domingo, 24 de março de 2013

Fuzeta a morte anunciada de uma Terra de valentes pescadores!

A Fuzeta foi a das freguesia que o PS de Olhãoe a coligação PSD/CDS, concordaram, em extinguir.
A Fuzeta foi em tempos uma terra do Algarve de valentes e briosos pescadores, que até teve  um Lugre bacalhoeiro, o " Senhora do Carmo" na pesca do bacalhau nas aguas gélidas dos bancos da Terra Nova,como se pode ver neste artigo:

Pesca do Bacalhau - Um lugre Algarvio


Companhia de Pesca “A Fuzeta”
Olhão

Esta companhia com gerência dos Armazéns Zacarias Mendes Correia, foi proprietária de dois lugres, um deles a operar no serviço de cabotagem, com o nome “Senhora de Monserrate” e o outro armado para pescar nos bancos da Terra Nova. Esse navio esteve presente nalgumas campanhas entre 1921 e 1929, seguramente utilizando excelentes e consagrados pescadores locais. Segundo Mário Moutinho, no livro “História da pesca do bacalhau”, diz supor que o navio tenha ficado encalhado durante muitos anos na praia da Fuzeta, podendo por esse facto ter causado a sua destruição, especulação que resulta do facto do lugre não voltar a ser referido nas listas de navios nacionais.

Lugre “ Senhora do Carmo “

Nº Oficial : A-719 > Iic.: H.S.E.C. > Porto de Registo : Olhão
Cttor.: Gomes & Cª., Ovar, 1919
Tonelagens : Tab 211,54 to > Tal 200,97 to
Cpmts.: Pp 35,01 mt > Boca 8,35 mt > Pontal 3,75 mt
Máquina : Não tinha motor auxiliar

Na última campanha de pesca que decorreu de Maio a Outubro de 1929, o lugre navegou com 39 tripulantes, tendo utilizado 36 canoas. O navio e os dóries estavam orçados num valor próximo dos 318 mil escudos. Foram utilizados 300 aparelhos de pesca (linhas e anzóis) orçados em 25 mil escudos. Com este equipamento pescou cerca de 1.285 quintais de pescado, tendo ainda conseguido 2.500 kgs. de óleo de fígado de bacalhau. A venda do peixe e do óleo renderam aos proprietários um total estimado na ordem dos 159 mil escudos.
 Noticia retirada deste blog.
Hoje os pescadores da Fuzeta,onde em tempos tiveram o maior pescador do Mundo,Laurencinha, idoltotrado como o maior pescador do mundo,mas, esquecido na sua terra,, as pescarias de Laurencinha’ correram Mundo, nas páginas  do  escritor australiano Alan Viliers no livro ‘The Quest of the Argus’, em cujas páginas contou ao mundo a história de Laurencinha..
 Alan Viliers relata que ‘o Laurencinha’ “antes de saber andar já navegava em dóris, caíques e buques”, que pescavam fora da barra e, aos oito anos, já trabalhava na faina do mar, “como se fosse homem maduro e com salário inteiro”.
Aos 13 anos, ‘o Laurencinha’ estreou-se, como moço de convés, num lugre de três mastros, nos bancos da Groenlândia. Uma experiência que não lhe agradou porque “não o deixaram embarcar nos dóris”. Só voltou aos 18 anos, mas já com o estatuto de pescador de dóri. Começava uma carreira de sucesso, tornando--se depressa o melhor homem de toda a frota, apanhando em média uma tonelada de peixe diária..

Hoje os pescadores da Fuzeta, definham  na agonia, pois ainda sendo, uma terra de valentes pescadores, estão praticamente impedidos de exercer a sua profissão, na sua terra natal, pois a Fuzeta,continua sem uma uma Barra, em condições de governarem a vida, depois do Programa Polis Ria Formosa ter gasto mais de 10 milhões de € em fechar e abrir barras na Fuzeta,para garantir a segurança não dos pescadores, mas dos donos do prédios construídos em Domínio Publico Maritimo na zona Ribeirinha da Fuzeta.como este  lote de prédios,construído ilegalmente em D.P.M. em frente do Bairro dos Pescadores da Fuzeta que ilegalmente, privou os pescadores deste bairro de ver as condições do mar.
Os pescadores da Fuzeta e as suas famílias saberão dar a resposta correcta a quem os Traiu, ao não fazerem  nada para se criar uma barra em condições na Fuzeta.
Os interesses históricos, toda a população da Fuzeta,foram traidos pelo PS e pela dita oposição PSD /CDS,ao não mexerem uma palha,a  fim de  evitar o fim da freguesia da Fuzeta,
Nas próximas eleições já não haverá votação para a  Junta de Freguesia da Fuzeta pois esta, foi anexada à freguesia de Moncarapacho.

O Povo da Fuzeta não deve perdoar a traidores, e deve lutar com todas as suas forças para recuperar o estatuto histórico de Freguesia da Fuzeta!



2 comentários:

António Manuel - Tómanel disse...

Extraordinário!
Parabéns por partilhar este extraordinário texto no seu blog.
Fuzeta tem história, não pode ter morte lenta.
Cumprimentos e um abraço.
http://umraiodeluzefezseluz.blogspot.com

Chico Esperto disse...

O Condomínio Del Mar no Algarve, Fuseta, foi recentemente inaugurado e recebeu os seus primeiros residentes. De frente para o mar e para a magnífica Ria Formosa, este fabuloso condomínio foi construído sobre um terreno de 12,520 m2, onde se erguem 70 apartamentos entre jardins com decks de madeira, que acompanham a Ria Formosa.