domingo, 1 de novembro de 2015

Albufeira de baixo de agua ! Quem são os culpados?


cheia11.jpg





 

inundaçoes 1 nov6.jpg

 inundaçoes 1 nov4.jpg

Linha de água começou a ser transformada num túnel em cimento

Ambiente embarga obra camarária na ribeira de Albufeira por falta de licenciamento

A Administração da Região Hidrográfica (ARH) do Algarve embargou a obra de encanamento da ribeira de Albufeira, por falta de licença. A obra, adjudicada por 7,25 milhões de euros, faz parte do conjunto dos "grandes projectos" da cidade, incluindo o alargamento da via rodoviária numa das principais entradas da cidade. O município, além de arriscar o pagamento de uma coima, pode ter de "repor a situação" e retirar as manilhas já instaladas.
A presidente da ARH, Valentina Calixto, manifesta o receio de que esta intervenção, num troço de 800 metros da ribeira, "possa vir a agravar a situação de inundações", que sucedem com frequência na Baixa da cidade. O presidente da Câmara de Albufeira, Desidério Silva, contrapõe que se trata de uma "obra decisiva" para o futuro do concelho, enquanto grande centro turístico. "A água da ribeira não tinha qualidade e a linha de água estava transformada numa lixeira". Nesse caso, responde a responsável pela gestão da rede hidrográfica, "o que se deve fazer é tratar a água, não é entubar".

O projecto contempla a criação de espaços verdes e de lazer junto à ribeira e a construção de uma estrada com duas vias de rodagem em cada sentido e separador central. Desidério Silva considera que esta é a "obra que faltava fazer para ligar o centro urbano à Via do Infante, já que a Estradas de Portugal tem previsto dar continuidade à rodovia, permitindo assim uma maior fluidez do tráfego". Na esperança de o embargo ser levantado, Desidério Silva afirmou que vai submeter à apreciação da ARH o projecto "elaborado por especialistas na matéria, a partir de um concurso público em que participaram 16 empresas".

Valentina Calixto acha que o "objectivo da requalificação da ribeira é interessante, mas têm de ser vistas as consequências que pode acarretar". A responsável lembra que a ribeira entubada permite o escoamento com maior rapidez das águas para o centro da cidade em direcção ao mar: "A linha de água deixa de cumprir a sua função ecológica." O embargo de sexta-feira passada, acrescentou, "poderia ser evitado se tivesse sido submetido o projecto para avaliar".

O autarca eleito pelo PSD diz que é a câmara quem "faz a limpeza e trata as linhas de água, e como tal, a principal preocupação dos serviços foi assegurar a elaboração de projecto tecnicamente eficaz, dando continuidade àquilo que tem vindo a ser feito". O pedido de licenciamento, admitiu, "efectivamente não foi feito".

A região hidrográfica foi criada em Outubro do ano passado, mas Valentina Calixto já era, antes, responsável pela área do Ambiente na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve. Este é o primeiro conflito que surge entre a administração central e local no âmbito das competências reforçadas na área do ambiente do novo organismo. 
Excelente noticia  realizada em2009, do repórter  Idálio Revez  publicada no Publico Online 
As fotos foram roubadas ao Blog Albufeira Sempre

Nota do Olhão Livre: Passados 6 anos e quando choveu a sério, as previsões confirmaram-se e Albufeira ficou alagada  de agua e não foi só na Zona Ribeirinha,poisoQuartelda GNR situa-sena zona alta de Albufeira,e nem  a desculpa da maré estar cheia não funciona pois a maré estava em Baixa-mar.às 11.30h.
 inundaçoes 1 nov1.jpg
Quem ao longo dos anos foi encanando as Ribeiras e autorizando a construção em Leito de Cheia?
Só não houve vitimas mortais, na Baixa de Albufeira, porque os bombeiros salvaram várias pessoas de morrerem afogadas, mesmo com falta de meios, conforme se viu nas imagens televisivas.
E agora os culpados por essa obras, não vão ser chamados à responsabilidade?
Ou mais uma vez a culpa vai morrer solteira,e os responsáveis ficam-se  a rir?
As pessoas vitimas dessa tragédia, devem exigir responsabilidades aos responsáveis!
A natureza, tem esse hábito de de vez enquanto reclamar aquilo que em tempos lhe pertenceu, foi o que aconteceu em Albufeira. e vai continuar a acontecer, um pouco por todo o Algarve, enquanto a politica do Sr Henrique Cimento prevalecer.

6 comentários:

Anónimo disse...

A culpa é do Pina!

JOIACRISSA disse...

Em vez de culpabilizar , deveríamos pensar em RESPONSABILIZAR.

Anónimo disse...

Só gostava de saber...
Para que é que serve estar a ver se foi dom Sebastião ou o Papa Francisco ou com isto ou com aquilo. Moooohh deixem de ser velhos do Restelo! Fazem melhor? Candidatem se!

Anónimo disse...

Qualquer dia aconteço o mesmo em Olhão com o fecho dos ribeiros no ria e na patinha.

Jose Torres disse...

Os culpados são todos os presidentes de câmara e secções de Urbanismo que em nome do vil metal, DE NORTE A SUL, ao longo dos anos "venderam" e continuam a vender a terra a especuladores. Vejam-se as fotos antigas dos locais onde acontecem estes desastres, Albufeira/Quarteira. (Incluam a Madeira em FEV2010 e vejam neste link: Madeira. podemos ver como uma ribeira é desviada com um raio de curvatura de perto de 90º) e qualquer ser com um pouco de massa cinzenta sabe, se não sabe vá trabalhar noutra área, que os cursos de água têm, para além do seu natural leito. o leito de inundação. Este permite absorver a maior parte do caudal num caso de chuvas intensas. Mas isto é terra edificável para os vendilhões com o poder decisório e os especuladores imobiliários
Até na China, Índia e outros países mais retrógrados já tinham mandado prender os culpados. Aqui em Portugal, enviaram um “servo de deus”, um pobre de espírito, que com palavras alarves, não passou disso mesmo… um palerma a "faladrar asinices.

JOIACRISSA disse...

Cada um deve assumir a responsabilidade pelos seus actos. Só assim podemos parar com tais situações e com a decadência no mundo. Na realidade a responsabilidade é de quem educa as pessoas a viver com ganancia e especulação, e ai... será que não somos todos responsáveis?