contra os decretos anti-sociais do governo do PS.Diga se souber,o que de benefico para a economia do país,despedir trabalhadores quase sem pagar indeminizações,poupando milhões aos patrões.O jogo do passa culpas entre PS/PSD mostrou o medo da reação popular ao assalto que fizeram ao povo em nome da austeridade.
Não haja ilusões,o pântano putrefacto que PS/PSD meteram Portugal em nome do interesse nacional,só trará mais miséria ao nosso povo.A rua,o povo á rasca pediu eleições,e o PSD vossos parceiros zangados aproveitaram a boleia para chegarem ao poder.Não vale a pena ameaçar com o FMI,porque estes senhores já cá estão há muito tempo!.A unica coisa para já que Portugal perdeu esta noite foi um interlocutor do FMI.

DX

Rascunho disse...

para celebrar o dia de hoje aqui deixo essa missiva,par quem vos governa tão mal em Olhão.

Escuta, Zé Ninguém
Wilhelm Reich, 1974





Escuta, Zé-ninguém: já há muito que andava para te dizer umas coisas. Mas tu só dás ouvidos aos grandes, gostas de te sentir submisso. Afinal, o que farias se te visses livre? És um pobre coitado, medroso, cobarde, ignorante e naturalmente deprimido. Desprezas-te a ti e aos outros, meu enfermo maldito.


E se te interrogo, respondes-me: «mas que posso eu fazer?». És assim e não queres ser diferente. Aliás, a mudança arrepia-te e perturba-te a segurança medíocre que cuidadosamente alimentas dia após dia. Meu desgraçado, quem és tu para teres direito a opinião própria? Em casa dás pancada na mulher e nos filhos, na taberna embebedas-te como um porco e ainda te restam forças para conspirares contra mim! Que hei-de fazer, meu grande malandro? Não tens onde cair morto nem vivo. Cultivas a tacanhez, a cobiça e a inveja como um jardineiro planta as ervas daninhas no seu próprio jardim. És assim porque queres, meu grande cão. Enquanto queimas criaturas em fornalhas contínuas a responder-me: «mas que posso eu fazer?». Não percebes, meu aldrabãozeco, que todos os grandes pecados da humanidade começam nos pequenos actos tolos que cometes no teu dia-a-dia!? Sim, Zé Ninguém, tu mesmo, estou a falar contigo. Chamas-me utópico e intelectualzinho de merda enquanto tu vives na miséria, matas a própria esperança e a dos teus filhos e ainda berras «Vivas». Ao sábio chamas larápio e gritas: «Agarra que é judeu, agarra que é preto, agarra que é marroquino». Gritas porque tens medo, meu energúmeno narcísico. Pensas sempre na satisfação dos teus pequeninos prazeres e nunca no bem geral.


És assim, Zé Ninguém. «Que posso eu fazer?». Preferes a tasca a uma biblioteca, a televisão a uma passeio com os teus filhos, a jogatina a uma noite de amor com a tua mulher. És incapaz de criar, de dar sem receber e vais sobrevivendo com a parcelazeca do teu quinhão de ouro. Sofres de peste mental, meu ladrãozeco de queixumes: «Ai que me dói uma perna, aí que me dói uma unha, aí que estou tão mal, aí que ninguém sofre tanto como eu, mas que hei-de eu fazer?». És assim, Zé Ninguém. Veneras os teus inimigos e matas os teus amigos. Mas afinal, porque desistes dos teus sonhos Zé Ninguém? Ah animal, soubesse eu calar a tua voz interior de uma vez por todas!

Francisco disse...

Sr. Jorge Baillot, por acaso poderá explicar quem é que é o mais irresponsável... se quem nos ultimos 7 anos duplicou o valor da divida externa com a desculpa da crise?? se quem nos ultimos 3 anos aumentou o défice há custa de uma nacionalização ruinoza de um banco currupto cuja expressão de mercado era de menos de 5% no sistema financeiro??? se quem nos ultimos 7 anos prometeu 150 mil postos de trabalho e consegui duplicar o desemprego quer em pessoas quer em percentagem??? se quem nos ultimos 7 anos consegui arruinar a Segurança social?? Ou os partidos da oposição que pela 2ª vez nestes ultimos 7 anos conseguiram estar do mesmo lado e travaram mais uma envestida cega sobre os mesmos do costume, ou seja o povo??? sabe Sr. Jorge (permita-me que o trate assim)no inicio da legislatura os partidos tambem regeitaram um pec.. Lembra-se??? o famoso pec que até era para tributar os carros e telemoveis dos trabalhadores??? agora foi a 2ª vez!! e muito Bem!!! Sr Jorge, talvez me consiga explicar, como é que em 2 meses temos 1,1 mil milhões de receita acrescida e depois a 10 de março temos um buraco de 1,4 mil milhões??? é que eu sei a resposta... só não consigo é entender o motivo... O povo aperta o sinto mas os ministérios da defesa, administração interna, finanças e o do transportes aumentaram a despesa em 20%... por isto, explique-me quem é o irresponsavel... e só mais uma coisa... O papão FMI já não pega... O FMI está em portugal desde o dia do PEC1... agora só Falta a presença fisica, porque na prática o FMI já estava a tomar conta do PAís!!! e ainda vou mais longe! estes governantes deviam pagar uma valente indeminização ao pais pelo serviço que fizeram!!!

Zé do Mar disse...

Se os mercados retirarem o resto da confiança que tinham em portugal, e não lhe emprestarem mais dinheiro, isso pode ser uma sorte para os nossos filhos, que vão ter de pagar menos pela hipoteca que lhes fizemos ao seu futuro.
Os governos que gastem só aquilo que produzem e têm, e não vaiam por esse mundo fora pedindo dinheiro emprestado, para comprar carros de luxe, e dar subsídios à sua clientela para se manter no poder, assim como ordenados chorudos aos administradores de empresas públicas, que nada produzem. Foi um erro tremendo o presidente da Républica não ter acabado com este governo logo após o primeiro pec.

Anónimo disse...

Sacrifícios!!?? Não há nada que os possa evitar.O que está em causa é entendermos o porquê e para quê dos mesmos.Há quantos anos andamos com sacrifícios? Quem tem feito sacrifícios?
Alguma mudança acontecerá quando se conhecer aprofundadamente os arquitectos deste regime, o seu genuíno ideário,a sua arte no mentir.A generalidade não conhece, pior, não tenta saber o que está muito bem escondido.Alguém se tem divertido de forma sinistra com tanta parvalheira.

Anónimo disse...

Rascunho! Bem haja por relembrar o já falecido Wilhelm Reich - grande referência e sempre actual.

Anónimo disse...

mom se os mercades do estrangere nã emprestarem má dinhere, vames falar com o marinhe dos mercades de Olhão que ele tá carregadinhe dele à conta do PS.

Jorge Baillot disse...

Confesso que é a primeira visita ao blog Olhão Livre,ainda bem que que se chama assim,é sinal de democracia "livre" de opinião.Ao intervir aqui verifico de facto que sou o unico por enquanto,a reafirmar depois da demissão no nosso 1ºMinistro,que cada um assumirá as suas responsabilidades,o PS no qual sou militante activo,assim como todos os agentes politicos e economicos.
Como neste "debate"virtual,alguns dos Senhores comentaristas afirmam que tudo o que é mal é PS,mas não é assim.A conjutura internacional de 3 a 4 anos atrás não é a mesma de hoje,e graças aos esforços do governo, Portugal não está em pior condições,isto é facto.Gostaria de dizer a alguns intervenientes o seguinte ,:a oposição fez cair o governo,mas não vai derrubar o PS,não tememos o julgamento dos Portugueses,e muito menos o julgamento da história.

Jorge Baillot

a.terra disse...

O Jorge Baillot tem uma visão um bocado esquisita. Então a culpa da situação do País é da crise internacional? Admitindo que em parte o é, na medida que por ela há dificuldade de financiamento, temos de reconhecer que é no endividamente do Estado que reside o essencial do problema. Se continuassemos a endividar o País mais cedo ou mais tarde entrávamos em rotura e a situação seria bem pior.
Imagine só a quantidade de obras que não passam de ooperações de cosmetica, que levaram milhões apenas para servir os interesses dos seus camaradas. Imagine a quantidade de postos de trabalho criados na administração publica para satisfazer os seus camaradas.
Imagine quantos institutos publicos, fundações e outros serviços para dar os lugares de direcção aos seus camaradas.
Obviamente que tivemos de bater perto do fundo.
Veremos agora a pugna eleitoral como vai decorrer.

Anónimo disse...

Jorge Baillot - não ponha mais na carta - já deu para entender.

Anónimo disse...

Derrubar o PS??Uma coisa flexível?? Desde quando?
O PS já se intitulou marxista; renegou o marxismo e passou a ser socialista; meteu o socialismo na gaveta e passou a liberal; diz-se de esquerda mas fez aliança com um partido de direita.Fez um acordo secreto com o PC para conduzir a descolonização exemplar.Gritou pelo Gregório ( a democracia) quando o sócio jacaré o tentou abocanhar, surgindo aos olhos dos portugueses como uma menima virgem, púdica, das melhores famílias, de cujo casamento resultaria a felicidade eterna.Embora digam que não, tudo é negociável ( viu-se ao longo de quase 40 anos) já para não falar da atitude da sua figura emblemática no tempo da ditadura.Derrubar o PS??? está para aparecer o primeiro génio que o consiga. Os incrédulos não acreditam, não entendem - derrubar o PS será derrubar este planeta, não é Jorge Baillot?

Anónimo disse...

"Fim de um governo de mentirosos!" E os outros mentem menos? Os rapazes do PS tiveram azar, coitados - o temporal planetário levantou o tapete deixando à vista uma leixeira acumulada ao longo do tempo. Raios partam o temporal, logo agora que a vidinha estava tão bem encaminhada.Tenham um pouco de paciência porque é uma questão de pouco tempo.Os "cornudos", de tanto amor, esquecem depressa e o próximo amante,por experiência acumulada, será magnânimo.

Anónimo disse...

Agora é que as coisas vão melhorar, barrigas cheias, juros s descer, dinheiro no banco, vai ser só fartura!

CAMBADA DE IGNORANTES!

Francisco disse...

Sr Jorge Baillot, a conjectura de á 3 ou 4 anos atrás não é a mesma??? então mas não foi nesse tempo que despoletou a crise economica e financeira?? foi!! o problema Sr. jorge é que em 4 anos tivemos 3 pec's e o resultado foi sempre o mesmo... Baixa do rating e aumento dos juros da divida suberana... ora diga-me lá quem era o governo?? foi apoiado por quem??? sacudir a água do capote não cola!! todos, mas todos os partidos devem assumir as suas responsabilidades!! portugal já se encontra em crise há mais de 30 anos, não aprendemos da primeira vez com o FMI, talvez aprendam agora com a 2ª, afinal é como diz o ditado.. há 1ª todos caem, á 2ª só cai quem quer e á 3ª só cai quem é burro... por isso sr jorge, permita-me que lhe diga que a solução do país passa por outras politicas!! não é com aumento de impostos e cortes salariais e sociais que lá vamos.. pois se cortamos nos rendimentos e ainda aumentamos os impostos não sobra para o consumo, logo a economia não anda... o que é preciso é promover o emprego, aumentar remunerações, manter os impostos como estão, optimizar a maquina de cobrança fiscal, combater a economia paralela e obrigar os patrões em requalificar equipamentos, modernizá-los pois só assim se aumenta a produtividade! sabe Sr. Jorge, tambem é preciso parar com as obras megalomalas do tgv, novo aeroporto, 3ª travessia do tejo (que é a 4ª), não construir a 3ª autoestrada lisboa-porto!! requalificar o parque escolar, a via ferrea existente, apostar na reabilitação urbana, Apostar na actividade marítima (pesca, investigação, aquacultura, etc) na agricultura (para não termos de importar o que comemos) e ainda acabar com os preços absurdos dos combustiveis... ou tamem defende que não há cartel??? e tambem se pode reduzir os deputados, as camaras, as juntas, extinguir os governos civis, as ARH e CCDR.. os institutos publicos, as empresas publicas como a gestamo, parpublica e outras que só servem para desorçamentar e aumentar divida... Sabe Sr jorge ainda pode reduzir impostos ás PME's e aumentar aos bancos (por que raio pagam os bancos 18% de IRC e as PME's 35?)... como vê sr. jorge em 5 minutos tem aqui umas quantas medidas que nada têm de austeridade mas sim de estabilidade e crescimento... afinal chama-se PEC- plano de estabilidade e crescimento e não PA- plano de austeridade... e Sr jorge, pode ainda cortar nos acessores do governo, nos carros, nos croquetes das inaugurações e nas flores... pode ainda reduzir direcções gerais e pode e deve o estado acabar com os pareceres juridicos externos, quando existe o Ministerio publico que tem essa habilitação... Como vê Sr jorge haja vontade em ouvir o povo e querer efectivamente mudar e Portugal consegue... afinal, todos nós andá-mos na escola e sabemos fazer contas...

Anónimo disse...

Nao votar ; e votar nos partidos da area do poder.
Ja li neste blog varias opinioes sobre o voto , que quanto a mim continua a ser uma das maneiras de lutar por uma mudança radical; sim radical; pois infelizmente a maioria dos politicos da nossa praça sao uma cambada de vendidos e corruptos.
Li aqui alguns comentarios como se o PSD viesse a ser o nosso "salvador" mas este partido e igual ou pior que o outro que tem estado a "governar-se"
Lembram-se dos figurantes do BPN todos colegas do nosso amigo Cavaco.e do BPP idem aspas
Pra rua com esta corja de parasitas e chulos