quarta-feira, 26 de abril de 2017

OLHÃO: É PRECISO DEGRADAR E DESTRUIR PARA DAR LUGAR A NOVOS NEGÓCIOS NA ZONA HISTÓRICA

Hoje há mais uma sessão de câmara e um dos pontos em analise, é a aprovação do Plano de Pormenor da Zona Histórica. E como já vai sendo costume, faltam alguns documentos essenciais para que se possa ter  uma noção do que, a quadrilha da geringonça olhanense prepara para o futuro de Olhão.
Desde logo, porque dos poucos documentos apresentados, retirando a torre do Pina, praticamente tudo o mais se mantém mas com nova roupagem linguística. A calçada de escarpão, é na nova redacção, calçada da região, como se a pedra de escarpão também o não fosse. E por isso seria muito interessante ver a estimativa de custos para avaliarm0os se estamos ou não em presença da mesma pedra.
De qualquer das formas, uma autarquia que se queixa da falta de dinheiro para acabar com os esgotos directos para a Ria Formosa, e depois não pretende reutilizar a pedra, desperdiçando mais de um milhão de euros, é no mínimo curioso.
A Zona Histórica, cuja delimitação deixa muito a desejar por deixar de fora uma bairro histórico como o do Mundo Novo, na opinião dos nossos ilustres autarcas, deveria ser completamente arrasada, para dar a lugar a empreendimentos de luxo, até pela proximidade com a frente de mar.
Cientes de que a generalidade dos nossos autarcas não querem saber minimamente da história dos olhanenses, porque outros valores, dinheiro, falam mais alto, não nos espanta a destruição de casas em bom estado de conservação e que remontam ao século dezoito, como se elas não fizessem parte da história de Olhão e do seu Povo.
A ACASO, vendeu uma casa nessas condições, a antiga Agência Funerária Leitão, para no seu lugar surgir um novo edifício, com lojas e mais dois pisos, e que ao que ouvimos, já terá dado entrada o respectivo processo de obras.
Acontece que para além da antiguidade da casa, só por si, razão suficiente para a manter, a mesma encontra-se na faixa automática de protecção da Igreja, que como já sabemos, o Pina é avesso a respeitar, o que levará a uma mais que provável queixa.
Cabe aos nossos autarcas, preservarem a identidade, a história e cultura dos olhanenses, mas estes cavalheiros, a única coisa que sabem preservar é a carteira dos amigos.
QUEM ACODE À ZONA HISTÓRICA?

12 comentários:

Anónimo disse...

Então se não aprovarem os 3 pisos conforme o combinado entre o macaco pai e filho,e gajos de braga, no caso da casa do paulo leitão os novos comissionista da por ACASO vão ter de devolver a comissão ganha?
Será que o Padre também ignora que há uma faixa de protecção de Igreja?
O melhor é perguntar ao seu acólito bruno que ele sabe bem dessas leis a não ser que o herdeiro que manda no PSD em Olhão, não lhe dê ordens para abrir o bico.

Anónimo disse...

ja agora o que será que vai aparecer na Gelvi? será que para os filhos de Olhão só se podia fazer nos edificios o que tinha sido destinado de principio e agora mudaram as regras e vai aparecer um restaurante num lugar que era uma Gelataria um ícone das praças e de Olhão!!

Anónimo disse...

Em Olhão desde que se seja do grupo de amigos do novo DDT consegue-se tudo.

Anónimo disse...

Segundo ouvi dizer será um bar de sexo mas com requinte e arte.

Alexandre de Maia Cabrita disse...

Alexandre De Maia Cabrita
Pelo que leio, Olhão vai de mal a pior, será que tamanha ignorância não tem fim...

Anónimo disse...

Mas que grande cambada de inegrumes ,se faz é pq faz se não faz é pq não faz ,se vocês são melhores pq não vão para o lugar do presidente ,bem me parecia que criticar é mais fácil do que fazer ...

Anónimo disse...

Assim como essa! É já agora digam em quem é que "o povo" deve votar?! PS? Vocês dizem aqui no blog que é mau. PSD? Também já aqui li que são o a personificação do mal, do fascismo, que são amigos do PS ou que são coligação e tal. Votamos no BE? Também já foi aqui escrito que estão na coligação. PCP? "Olhe que não, olhe que não camarada", já disseram quem também não é bom. Nos monarcas? Se calhar, é que já não se vê mais ninguém! Vocês aqui no blog falam muito em revolução, revolta, mudança, usam ideias da direita à esquerda tudo à "la carte", conforme quem querem "picar". Desconfio mesmo se não serão serviçais do próprio poder instalado ou então grupo de desocupados anarquistas. Concluindo, querem mudar algo? Candidatem se, descolem se de ideais e partidos com ideais fixos e obsoleto (estilo: "revolta te camarada", "a luta bla bla bla..."), Não mandem só "barro à parede", só picam e ficam de fora a ver o circo pegar fogo, não apelem ao povo, incluam se no povo,sejam o povo, criem uma lista, um partido, candidatem se porra!!! Ou então continuem com estas baboseiras que ninguém liga. E outra coisa, mesmo que os comentários não vos agradem, postem nos se faz favor, pois ao passarem "o lápis azul" da vossa censura não abona a favor da vossa causa, só mostra que vossas excelências arautos da liberdade, são iguais ou piores que os que atacam, permitam o contraditório. Por outras palavras, publiquem está m****!!! Obrigado.

Anónimo disse...

Que sorte a sua, estranho como o seu comentário escapou ao "lápis azul" dos camaradas! Parabéns.

Anónimo disse...

Vão fazer uma dependência da segurança social para os filhos da ilha, pois para levantar o RSI é mais fácil, é só atracar o ferro de engomar ao caíque e ir levantar o cheque.

a.terra disse...

Ao comentador das 21:36 do dia 28
A democracia e a participação democrática não se resumem às quatro paredes de um qualquer edificio do estado nem aos seus órgãos, pelo que nem nós nem outros estarão obrigados a ir a eleições.
De qualquer das formas, sabe o comentador, que a participação eleitoral tem custos e que quem tem o dinheiro para apoiar as respectivas campanhas, são os amigos, camaradas e demais interesseiros que disponibilizam verbas com o fito de virem a obter contrapartidas. E não se limitam a verbas como utilizam as suas influências para a obtenção desejavel de resultados.
E porque estamos livres, não damos indicação de voto. Cabe aos eleitores de forma consciente votar em quem muito bem entenderem. O nosso trabalho, é denunciar tudo o que entendermos como errado, contribuindo assim para o acordar das consciencias, e para que as pessoas se apercebam daquilo que lhes reserva o futuro com esta bandidagem à frente da autarquia.
E fique ciente de que o blogue é nosso e que só publicamos o que entendermos. Quer atacar-nos, faça um blogue e escreva, tal como nós fizemos. Quando vem falar na censura, deve estar a referir-se à pouca vergonha que vem sendo a falta de publicação das actas da câmara e da assembleia municipal.

Anónimo disse...

moss mê menine porque não dás tu a cara??? ou os cifrões estão em perigo se o DDT perde as eleições?

Anónimo disse...

É natural que o Dichloro Diphenyl Trichloroethane perca as eleições para algo mais credível.As modas têm o seu tempo limitado.