segunda-feira, 16 de novembro de 2020

OLHÃO: HABITAÇÃO A CUSTOS (POUCO) CONTROLADOS

 No site da câmara municipal de Olhão já está anunciado o concurso para atribuição das habitações a custos controlados, como se pode ver em http://www.cm-olhao.pt/destaques2/2916-aberto-concurso-para-atribuicao-de-habitacao-a-custos-controlados, apesar de ainda nem terem data marcada para o arranque das obras. Aliás, a autarquia ainda está à espera  do visto do Tribunal de Contas, pelo que as obras não estarão concluídas senão em 2022.
Para o ano que vem, há eleições autárquicas, e o Pina tudo aproveita nesta fase já que a partir de Março do próximo ano não pode fazer publicidade institucional que susceptivel de influenciar os eleitores. Assim há que aproveitar agora, antecipando as intervenções e a publicidade em proveito próprio.
Os 54 fogos a construir custam ao municipio cerca de quatro milhões e meio, o que equivale a dizer que o preço por metro quadrado de construção fica em cerca de 898,00 euros e sito sem contar com os custos do terreno. Na verdade, são 26 fogos do tipo T2 com 83,2m2, 18 do tipo T3 com 100,9m2 e 10 do tipo T4 com 114,3m2.
Se pensarmos que no Loteamento do Porto de Recreio, uma zona designada de Prime, o preço de construção era cerca de duzentos euros mais baixo,   e destinando-se a habitação a custos controlados a pessoas com algumas dificuldades, perante o cenário actual, é caso para dizer que estes custos estão mesmo descontrolados.
O Pina está na presidência da autarquia desde 2013 e nunca a não ser em vesperas das autarquicas anteriores se preocupou com a habitação a custos controlados, mas sabe vir agora dizer que se trata de um designio do actual executivo, para permitir um acesso mais justo e equilibrado por parte dos municipes à habitação.
Ora, 54 casas são uma gota de agua num imenso oceano que são as necessidades da população do concelho, e pior ainda quando foi o próprio Pina a promover e divulgar a segunda habitação, como fez no Feira Internacional do Imobiliario de Paris. E se foi assim, a publicidade continua e cada vez será mais dificil os municipes conseguirem pagar uma renda justa e acessivel.
Puro eleitoralismo, apesar de serem bem vindas as poucas casas que serão entregues no proximo mandato e assim conquistar mais alguns votos.
Com papas e bolos se enganam os tolos e o Pina sabe bem como distribuir uns doces nesta época!

Sem comentários: