quarta-feira, 30 de abril de 2014

OLHÃO: O CAGÃO EDUARDO CRUZ

Decorre, neste momento, a sessão da Câmara Municipal de Olhão, com o vereador Eduardo Cruz, um fascista travestido de democrata, a zurzir no Olhão Livre e nos seus autores.
Eduardo Cruz traiu o eleitorado que nele votou ao "vender-se" à pandilha socialista que gere os destinos da autarquia, e se sente revoltado, é porque o Povo não lhe perdoa a traição e muito menos o que lhe reserva.
Eduardo Cruz tem todo o direito às suas opções às sua opções politicas tal como nós. Se ele defende o sector dos serviços financeiros e económicos ou a politica de favores ou fretes ( ver caso Ambiolhão), nós entendemos que o capital mais precioso são as pessoas.
Eduardo Cruz não passa de um palhaço politico!
O vereador pirolito, num mandato para o qual fora eleito, concedeu a aprovação de projectos envolvidos em ilegalidades como o da Quina João de Ourem ou a casa de Mendes Segundo na Fuzeta. Durante esse mandato e durante o tempo que lá esteve foram construídos alguns dos blocos de apartamentos na Rua de Nª Sª do Carmo na Fuzeta, mas o vereador pirolito de nada sabia dessas matérias, mas sabe as formas de condenar o seu Povo à fome e miséria.
No actual mandato, Eduardo Cruz, cometeu já uma serie de asneiras politicas e não só. Começou cheio de energia, pensando levar a reboque o resto da oposição até que esta percebeu que apenas servia de muleta às suas estratégias. Deixou cair a à mascara de independente e assumiu-se claramente como o elemento mais à direita da autarquia. Prometeu a extinção das empresas municipais, mas não as extingue, pelo contrario, pretende juntar a Mercados de Olhão com a Fesnima com o objectivo de "ganhar escala" ou melhor dizendo, concentrar a "riqueza" de duas empresas falidas, restando-lhe apenas e só a preocupação com a manutenção dos dois funcionários políticos que gerem as ditas empresas. Ele e o partido que representa recusaram integrar os corpos sociais das empresas municipais mas depois aceita integrar o júri que daria ao cunhado do Pina o lugar de Director Financeiro da Ambiolhão.
Eduardo Cruz prometeu uma auditoria mas a auditoria dele não contempla casos concretos como está previsto na Lei da Tutela Admistrativa das Autarquias Locais. O que pretende Eduardo Cruz? Que a Inspecção Geral de Finanças não faça a auditoria?
Quanto à Verdades Escondidas, Eduardo Cruz não vê qualquer ilegalidade ou irregularidade, como nunca vê nada de errado na Câmara que encobre. Em primeiro lugar, apesar de a Verdades Escondidas, se ter "candidatado ao PROMAR, conforme documento que já publicitámos, a verdade é que nessa altura nada tinha sido, nem podia sê-lo, aprovado como se pode ver na respectiva listagem. Mas se a Verdades Escondidas obteve algum financiamento de programas nacionais ou comunitários, estava obrigada a afixar no local da obra, um cartaz com a indicação da origem do financiamento e a comparticipação da associação, o que não acontece. Mais, o projecto de arquitectura foi assinado pela arquitecta Inês Mercês que integra os quadros da Câmara Municipal e não podia de forma alguma assinar o documento, situação passível de procedimento criminal. E mais, e mais havia para dizer em relação a esta matéria, mas o vereador pirolito nada viu ou vê. Não há pior cego que aquele que não quer ver!
Bem pode, o Eduardo Cruz, zurzir à vontade contra o Olhão Livre que não será por isso que nos calaremos, e se tiver algumas duvidas recorra às instituições como nós o fazemos. 
Venha sempre, ó vereador meia leca!

22 comentários:

Anónimo disse...

A falta de respeito, a linguagem/texto mediocre, levam a que os vossos comentários, criticas, "denuncias", percam toda a razão e credibilidade. Lamentavelmente tudo isto trata-se de terrorismo politico anónimo.

Anónimo disse...

Tão amigos que o Olhão Livre e o Eduardo cruz eram até há pouco tempo e agora... não passa de um "cagão"!

Anónimo disse...

De uma vez por todas, não dá para entender???
Quem entrar na "lancha da MAFIA" tem de se submeter às regras do seu mestre.

Anónimo disse...

Você chama fascista a todos que não são da sua cor. Você nem sabe o que é um fascista. Você é um papagaio, marialva, provinciano, e com a mania que é o Washington Post de Olhão , com informadores tipo Marques Mendes na CMO. Enxergue-se se faz favor.

a.terra disse...

Meus caros comentadores, o Olhão Livre está livre de todo o tipo de clientelismos. O Olhão Livre não faz parte do Poder mas está contra a forma como o Poder é exercido. Se perdemos a razão, apesar da lentidão e da falta de eficacia da Justiça, acreditamos que um dia aqueles que acusamos venham a sentar o cu no banco dos reus. E porque aparece, misturado neste lote de comentadores um atrasado mental, anarca, monarca, laranja e apartidario tudo ao mesmo tempo, devemos dizer que se alguem andou, anda e andará de braço dado com o Eduardo Cruz é ele e o seu grupo de amigos. Quanto aos informadores camararios, não serão do tipo Marques Mendes mas mais de alguns funcionarios que já não podem ver quem exerce o Poder baseado nos favores, amiguismos ou pelo cartão do Partido. Se não gostam do conteudo, não se percebe porque vêm cá? Ou será porque sabem que as denuncias estão fundamentadas e isso cria alguma azia nos visados e acompanhantes? Passem bem mas voltem sempre!

Joao disse...

É tanta mosca à volta do cagalhão do cagão, ninguém critica a veracidade da noticia, só o insulto e o texto? Tenham vergonha, vocês é que perdem a credibilidade e razão como portugueses quando deixam estes lambões tirarem dinheiro aos vossos vizinhos, fazem mais vocês por esta cidade? Nem a cara dão aos comentários, passear meus anmigos e dar de comer as gaivotas é o que fazem melhor.

Anónimo disse...

Se está com tanta azia do Senhor em questão vá á sessão de Camara e diga-lhe isso na cara!!!!Por acaso alguns amigos seus também não se venderam nas autárquicas....

Anónimo disse...

PORCO-VELHO FASCISTA CACETEIRO
ESSA LINGUAGEM DE JAVARDEIRO É PRÓPRIA DE QUEM NÃO TEM ARGUMENTOS E RECORRE AO BARULHO PARA ENSURDECEDER A RAZÃO

Anónimo disse...

Cagão és tu, sai pela boca a evidência.
Não vou entrar em esclarecimentos para não ficar ao teu nível

a.terra disse...

Aos ultimos comentadores devo acrescentar que quem está com azia é o Eduardo Cruz que levou a sessão de Cãmara uma proposta de moção subscrita pela maioria PS/PSD em defesa da honra. Não sabia que havia "desonrado" os senhores, mas fico muito satisfeito com isso. Quanto á origem da azia teve que ver com a publicação dos documentos da palhaçada do concurso para director financeira da Ambiolhão.
Mas parece que este folhetim vai durar com novas divulgações. Aguardem pelas proximos capitulos

Anónimo disse...

Eu acho uma graça o Sr Vereador OCUPAR o tempo de uma sessão com "queixinhas" deste tipo!!!
Sr Vereador,se não não quer ser picado,não meta a mão no vespeiro.
Aliás essa é coisa que devia ter feito desde inicio.
Tão cheio de moral e anda metido nas cenas escabrosas para enfiar o cunhado do seu presidente numa empresa paga por todos os olhanenses?!?
Veja lá como se preocupou que a remuneração do cunhadinho seria pouca (quase 2000€)e que assim ele iria desistir,e então lá aumentaram a dose para quase 3000€,mas nem se preocupou que um pobre rapaz fosse posto na rua de uma habitação social,que ficasse sem comida,desempregado...completamente abandonado à sua sorte.Era esta A VOZ de preocupação com a questão social que tanto apregoava há uns meses atrás,ANTES das eleições?
E ainda vai fazer queixinhas para uma sessão que tem mais que fazer do que estar a ouvir os seus devaneios,cujos mesmos seria o Sr vereador pirolito que deveria tratar,ou estaria à espera que o SEU PRESIDENTE saísse em sua defesa e enviasse quiçá a PJ prender os difamadores?
Era engraçado...para não dizer cômico...era uma espécie de um filme "E TUDO A PJ LEVOU"
Restava saber era quem é que a PJ levava....
Tenha juízo que já tem idade para tal e tente ocupar o tempo das sessões a tratar dos assuntos do concelho e não dos SEUS.
Se estava a tentar angariar público para ouvir a sua ladainha,também lhe posso dizer que não se safou,pois quem lá esteve,felizmente tem mais de 2 neuronios e veio de lá com uma ideia sua de lambe botas armado em calimero.
Até a Gracindinha o tentou defender....ohhhh céus,será que beberam água da ria...é que realmente não se tira de um para pôr no outro...Realmente a vossa diferença é só mesmo essa...a letra D,é ela que vos separa,porque o resto,é tudo igual.(PS D)
Cada vez mais me alegro em morar fora dessa cidade que me viu nascer,mas que vocês estão a tratar de acabar com o pouco de belo que ainda resta dela.
Pobres olhanenses o que vos havia de continuar a sair na rifa,mesmo com eleições,o povo realmente não acorda...e pobre Cidade de Olhão,precisava mesmo de outra RESTAURAÇÃO!

Jorge André Guerreiro disse...

"Meus caros comentadores, o Olhão Livre está livre de todo o tipo de clientelismos. O Olhão Livre não faz parte do Poder mas está contra a forma como o Poder é exercido."

Palavras de pouca consequência quando tendem a nem sequer publicar os comentários que discordam da vossa opinião aqui expressa. Mesmo quando assinados e escritos num tom inócuo e até construtivo, muito ao contrário do usado neste texto. Se são esses os vossos princípios, lamento, mas temo que não possa mais subscrever as vossas posições. Esperava mais daqueles que se apresentam como defensores dos cidadãos e do interesse dos olhaneses.

Anónimo disse...

É uma tristeza que o vereadores se entretenham a apresentar moções sobre o que dizem os blogs. Passos Coelho náo teria tempo para fazer outra coisa a não ser apresentar moções. O grande problema destes autarcas medíocres é que não tendo feito nada de concreto em prol de Olhão, se sintam atingidos por aquilo que fizeram de mal. O concurso da AmbiOlhão foi uma rasteira em que Eduardo Cruz vaíu e não soube sair dela. As "Verdades Escondidas" é outra ratoeira em que caíu porque o seu "companheiro" de partido é o construtor do edifício. Apresentou uma declaração de voto em relação ao primeiro orçamento que é uma infantilidade. Domingo o Olhanense joga com o Porto e, infelizmente, é bem provável que perc, acabando por descer de divisão e ficando numa situação financeira deveras preocupante. Eduardo Cruz não tem culpas nesta história do Olhanense? Não era o presidente do Conselho Fiscal? Não sabia o estado das contas? Não era membro da Comissão de Obras do "José Arcanjo", cujos custos derraparam? É curioso ver a sintonia entre P"S" e PSD no ataque a este blog, que, felizmente, vai denunciando as argoladas da câmara e a que Eduardo Cruz tem dado cobertura. Os olhanenses já perceberam que Eduardo Cruz está para António Pina tal como Alberto Almeida estava para Francisco Leal: farinha do mesmo saco

a.terra disse...

Ao Jorge Andrè Guerreiro para lhe dar os parabens pela defesa que faz do seu "colega" Eduardo. Julgava-o mais isento, mas vejo que a cegueira partidaria tolda-lhe o raciocinio, ou então precipitou-se e não leu os comentarios anteriores. É capaz de dizer que comentarios é que não foram publicados? É que essa conversa é velha e não corresponde minimamente a realidade. Passe bem mas da proxima que vier nesse tom pode ter a certeza de que lhe responderei á letra e nos termos a que habituámos os nossos leitores. Passe bem.

Anónimo disse...

É curioso ver como alguns elementos do PSD reagem quando o seu chefe de fila é posto em causa. Ora o snr Jorge André Guerreiro falou sem se dar ao cuidado de saber se os comentários eram ou não publicados. A moderação de comentários não obriga a que os comentários sejam publicados no imediato mas sim quando quem faz a gestão do blog tem tempo para aqui vir. Ants do comentários do "companheiro" Jorge André Guerreiro foi publicado como antes tinham sido publicados outros comentários nada abonatórios para o autor do post. Pelos vistos o PSD sente-se incomodado com os textos publicados neste blog. Porque será? Porque não cuidam de procurar ver as coisas com alguma razoabilidade? É verdade ou mentira que o Eduardo Cruz fez parte do juri que admitiu o cunhado do Pina? É verdade ou jmentira que o Eduardo obstaculizou no sentido de as "Verdades Escondidas" não serem incluídas no pedido de sindicância porque o outro vereador do PSD é quem está a proceder à construção? Passado é passado, diz Eduardo Cruz mas o que é facto é que estamos na situação em que estamos, País e concelho de Olhão, precisamente pelo passado não muito recente. Não querer mexer no passado é não querer perceber o presente e no passado o Eduardo Cruz tem às costas a aprovação da Quinta João de Ourém e a casa de Mendes Segundo, tem o conselho fiscal do Olhanense e a Comissão de Obras do Estádio José Arcanjo, com uma enorme derrapagem nas contas. É passado e como tal não há que apurar responsabilidades, no entender do Eduardo Cruz.A quadrilha do PSD metida no BPN também é passado e pela lógica do Eduardo Cruz é para esquecer, bem como a prática de conivência do PSD de Alberto Almeida e agora a dele próprio. Por fim, apenas para dizer que uma coisa é o verbalismo usado e outra coisa o conteúdo e em termos de conteúdo tem sempre algum fundamento. Os "excessos" de linguagem que muitos criticam não passa de um estilo que permita chamar a atenção das pessoas. Cagão? Não passa de uma expressão idiomática que mais não é que "vaidoso". Fascista? Há várias formas de o demonstrar: pelas palavras e pelos actos e que tem sempre a ver com o autoritarismo, a exploração desenfreada do Povo e o PSD de Passos Coelho tem demonstrado perfeitamente o seu carácter autoritário, prepotente, com vista à exploração desenfreada dos trabalhadores e reformados deste País. Passe bem snr Jorge André Guerreiro

Anónimo disse...

Desde o 25 de Abril de 1974 que a CMO é controlada e governada pela esquerda. Pelos vistos toda a esquerda que por lá passou só fez merda... Por acaso alguém conhece alguma esquerda que no presente contexto politico em que Portugal está inserido possa fazer melhor? Ou será que a direita a governar sozinha não faria melhor? Estou farto de azias mal criadas e de quadraturas do circulo na politica, e da esquerda a falar na proteção dos negócios dos pequenos e médios empresários locais... MENTIRAS + MENTIRAS . Vamos é falar daquilo com que se compra os melões e que melhora realmente a vida das populações. Deixem-se de lirismos revolucionários, e discutir seriamente sem revanchismos e ressabiamentos o futuro de Olhão.

Anónimo disse...

O Eduardo Cruz segundo consta, alguem que confirme porque eu nao sei, ate ja conseguiu meter a sobrinha numa escola a dar aulas, sobrinha da sua esposa. Andam cheios de azia por alguem dizer as verdades. Sera que voces estao chateados com a linguagem ou com a possibilidade de nao arranjarem tachos quando esta mafia acabar?

Bem haja aos olhanenses e aos mamoes!!

a.terra disse...

Ao comentador das 19:33
Só num aspecto tem razão que é ao dizer que os socialistas têm gerido a autarquia desde o 25 de Abril. No entanto omite a participação da sua direita e particularmente a prestação e o apoio do seu PSD através de Alberto Almeida, às politicas do PS.
Daí a dizer-se que a autarquia tenha sido governada pela esquerda vai uma grande distancia e revela uma perfeita ignorancia em relação aos valores da esquerda. Quando muito poderia questionar se o PS é de facto um partido de esquerda?
Depois pergunta se a direita a governar sozinha não faria melhor? Mas então o actual governo não é um governo de direita? E não governa sozinho?
Afinal o comentador é mesmo um MENTIROSO+MENTIROSO.
Diz estar farto de ouvir falar na defesa dos pequenos negocios como se alguma vez esses tivessem sido protegidos, quando o que temos de mais são grandes superficies que condenam o comercio tradicional e destroiem o tecido produtivo.
No fundo o seu problema resume-se a dinheiro, + dinheiro, sem pensar nas pessoas, o capital mais precioso.
Obviamente que tem o direito às suas opções politicas, mas se está farto de ouvir o outro lado, nós estamos fartos de ouvir e de levar com as politicas de direita.

Anónimo disse...

É tão fácil criticar tudo e todos quando se sabe muito bem que nunca vão ser poder. O povo não é estupido e por essa razão vos irá manter nas franjas da sociedade. Esse alibi da minha esquerda ser melhor já deu o que tinha a dar. O outro alibi é das grandes superfícies, blá, blá... Já todos sabemos disso, porque o difícil é dar a cara e tentar resolver os problemas com a situação em que todos nós vivemos e que nunca serão alteráveis. O " pagamento " do que você faz, já o povo lhe dá nas urnas, ou seja um dia você e toda a esquerda incluindo o PCP desaparece. PREC acabou . As pessoas querem os problemas resolvidos, mas também perceberam que as soluções atuais podem não ser as melhores, mas são infinitamente melhores do que as suas, que são a desresponsabilização pelos alibis que está sempre a invocar, e quimeras nunca alcançáveis. P.S. - Este governo apesar de não ser perfeito, é um milhão de vezes melhor do que qualquer outra solução que você apresente, e do PS de Pina. A chularia da esquerda continua a receber os ordenados na função publica e as pensões ao fim do mês e ainda se queixam deste governo??? São pagas em Euros, e não em nenhuma outra moeda de recurso como o PCP sonhava, e sem nenhum valor fora de Portugal, como o Rublo no tempo da ex-URSS... Cuspir no prato de sopa que comem é a grande especialidade da esquerda..

Anónimo disse...

A direita, em Portugal, sempre mostrou que não serve os interesses da maioria. Serve, isso sim, os interesses de uma escassa minoria que a coberto do Poder se vai enchendo. Pensar que o P"S" é um partido de esquerda é o mesmo que pensar que o actual PSD defende a social-democracia. Este PSD não tem nada a ver com o PSD de Sá Carneiro, Magalhães Mota, Balsemão e Mota Pinto. Este PSD não passa de um partido onde estão pendurados toda a corja de oportunistas, trapaceiros, carreirista e arrivistas. Não significa isso que não haja gente séria e honesta no PSD. O maio9r roubo da história foi preconizado por gente ligada ao PSD e, claro, também algumas figuras do P"S". José Oliveira e Costa, Dias Loureiro, Arlindo Carvalho, Duarte Lima são bem o exemplo daquilo que os portugueses não querem. Num País normal, num País a sério este presidente da república era obrigado a demitir-se pela forma como "resolveu" o seu problema no BPN. À direita não agrada que se coloquem estas questões e nessa direita o P"S" está incluído, porque o dizer-se "socialista" não chega para o ser. A prática do P"S", ao longo dos anos, foi a de um partido de direita. Sócrates não hesitou em "roubar" salários e pensões, não hesitou em aumentar impostos. A pandilha que tem passado pelos sucessivos governos sempre se serviu em proveito próprio. Quando saem das funções governativas sempre tem um tacho à sua espera. É só ver quem está em empresas como a EDP, Brisa, Estradas de Portugal, Caixa Geral de Depósitos. Não é à toa que a banca fornece uma série de quadros superiores aos sucessivos governos, sejam eles do P"S" ou do PSD. Tudo farinha do mesmo saco...

Anónimo disse...

E os governos comunistas nos países onde tal desgraça aconteceu não eram de uma minoria? A chamada nomenklatura? Quantos membros tinha o PCUS? Onde ficamos? Na esquerda ou na direita? Nos gulags? Se os governos comunistas fossem assim tão bons, ainda lá estavam...

Anónimo disse...

A questão é só uma!
Como acabar ou neutralizar toda a bandidagem que por via de um sistema dito democrático, tem sugado o sangue de milhões de famílias, destruido pouco a pouco um país?
A culpa é da bandidagem,sim!Mas que pensar da atitude passiva,ovelhum,das vítimas?
Com blá,blá?? Só?? Música clássica para adormecer.
Esperar por um Sebastião civil ou militar? Um milagre de Fátima?
No minímo, que se não dê legitimidade pelo voto a um regime subvertido por bandidos.