sexta-feira, 4 de agosto de 2017

OLHÃO: UMA DOR DE CABEÇA CHAMADA ARMONA




Como é do conhecimento público, a Câmara Municipal de Olhão autorizou a demolição total com reconstrução de uma nova casa na Ilha da Armona, o que se tornou numa violenta dor de cabeça para os responsáveis políticos que tomaram aquela decisão.
Numa primeira fase, foi o serviço de fiscalização do Parque Natural da Ria Formosa quem se pronunciou pelo embargo da obra, o que levou os proprietários a contestar; o Tribunal Administrativo pronunciou-se dando razão aos serviços do Parque; posteriormente foi a ARH, munida da decisão do Tribunal Administrativo quem se pronunciou pela demolição, logo contestada pelos proprietários.
De recurso em recurso, chegou ao Tribunal Central Administrativo que viria a dar razão ao Tribunal de primeira instância, mantendo a ordem de demolição, que pode acontecer a qualquer momento.
Pelo meio, vieram alguns a terreiro, fazendo coro com o presidente da Câmara, de que se tratava de um caso de homofobia, quando a generalidade das pessoas não sabiam que os proprietários seria um casal gay. 
O presidente da câmara meteu agua, autorizando onde não devia nem podia sem estar munido do parecer prévio das entidades com jurisdição na zona, que num acto de pura manipulação dos proprietários e mais uma vez enganando-os, vem dizer que vai interceder junto do Ministro do Ambiente para resolver o problema daquela casa e das restante cento e trinta e nove.
Mas o Ministro já se pronunciou, conforme nos dizem as imagens reproduzidas de documento enviado ao Parlamento, e nem seria de esperar outra coisa que não aquilo que afirmou. 
Não passa pela cabeça de ninguém que o Ministro viesse, por causa das asneiras de um presidente que se julga impune, contrariar uma decisão de um Tribunal, por abriria um precedente único.
Mais, a questão das cento e trinta nove casas nunca foi colocado na agenda, a não ser que se viesse a registar outra construção como aquela que foi feita. Quando muito, o que o Pina pode dizer é que na qualidade de vereador aprovou a demolição total com reconstrução da casa nº 179, em nome de uma imobiliária que dava pelo nome de Keltan, SA, para o que intercedeu o então ministro do ambiente, mais tarde apelidado de "padrinho" da Ria Formosa. 
Isto dos "Padrinhos" tem muito que se diga e se pensarmos que estamos perante uma família político-mafiosa, então bem se pode dizer que rico padrinho deram à Ria Formosa.
Curioso é verificar que o presidente da câmara, que nunca se pronunciou contra as demolições no seu território como nas casas dos ilhotes, nem na Praia de Faro, para depois armado em herói vir defender as casas do Farol, onde o papá tem uma. E para isso gastou dinheiros pulicos, esquecendo-se que havia outro núcleo, os Hangares, para promover uma providência cautelar com efeitos suspensivos. Só depois apercebendo-se que se não tomasse a mesma atitude em relação aos Hangares, estaria dando o argumento para que o pessoal dissesse, e com toda a razão que apenas estava a tentar salvaguardar a casa do papá. Vir agora defender um regime de excepção para as casas da Armona apenas por causa da casa dos famosos, que não podia nem devia autorizar, é mais um dos muitos actos de hipocrisia a que já nos habituou. É que sabendo que haviam cento e quarenta casas na Armona em situação irregular nunca cuidou de as tentar regularizar, apesar de pertencer ao órgão a que agora preside há cerca de doze anos.  Sabia mas calava!
Voltando á casa dos famosos, ele Pina, continua manipulando as pessoas, tentando livrar-se das responsabilidades que lhe cabem, porque tal como nós, sabe que o ministro não vai nem pode ir na sua conversa fiada, porque o precedente a ser aberto, poderia penalizar o Estado, com os proprietários das casas demolidas pelas mesmas razões que esta a pedirem uma indemnização.
Dia 17, pelas 10:00 horas os ingleses vão estar junto vão edifício da câmara, numa acção de contestação que vai ser acompanha pela comunicação social internacional. Só um milagre vai livrar o Pina de uma choruda indemnização a que os ingleses têm direito porque agiram de boa fé, a boa fé que faltou as donos da câmara.
Esta é uma das razões para ser pedida uma auditoria à gestão deste mandato. o que esperamos venha a constar dos programas eleitorais dos partidos da oposição com vista ao apuramento das responsabilidades dos autarcas comprometidos.
E dia 1 de Outubro temos de correr com esta canalha.
ABAIXO O PINA! 

7 comentários:

Anónimo disse...

Mais uma vergonha, e estou à espera para ver como o Pina vai sair desta. Toda a gente em Olhão convive com a falcatrua, vigarice, diz que disse e parece não se importar. Aqui neste blogue estão provas, vejam, leiam, interroguem-se de como isto é possível num estado de direito. Não é um conjunto de pessoas que quer a todo o custo denegrir a câmara de Olhão, estão documentos neste blogue que confirmam corrupção atrás de corrupção. Não há um jornal regional que se debruce sobre isto, pois é, não há almoços gratis, as diretoras dos pseudo jornais regionais, que mais parecem jornais de propaganda e anúncios de festarolas, estão feitas com a CMO, é ve-las a elogiar o presidente e assessores. Daqui a um tempo estão lá também a mamar.

costa disse...

Neste blog, não vale a pena comentar sobre a sexualidade do casal de ingleses, que construiram, a casa na Ilha da Armona, pois não serão publicados comentários de raiz homofóbico, contrariamente ao que certas comunicação social e organizações publicaram, não vamos por aí, por isso neste blog, não publicamos comentário sobre a tendência homossexual de ninguém.
Além que sempre alertamos que construção da casa dos ingleses na Ilha da Armona, é um montão de ilegalidades por parte da CMOlhão,vamos ver se a justiça será feita ou não.
Pensamos que os ingleses tem todo o direito a serem indemnizados, mas também pensamos que quem deve os deve indemnizar é quem autorizou a ilegalidade, além das consequências politicas que daí possam advir.
Estranho muito estranho, é a dita oposição em Olhão estar toda calada e não se pronunciarem sobre essa e outras ilegalidades cometidas pela CMOLhão nos últimos 4 anos.

Anónimo disse...

Onde está a oposição em olhão? O pirulito cagao nem pia, o bola está feito com ele,e os outros igual e o professor Ivo onde anda na horta? É a desgraça de autarquia que temos por culpa de todos nós, minha também.

Anónimo disse...

A oposição é como os testículos: faz parte da equipa mas não entra na acção principal.

Anónimo disse...

Os Ingleses, não vão ficar calados e já escolheram um bom advogado.
Quem autorizou, todos sabemos quem, o vereador e o presidente estão metidos numa grande camada de sarna, como se dizia antigamente por estas bandas ?
Viram chegar aqui, este casal espeçial, cheio de papel e logo promessas fáçeis, que tudo se ultrapassa, a boa maneira dos chico espertos ?
Na Fuzeta, há um caso, talvez identico, o antigo moinho nas salinas, também comprado por um Alemâo, que a obra foi embargada

Lima Nascimento disse...

Dia 17 eu pago para ver,Pina no seu melhor.
Entretando deixo aqui algumas opcçoēs para esse dia.
1-Pina vem à janela da Câmara e nós atiramos ovos podres e acaba-se a mnifestação.
2-Pina sai pela porta principal,canta uma música cubana,nós perdoamos-lhe e vamos para casa.
3-Pina disfarça-se de camaleão,passa por nós e apanha um barco para o Farol.
4-Pina manda-nos todos à merda e nós votamos no outro.
Conclusão:Quem ao próximo não tem respeito,acaba deste jeito!T.N.

Anónimo disse...

Interessante, e hoje o sr.presidente diz que está quase a concessão para mais 30 anos. Mentiras atrás de mentiras: promete a alteração do PDM para a quinta João de Ourém e esquece de que o PDM está á cerca de 6 anos para ser alterado e ainda se esquece que ele sozinho não pode legalizar as obras que tem de ter o parecer de entidades superiores a ele - a quinta João de Ourém é um problema real e o Pina está a mentir as pessoas; a ilha da Armona novamente outra grande mentira, porque deve estar a esquecer se o que foi feito em 2011 e 2012 para as casas não irem abaixo. Não existe concessao alguma e tal como nas outras ilhas a Armona vai reger se pelo que foi feito. O Pina mente e mente e o povo tem de acordar porque o que ele promete é para caçar votos. culpado com todas as letras e não é só ele.