terça-feira, 7 de janeiro de 2014

OLHÃO: O ECOCENTRO DA TRETA

Depois de denunciada a situação da lixeira ilegal que a Câmara Municipal de Olhão mantinha em funcionamento, os eleitos em 2009 desdobraram-se a mandar postas de pescada sobre a construção de um ecocentro, o que na altura serviu para suavizar as sanções a aplicar à Câmara como entidade prevaricadora.
E de tal forma foi que o actual vice-presidente, na altura vereador dava uma entrevista ao Sul informação como se pode ver em http://www.sulinformacao.pt/2011/12/camara-de-olhao-esta-a-construir-ecocentro-na-nova-zona-industrial-para-inaugurar-em-junho/, sendo que de entre outras coisas destacamos o investimento de 250 mil euros e o prazo. Estávamos então em 2011 e o ecocentro prometido deveria ser inaugurado no dia da cidade em 2012.
Acontece que já estamos em 2014 e o ecocentro mete mais agua que um navio a afundar, mas que ainda vai servindo para as desculpas das conhecidas derrapagens orçamentais e inscrição de verbas que nunca são utilizadas naquilo a que se destinam.
A verdade é que a Câmara Municipal de Olhão celebrou contratos, por ajuste directo, a 4/8/2011 no valor de 28.000 euros, a 30/8/2011 no valor de 52.419 euros e em 11/2/2011 um outro contrato no valor de 237.984,93 euros, num total de 318.403,93 euros, ultrapassando assim o valor apresentado pelo vereador.
A imagem foi retirada do Sul informação daquela data e aquilo que vemos é o mesmo que se pode ver hoje, ou seja a obra não avançou, mas os trezentos mil euros já se foram e muitos mais serão precisos para que o ecocentro venha a funcionar.
Se o ecocentro tivesse sido concluído tal como previsto e a fazer fé nas declarações do vereador, hoje estaria quase pago e prestes a dar alguma vantagem ao município, mas a preocupação da Câmara Municipal nunca foi a de acabar aquela obra, porque entretanto arranjou maneira de algumas empresas "amigalhaças" continuarem a ganhar dinheiro, à conta dos otarios.
Com a bandeira do ambiente e muita mentira à mistura, a gestão autárquica some segue na senda dos gastos, propondo-se em sede de Orçamento sacar mais alguns trocados para manter o sistema, isto é, dizer que é agora que vai concluir o velhinho ecocentro.
Mas e então e o dinheiro destes contratos foram pagos ou ficaram a dever? É que se pagaram sem que a obra estivesse concluída, então devem exigir o seu termo. Ou a empresa foi á falência e os otarios vão ser chamados a pagar outra vez?
REVOLTEM-SE, PORRA!

3 comentários:

pedrocasdocas disse...

DE FACTO VERIFICA SE QUE OLHÃO É O ECOCENTRO DA TRETA , VISTO QUE DEIXA ESGOTOS A CÉU ABERTO NA URB QUINTA DO SOLAR EM FRENTE AO LOTE 2 . DEIXOU UMA GRUA VELHA E ABANDONADA NUM TERRENO NA URB HORTA DE ESPANHA, MANDA ARRANCAR ÁRVORES SEM RAZÃO ALGUMA PORQUE A IDEIA É DESTRUIR E NÃO CONSTRUIR .!!COLOCA CONTENTORES DO LIXO EM FRENTE A ESTABLECIMENTOS COMERCIAIS, PERMITE ESPLANADAS EM QUALQUER LUGAR D EESTACIONAMENTO OU RUA DA CIDADE.ISTO É UMA AMÉRICA!!!

Anónimo disse...

Leal vs Pina vs Ps,Psd e Cds é tudo o mesmo, mudam-se as moscas mas a merda continua, cambada de estelionatarios.
Esta Camara tal como este País, precisam ser geridos por gente decente competente (da esquerda) em vez de sansuessugas estelionatários ex toxico-dependentes e bandidos que so vao pro poleiro pra nos roubar a seu bel prazer.

Salpicos Romã disse...

Esta Câmara e este País precisam é de cidadãos activos e sem medo. Porque a natureza humana infelizmente e muitas vezes é a de aproveitamento, mas isto só acontece porque nós deixamos. Se há tantas pessoas a concordarem com o foco do problema porque é que não se resolve. Olhem que somos muitos, alguma solução deverá de haver. Nem que seja a nossa participação activa.