sexta-feira, 14 de agosto de 2009

LEGISLATIVAS 2009

Mês e meio é o tempo que nos separa do próximo acto eleitoral.Dos partidos concorrentes, práticamente só o partido do governo tem feito campanha. Este acto eleitoral não nos vai trazer nada de novo. Não se prevê um governo tri-partido e só o "centrão" hipóteses de conseguir uma maioria absoluta, caso se unam P"S" e PSD.
No entanto os portugueses devem reflectir sobre a quem dar o seu voto.
Manuela Ferreira Leite enquanto Ministra das Finanças de Durão Barroso fez-nos apertar o cinto, com o discurso da tanga. Regeitou Gonçalo Amaral como candidato à câmara de Olhão por este ter um processo a decorrer em tribunal. Por outro lado aposta em dois fulanos que segundo as notícias vindas a lume estão enterrados até à pá co cachaço em questões que nada tem de verdade nemde sério, dividindo o próprio partido. Até poderia ganhar as eleições se não fossem as gaffes que tem cometido. A verdade é que ela até concorda com as políticas de José Sócrates, ou seja, a diferença dela para José Sócrates não é nenhuma.
José Sócrates tem sido o lider do governo mais à direita desde o 25 de Abril. Acusa a oposição de ter uma discurso salazarento enquanto ele tem a prática. Dos oito suspeitos da polícia inglesa no caso Freeport, só ele é que ainda não foi constituído arguido. Porque será? Todos nós desconfiamos mas não podemos afirmar...
A muleta de ambos, com queijo limiano ou com submarinos, não é quanto baste para formar governo a dois. Paulo Portas desta vez não vai conseguir uma cadeira como ministro.
Resta a pseudo-esquerda. Muitas palavras, algumas acções de rua e pouco mais. A mês e meio das eleições, para além dos out-doors do P"S" e PSD pouco mais se vê. É preciso agitar as massas, as pessoas, levá-las a manifestar-se contra esta vergonha. É preciso mobilizar as pessoas a discutirem a situação do País, apontar os responsáveis a que chegámos, pedir o julgamento deles, se necessário. É necessário que se faça a denúncia de tudo o que está mal. Pegar o touro pelos cornos. Deixemo-nos de palavrinhas mansas, do discurso educado, do "politicamente correcto". Tem sido com esse tipo de coisas que tem lixado todo um Povo. É tempo de acabarmos com as meias palavras. Forte e grosso.
Medina Carreira, ex-deputado, ex-Secretário de Estado, ex-Ministro das Finanças do P"S" disse numa entrevista que este País é um "BPN" numa escala muito maior. Para bom entendedor, meia palavra basta...

20 comentários:

Anónimo disse...

Jessica diz que um bom candidato para primeiro ministro de Portugal seria sempre o Raulito ou o J Valério já que o articulista fala em um grande BPN como se não houvesse vigaristas em todos os países e tambem não houvesse pessoas boas em todos os Países.Parec3e -me que os únicos honestos são aqueles que fazem parte do somos olhão seria mais honesto da vossa parte se fizessem um artigo a mostrar ás pessoas quem voês são para que todos ficasse a saber que espécies de canalhas existem dentro do somos olhao.Já agora ontem à noite gostei de vêr o terramoto a bevber umas cervejas no festival do marisco sera que foi finalmente mamar a conta do orçamento ou voces e o tal administrador que não se identifica mamam e ninguem sabe parece que esta na hora de se identificarem nem que seja por uma questão de honestidade se é que existe alguma honesrtidade em vocês
oa

Anónimo disse...

Mó boa essa foi memo boa dá até o j valerio esta em causa e parece que o castanheira tambem e o matias ? diz que i gajo tambem é honesto.

Anónimo disse...

Oi Jessica,que mulher tão má que és.
A lista dos membros do SOMOS OLHÃO é publica, e não consigo ver nenhum canalha, vejo sim cidadaos que denunciam a falta de transparência na gestão dos bens publicos locais.
Tambem vi o A.T.mas pagou sempre o que bebeu, , e tinha o bilhete no bolso que pagou há entrada.

simao disse...

olhanense recebe 1,2 milhoes so das transmicoes tv



Os direitos televisivos detidos pela Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) para a época 2009/2010 valem cerca de 50 milhões de euros. Segundo fonte da Liga, "trata-se de um valor indicativo que resulta do somatório dos montantes pagos aos vários clubes das I e II Ligas". Segundo apurou o CM, o Benfica é quem mais recebe, cerca de oito milhões por época, e os recém-promovidos União de Leiria e Olhanense vão arrecadar 1,2 milhões cada um.


São números que ficam muito aquém dos praticados no campeonato espanhol, onde só o Real Madrid ganha, por época, 114 milhões de euros. Em Inglaterra, a Premier League vendeu os direitos em bloco por 3,331 milhões de euros para os próximos 3 anos e a Liga italiana prepara-se para arrecadar um mínimo de 895,8 milhões de euros em direitos TV relativos à época de 2010/11 e um mínimo de 927 milhões de euros relativos a 2011/12.

Pela primeira vez serão transmitidos pela televisão dois jogos da II Liga todas a semanas. O pontapé--de-saída deu-se ontem com Beira-Mar-Sporting da Covilhã, transmitido pela Sport TV1.

"Empenhei-me pessoalmente na transmissão dos jogos da Liga Vitalis (II Liga), porque é preciso reforçar a visibilidade dos patrocinadores daquela competição e dar novas oportunidades aos jogadores mais jovens", afirmou ao CM o presidente da Liga, Hermínio Loureiro.

A Sportinveste licenciou os direitos de transmissão dos jogos da Liga à Sport TV, empresa de Joaquim Oliveira, que, por sua vez, os sublicenciou à RTP por cerca de 16 milhões de euros em dinheiro, aos quais foi acrescentada a cedência de transmissão dos Jogos de Pequim (em Agosto do ano passado) e alguns jogos da fase final do Mundial de 2010 na África do Sul. No total, o pacote em jogo valerá cerca de 20 milhões de euros. O negócio, assinado em Julho do ano passado e válido para duas épocas, dá o direito à Sport TV de fazer a primeira escolha, nos jogos a transmitir em cada jornada. A RTP tem a segunda escolha e direito a um jogo dos grandes por cada jornada. A Sport TV escolheu transmitir os jogos do Benfica nas duas próximas Jornadas, enquanto a RTP optou pelo Sporting, que vai ao Nacional da Madeira no domingo e depois recebe o Braga.

in CM

preso politico do pós 25 de abril. disse...

mrpp 1º partido a apresentar lista para a CMO.
é um partido pequeno é sim senhor mas até hoje só faltou a umas eleições em olhão ,quando foi impedido de concorrer ás 1º eleiçoes depois do 25 de abril em causa o simbolo,pois o mrpp foi o 1º partido a se legalizar depois do 25 de abril,e o pc conseguiu que este fosse ilegalizado de modo a não concorrerem ás 1ª eleições pós 25 de abril.
ainda hoje o pc não pode concorrer ás eleições com a foice e o martelo,por isso formaram coligações que n~umca existiram.
por causa da ilegalização do mrpp mais de 400 militantes e simpatizantes foram presos no pais todo ,em olhão graças a uma chamada do filipe ramires o coopcon prendeu 26 simpatizantes e militantes do mrpp,em olhão.

MRPP disse...

so mais uma coisa já tenho partido em que votar pois a merda que vai a eleições é tudo a mesma merda.querem é tacho.os cidadãos que se trompiquem,votem MRPP

MRPP disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
vota CDU/PCP/CDU/PCP disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
CDU apresenta candidatos em Olhão disse...

Na próxima terça-feira 18 de Agosto a CDU promove uma iniciativa de apresentação dos candidatos à Autarquia de Olhão bem como do seu programa eleitoral, com intervenções do mandatário de campanha e do cabeça de lista, António Paula Brito e José Castanheira, respectivamente. O evento acontece a partir das 21:30 horas na zona ribeirinha.

Anónimo disse...

CASTANHEIRA JÁ CONSEGUIU TOMAR CONTA DA APOS AINDA FALTA O SOMOS OLHÃO QUE O AVISAR JÁ SE FOI

J. valério disse...

o pina da saude deixou ir nas lindas promessas do j.c.
pena que não tenha tido a coragem de se assumir como membro do s.o.
a APOS tinha todas as condições de ser a melhor organização cultural de olhão pena a falta de coragem de alguns dos seus menbros que prestam vassalagem ao leal.

obsevador. disse...

o cara dura está neste momento a mamar,no festival do marisco, à conta do amigo da boina.também ós concursos pra transporte do lixo da ilha da armona são sempre ganhos por ele e os subsidios da u.e. vão parar sempres aos mesmos não há-de o amigo da boina dar de mamar ao séquito do cara dura.

F.Leal disse...

bela lagostas que eu mamei hoje à borla,eram de origem denominada ria formosa pois o meu amigo da boina já cultiva esse marisco no seus viveiros.

Anónimo disse...

PORRA UM GAJO JÁ NÃO PODE IR MAMAR QUE SE SABE LOGO SERÁ ALGUÉM QUE LEVA O COMPUTADOR PARA O FESTIVAL?

Anónimo disse...

"Resta a pseudo-esquerda. Muitas palavras, algumas acções de rua e pouco mais".

Esclareça-me : para si quem é a esquerda?

ser de esquerda? disse...

ser de esquerda é :pôr os interreses dos mais desfavorecidos,e lutar por eles, à frente dos interreses pessoais e partidários.
e isso muito pouca gente faz incluido a grande maioria dos partidos e pessoas que se dizem de esquerda.
ser de esquerda é questionar porque não podemos nascer em olhão,quando antes do 25 de abril isso acontecia.ser de esquerda é questionar porque temos de ser internados em loulé,se antes do 25 de abril eramos internados em olhão.
ser de esquerda é questionar porque morre um médico de familia,e passados dois anos os doentes desse médico continuam sem médico de familia,como acontece com os doentes do falecido e saudoso dr. alvaro.
ser de esquerda é perguntar porque querem transformar uma terra de pescadores,e gente do mar ,numa terra de servidão aos turistas
ser de esquerda é perguntar o que é preciso para que olhão volte a ter uma das melhores feiras do algarve,com espaço próprio como era o antigo largo da feira.
ser de esquerda é questionar se pessoas com um mercedes,e BMW à porta ,podem ter casas de habitação social e rendimentos minimos?
enquanto isso as finanças se nós devermos algum dinheiro ao estado,logo nos penhora logo a casa que muitos dos cidadãos compraram sem o apoio desse estado
isso é que deve ser questionado,pelas pessoas de esquerda.
soleriedadesim, mas a quem precisa,não a quem burla o estado e as finanças,pois essa ajuda saia do bolso dos contribuintes.

Anónimo disse...

Caro
"ser de esquerda? disse"

Lamento muito, mas todo esse enunciado de situações não são necessáriamente de esquerda.
Todas, são questões de consciência pessoal, que são transversais a todas as pessoas dos diversos quadrantes políticos. Disse pessoas e não "anormalidades".
A questão, no contexto do artigo, que lhe pus era muita clara: não sendo o PCP e BE de esquerda, dentro do espectro político existente quem resta?
Diga-me se sabe, ou será que advinho......
Post Scriptum

Anónimo disse...

Ser de esquerda tem a ver com a defesa de uma sociedade diferente, mais justa, mais equilibrada, onde haja, de facto, justiça social, igualdade de oportunidades e não um sistema viciado, onde os lobbys ganhem cada vez mais força.
Ser de esquerda é ser-se consequente na defesa dos interesses de quem trabalha. Não é levar as pessoas a reboque do interesse partidário apenas com o fito de conseguir mais alguns votos numa qualquer eleição, como aconteceu, por exemplo com os professores. Houve ministros da educação que caíram por muito menos do que esta ministra fez aos professores e onde os professores estavam mais divididos. 3/4 dos professores numa manifestação é demasiado representativa e assistimos à capitualação. Para quê? Para que os governantes pudessem, com o aproximar das eleições, "reconhecer" que houve falhas, principalmente falhas de comunicação e não de conteúdo? O P"C"P já foi Poder. Todos nós sabemos do seu centralismo, todos nós sabemos da sua "abertura" e também estamos habituados à sua capitulação. Uma coisa é a "roupagem", o palavreado, outra coisa é a acção política, mas não diria que é um partido de direita. O BE tem um discurso mais moderno, mais abrangente, com algumas propostas bem interessantes, diga-se em abono da verdade. Não foi "Poder", é uma incógnita. Goza do discurso fácil, fluente e capaz de influenciar do seu líder e mais uns quantos. Mas, e a nível local? Quais as propostas? Que discurso? Que se saiba ainda não se viu nada...Ficamos a aguardar...

ol disse...

Segue o link para uma opinião muito interessante e que merece ser lida na íntegra. Apenas um pequeno excerto:
A insistência do Partido Socialista nos mega-projectos que, antes de começar já assinalam derrapagens indiciadoras de que a componente PPF (Pagamentos a Partidos e Figurões) vai crescer muito, é uma garantia de uma Taxa de Roubo que rivaliza com qualquer democracia africana ou sultanato levantino.

http://jn.sapo.pt/Opiniao/default.aspx?opiniao=M%E1rio%20Crespo

Anónimo disse...

ser de esquerda e dizer tantas palermices que so servem para divertir o pessoal.
realmente a utopia é ser-se politico.
Acordem, o povo ja sabe como esta este portugal (com letra minuscula)não precisamos de desculpa e politicas completamente bobas precisamos e de actos para resolver os mesmo sem tachos nem panelinhas.