sábado, 11 de julho de 2020

OLHÃO: BURLA NA FACTURA DA AGUA!

A ultima factura de agua levou ao descontentamento de milhares de pessoas do concelho de Olhão mas a grande maioria delas não se apercebeu da burla que está a ser cometida. É obvio que quando chegar o momento, a Ambiolhão vai proceder à rectificação mas antes recebe dos incautos e depois corrige.
A pandemia não justifica tudo e muito menos o tipo de procedimentos utilizados para burlar os munícipes como vamos demonstrar de seguida.
Normalmente, as pessoas quando recebem a factura da agua, reparam em quanto, vão pagar e se sentirem que estão a pagar mais que a conta, vão verificar a descriminação na parte de trás, mas ainda assim continuam sem ligar aos detalhes, quando foi com eles que enganaram as pessoas.
Na factura reportada na imagem acima, a leitura foi efectuada a 04-05-2020 e é apresentado um consumo de sete metros, aos quais deduziram dois já pagos. Aparentemente tudo bem mas na realidade tudo mal!
É que se olharmos ao histórico, na parte de baixo, verificamos que o ano na Ambiolhão tem treze meses e não doze como no meu calendário. Ao fazer o histórico dos consumos no anterior ao da facturação, verificamos que o mesmo começa, correctamente em Junho do 2019, pelo que o ano ficaria completo em Maio de 2020. Acontece porem que apesar da leitura ser feita em Maio, é acrescentado mais o mês vindouro de Junho, para justificar o assalto à carteira dos consumidores.
Analisando o bem dito histórico, vemos que os consumos verificados nos meses de Fevereiro, Março, Abril e Maio é de 1,5 metros. Ao acrescentar o futuro mês de Junho, ao qual atribuíram convenientemente um consumo mais elevado para obter uma media diária de 0,11 metros quando a realidade apontava para 0,05, metade da metragem apresentada.
O facto de acrescentarem um mês com uma leitura muito acima da media, estão a criar o mecanismo que justifica a elevada factura da agua. E não se trata de um erro mas antes de um acto premeditado, intencional, já que o novo mês de Junho não podia surgir no histórico por inexistente, mas que serve, desta forma para fazer subir os consumos médios. Isto é burla!
Deve dizer-se que em Junho, sem qualquer aviso prévio a Ambiolhão trocou o contador sem deixar a indicação quanto marcava o velho e quanto marca o novo, o que faz temer nova vigarice!
A falta de transparência na gestão da Ambiolhão permite que continue a apresentar-se, como se pode ver no lado inferior esquerdo da mesma factura, em Aquisição dos Serviços em Alta, quanto paga a Ambiolhão ás entidades exploradoras no ano de 2019 quando já deviam constar os valores relativos a 2020. 
Enquanto não o fizerem e fazendo fé nos valores apresentados, este consumidor do 1º escalão, paga de resíduos sólidos mais do que a empresa municipal paga ao explorador em alta.
Poderão alguns pensar que ainda assim os nossos decisores políticos são bastante simpáticos porque a agua está abaixo do custo. Puro engano, já que é apenas no 1º escalão porque nos seguintes pagam mais. Mas mesmo assim, se adicionarmos a tarifa de disponibilidade, o consumidor acaba por pagar mais do que a empresa paga.
Os ultra liberais da câmara transformaram a agua num chorudo negocio! Porque se é assim no consumidor domestico, no consumidor não domestico ainda é bem pior.
                        PINAS, UNS CANALHAS!
Há muitos anos que levamos a denunciar a poluição na Ria Formosa, particularmente pela ETAR Poente de Olhão, o que desde sempre foi negado pela canalha que controla o Poder Local, com destaque para a família Pina.
Também na factura reportada na imagem, no canto inferior direito, está uma perola sob o titulo RESULTADOS OBTIDOS NO SANEAMENTO DE AGUAS RESIDUAIS URBANAS QUE DIZ:
"A instalação de tratamento de aguas residuais da área de saneamento do utilizador cumpre a licença de descarga:
Sim… Não X"
Pela primeira vez, a autarquia e toda a corja ligada ao processo de tratamento das aguas residuais reconhece que andaram ano após ano a poluir a Ria Formosa. Mas porque só o fizeram agora?
Primeiro construíram a nova ETAR, que também não funciona bem, para depois admitirem os crimes ambientais, económicos e sociais cometidos, mas aos quais os lesados já não conseguem ser indemnizados.
Desde sempre que os Pinas sabiam disto, mas sempre o negaram para que os viveiristas, mariscadores e outros não exigissem a reparação dos danos causados por entidades a que estiveram e estão ligados.
Negar ao seu Povo o direito a ser ressarcido pelos prejuízos, é próprio de canalhas e os Pina são isso mesmo, uns perfeitos CANALHAS!
Para que os consumidores não sejam mais enganados é conveniente que todos os que lerem isto, e depois de confirmarem nas suas facturas, passem a palavra aos que não nos leem. E protestem pela burla.

25 comentários:

Marcelo disse...

Já foi à Ambiolhao? Já reclamou? É que está peça não tem direito ao contraditório. Se me chamassem canalha incorrectamente nada mais simples do que lhe colocar um processo em cima, tal é o baixo nível!

Unknown disse...

Realmente vi que estava muito para pagar de água, os consumos dos resíduos e outros tem um aumento de 12 euros e mais. Isto é inadmissível

Angélica disse...

E depois fazem como fizeram uma vez à minha mãe, enganaram se a lançar os valores e em vez de 50¢ cobraram 500€ claro que ela foi reclamar, mas eles disseram que só podiam depois fazer o acerto e iam descontando nas facturas seguintes... Ela disse ”e eu como água o mês inteiro"... A única solução foi ter que tirar o dinheiro da conta para não haver pagamento (por débito direto), e depois então seria feito novo lançamento já com a reclamação e rectificado o valor...
Era lindo se ela no reparasse e fossem à conta...
Foi há alguns anos mas a roubalheira continua a mesma...

a.terra disse...

Ao comentador Marcelo:
Não sei qual é o seu nível, mas não retiro uma virgula ao que disse porque são de facto uns canalhas. Quando lhes chamo isso, se leu bem, foi a propósito de negarem a poluição na Ria quando na factura se pode ler que a ETAR não cumpria com a licença de descarga, algo que o leitor/comentador não se terá dado ao trabalho de verificar na sua factura.
Quanto aos processos em tribunal não seria o primeiro nem o ultimo porque não deixarei de denunciar os crimes praticados pelos seus ídolos.
Quanto às reclamações à Ambiolhão devo dizer o seguinte: a empresa municipal tem a obrigação de proceder à correcção das facturas logo que seja detectado o erro; mas neste caso não se trata de um mero erro porque inventar um consumo futuro para justificar o aumento do consumo num mês anterior é burla. Se reparou no histórico verá que começa em Junho de 2019, a que se segue o Julho, Agosto, Setembro, Outubro, Novembro, Dezembro, Janeiro, Fevereiro, Março, Abril, Maio cujo leitura é do dia 4 e novamente o mês de Junho quando ainda estávamos em Maio. Se não quer perceber, não perceba mas não venha branquear as asneiras dos seus amigos

Unknown disse...

Bom dia.. a todos pois eu sou uma das pessoas que recebem a fatura do mês de junho com o valor 136€ para pagar onde somos três e uma delas está acamada na cama ...

Unknown disse...

Deves ser funcionário da ambiolhao ou da família do presidente para os defenderes tão veentemente, quando todos sabem que a ambiolhao é um antro de corrupção e roubalheira no negócio da gestão municipal!

Anónimo disse...

Devolvam ao povo de Olhão o que devem já na próxima fatura. Em Olhão é onde se paga mais água. Este "adiantamento" foi para a administração ir de férias com os seus subsídios de férias chorudos. É com estes exemplos que apetece "meter a unha" quando a oportunidade surge, uma espécie de salve-se quem puder. Ou então estamos a pagar por aqueles que pediram para pagar mais tarde e que agora andam enrolados com a dívida da água.

Anónimo disse...

Terramoto mas onde esta a burla? Ou tu é que nao sabes ler a factura. mas aonde esta o erro nessa factura? È no grafico? E desde quando o grafico interfere nos valores a pagar? O grafico na ultima barra indica 7 metros que é o domatorio desde a ultima leitura real e se veres bem nao te cobram os 7 mas sim 7 menos o que ja pagaste. Se achas que estas a ser burlado diz onde e o valor da burla.

Marisa disse...

Este mês recebi 475€ de água para pagar, mas acham isto normal ? 475€? eu moro num t2, nao numa vivenda com piscina....

Marisa disse...

Este mês recebi 475€ de água para pagar, mas acham isto normal ? 475€? eu moro num t2, nao numa vivenda com piscina....

jose manoel disse...

E uma vergonha

Unknown disse...

Bem falado

Caetano disse...

Marcelistas de Olhão iguais a lambe cus... mete lá o processo no olho do cú!

Anónimo disse...

Moss Caetano devias tar calado, Caetano pina��

RADIO CLUBFM DE OLHAO PARA O MUNDO disse...

Á gentinha de olhao , que compactua com este tipo de coisas, mas com que proposito? Andam a lamber o cu , aos donos de olhao ( cmo ) , para oportunamente assim que surja interesse , tirar dividendos disso.
Gente hopocrita , que sò vencem e sobem na vida a enganar , burlar , e fazer mal ao povo.

amandio disse...

Marcelo Caetano ??? Reencarnou???

Unknown disse...

Tambem ando com o pé atrás com a empresa. Acho bem que se retifiquem e brevemente.

Anónimo disse...

também existem em Olhão um grupo de amigos dos DDT, que nem água pagam.Os otários pagam por eles.É assim a democracia de quem está no poder em Olhão há 40 anos.

a.terra disse...

Ao comentador lambe cus do dia 12 pelas 15:34:
Caro comentador, que eu saiba o ano só tem doze meses mas no histórico estão treze, sendo que o ultimo mês constante no gráfico corresponde ao mês de Junho seguinte. Ora a ultima leitura real foi feita a 4 de Maio e a de Junho ainda não tinha que ser contabilizada. Que eu saiba, para a agua ainda não foi introduzido o pagamento especial por conta! Ou seja o periodo de facturação vai de 02-04-2020 a 04-05-2020; como explicar então a presença do mês de junho no histórico. Mais, no histórico, no mês de Maio estão contabilizados dois metros e sendo esse o ultimo mês a leitura real teria de ser dois metros.

A introdução do futuro mês de Junho, faz com que a media diária de consumo passe para 0,11 m3 quando na realidade ela é de 0,63 m3, quase metade da aplicada.

Qual a intenção de introduzir o mês de Junho futuro senão fazer subir o consumo diário para proceder a uma cobrança indevida?
Aliás se verificar bem a factura vai verificar que o consumo medio é de 2 m3 mensais. Tudo não passa de uma habilidade para fazer subir a facturação e não sou apenas eu a queixar-me, mas a grande maioria da população, algo que o comentador não quer ver e menos ainda perceber na ansia de bajular o Pina, ainda que de forma anonima. A manobra está precisamente no facto de todos terem a percepção de que as pessoas normalmente não vão verificar a parte de baixo da factura e comparar as situações.

Ainda que o comentador venha dizer que o histórico não conte para a leitura ele mostra-nos que pelo menos desta vez, faz parte da encenação para o excesso da cobrança.
Passe bem!

Anónimo disse...

Terramoto nao sou lambe cus pois secalhar tenho mais coisas contra o municipio que tu mas repito me diz onde esta o municipe a ser prejudicado e quanto? Se veres a barra de junho é o somatorio de tidas as barras desde a ultima leitura real e no valor a cobrar cobram esse valor total mas removeram os ja pagos logo nao ha burla nenhuma. Podes é dizer o grafico tem essa barra a mais e concordo mas essa barra nao altera os valores a pagar. Mas aguardo que me digas onde e quanto esra a ser prejudicafo

a.terra disse...

Meu caro comentador:
A primeira questão é desde logo o consumo que é de facto do mês de Abril, embora se tome como sendo de Maio pelo facto da leitura ser efectivamente a 4 de Maio.
Se a barra de Junho não constasse do histórico, veria que o consumo de Maio era de dois metros. É isso que consta no gráfico.
Assim a leitura real seria de quatro, ou até mesmo cinco metros mas nunca sete, e teriam de descontar os dois já pagos. Isso estaria em linha com os antecedentes, tal como se pode ver pelo gráfico, até porque a única situação semelhante, ocorreu em Outubro do ano passado, em que no mês de Setembro não foi reportado qualquer consumo, e mesmo assim não excedeu os cinco metros.
Não foi por acaso, que o contador foi mudado, sem qualquer aviso prévio, sem deixarem a ultima leitura nem a primeira do novo contador. Consegue explicar porque razão se mudam assim os contadores se não haviam queixas? Ou será que foi para não dar a hipótese de contestar? Quem a não ser a Ambiolhão para dizer que o contador estaria avariado?
Para que fique sabendo a factura foi paga e não foi reclamada mas não impede que a denuncia da mesma. Porque será que houve tantas reclamações? Mais lhe digo, que a Ambiolhão usa e abusa deste estratagema, funcionando o esquema como o "pagamento especial por conta"; ou seja, sempre que a Ambiolhão necessitar de dinheiro engana-se, sempre com prejuízo para o consumidor, propondo depois para resolver o problema o desconto nas facturas seguintes.
E já agora, chamo a atenção para outro pormenor. Nos resíduos sólidos em que a Ambiolhão paga a 0,34 euros e cobra a 0,46 Euros, uma margem de lucro na ordem dos 32% a que se deve acrescer a tarifa de disponibilidade.
Passe bem!

Anónimo disse...

Terramoto em matematica es um campeao pois fazes as contas como te convem em nenhum lado esta a ser cobrado algo a mais na factura nao me fales em graficos mas sim em numeros valores mas isso nao consegues pois nao ha erro nenhum E quanto aos rediduos sólidos é ridiculo dizeres que paga a x e cobra a y entao lucra 32%entao nao ha encargos ha uma diferenca entre valor acrescentafo e lucro. Precisas aprender um pouco mais de economia.

Anónimo disse...

Ha e lambe cus é o outro da olhao+ eu so nao gosto é que inventem problemas onde nao ha e depois nao se resolve o que realmente existe. Ruas cheias de lixo ervas merda baratas. Esgotos para a ria tenho os viveiros interditos. Estradas cheias de caracteras como a ponte junto ao siroco. Recolhem so metade dos contentores. Caes vadios e gatos por todo lado e niguem recolhe. Andam umas cabras a alimentar os gatos com dinheiro do municipio e nao os levam. Tenho o carro todo riscado.

Anónimo disse...

Bolas pá...onde há fumo há fogo...tantas queixas e contas astronómicas...mesmo de pessoas que não ficaram em casa durante a quarentena...parece-me desonesto...

Anónimo disse...

A jogada mais recente da ambiolhão, depois de inventarem a tarifa da disponibilidade consiste em reduzir o nº de dias e consumos no meses de Inverno que por vezes apresentam 28 dias e adoram aumentar o nº de dias nos meses de Verão. O meu Agosto de 2019 teve 33 dias. Mas, no passado e com menos "maquilhagem" da faturação a Ambiolhão já fazia estas jogadas. Já por duas vezes nos meses de Agosto de 2009 e 2011 tive faturas no valor de 108,75 e 128,30, respectivamente. Em 2009 paguei: 8,92 em Jan.; 2,0 em Fev; 20,38 em Março, 13,35 em Abril, 14,75 em Maio; 13,35 em Junho, 5,99 em Julho, 17,57 em Set. 12,46 em Out,; 11,58 em Nov. e 7,15 em Dez. No ano de 2011 tornaram a fazer e mesma coisa. Paguei: 14,25 em Jan.; 9,50 em Fev; 16,28 em Março, 16,28 em Abril, 13,58 em Maio; 17,74 em Junho, 21,89 em Julho, 19,81 em Set. 17,74 em Out,; 14,61 em Nov. e 16,70 em Dez. Eles adoram alterar o ciclo das leituras, que variam em função dos hábitos de consumo dos clientes. Tem técnico a altamente especializados. Deviamos exigir, como faz a EDP, que a leitura seja realizada no mesmo período para o mesmo consumidor. Há anos que não é alterada a data de comunicação de leitura da luz. O mesmo não acontece com a fatura da água. Estão sempre a alterar o período de comunicação de leituras, com a justificação do fim do prazo coincidir com o fim de semana. Essa é na minha opinião a grande batota. Se forem dados 3 dias de intervalo para a comunicação da leitura do contador, o funcionário pode confirmar a leitura apresentada pelo cliente.