sexta-feira, 21 de março de 2014

Regenera Olhão ou atentado na Barreta?



 A C.M.Olhão está neste momento falida em 60 milhões de € e continua a gastar o dinheiro que não tem em obras que descaracterizam a Barreta.

O que é de espantar, é que uma autarquia falida tenha a ousadia de avançar com obras nos Largos ditos históricos, ao abrigo do Programa Regenera, no valor de mais de 600000€ e ainda mais cerca de 200000€ para as estátuas, ou seja, tudo somado são cerca de 800000€. Isto por baixo, porque, entretanto, como normalmente acontece em Olhão, depois de sujeitas a alterações irão certamente encarecer.

Seguindo a linha de pensamento do presidente da CMOlhão,  Antonio Pina (junior), … realmente ele não está a governar a autarquia como deve ser governada uma casa. Em casa não esbanjamos dinheiro, na autarquia ele está a esbanjar o dinheiro público que todos pagamos, em obras desnecessárias. (E vem aí mais uma prestação do IMI).
Mas a obra deu para o torto, o arquitecto que desenhou a obra provavelmente nunca colocou os pés na Barreta e, se o fez, não se preocupou com o enquadramento histórico e social desta zona de Olhão. Não deve saber que a zona mais antiga de Olhão, não tem simetrias e os seus largos não têm esquadrias, porque os pescadores e contrabandistas que aí construiram eram avessos aos esquadros.
Digo isto porque a laje de pedra escolhida, não se sabe por quem, para substituir a actual e recente calçada, não deu o acabamento previsto e vai daí, depois de semanas a inventar lembraram-se do seguinte: “Esses gajos em Olhão, são uma cambada de nabos, não percebem nada de obras e o mais fácil para resolver o berbicacho do acabamento é meter pedras de calçada.”






Já é mau a CMO fazer as obras esbanjando o dinheiro que não tem e insultando todos os que trabalham e pagam os seus importos à autarquia, é muito mau que no plano de arquitectura (que ninguém conhece) esteja prevista a colocação de lajes de pedra nos Largos da Barreta descaracterizando a zona e “a cereja em cima do bolo” é aldrabar ainda mais a obra fazendo o acabamento da pavimentação dos Largos com pedra de calçada, uma vez que as lajes só dão esquadria.
O Pina diz que quer renovar a zona ribeirinha para atrair turístas e mostrar as zonas históricas e características de Olhão. Ou é burro, ou não sabe o que faz, ou há grandes negócios pelo meio. Para fazer este lindo trabalho era melhor jogar tudo abaixo e fazer outro hotel, (como é sua ambição) pelo menos não mostrava a sua ignorância, nem tentava fazer dos olhanenses parvos.
A revolta nos moradores da zona é mais que muita e dizem, à boca cheia para quem os quiser ouvir, que os novos mandantes da CMOlhão, têm de fazer obra para ganhar comissões. Só assim se compreende que, em vez de arranjarem os burracos das ruas de Olhão, destruam os espaços que estão em perfeitas condições, em vez de fazerem arranjos nas escolas, comprem lajes de pedra, em vez de arranjarem e resolverem os problemas da ria, comprem estátuas.

A revolta já corre nas redes sociais, um dos posts é do Fernando Cabrita na sua página do Facebook, que vale a pena ler: https://www.facebook.com/fernando.cabrita.92
“Já atentaram na beleza da Calçada da Barreta de Olhão, que coloquei no post anterior? Já atentaram?
Então atentem agora no VERDADEIRO ATENTADO QUE ALI DECORRE NESTE PRECISO MOMENTO!
Alguém com poder para tanto, ordenou que fossem colocados, no lugar da calçada, e com este efeito arquitectónico que só pode relevar da mais profunda ignorância e de um gosto que reclama despedimento imediato, uma placas e lousas de ar asséptico que tanto podem estar aqui como na Rinchoa, em Rio Mouro ou qualquer dormitório de qualquer cidade grande.
É o sopeirismo elevado a gosto. E o mau gosto elevado à categoria de intervenção pública . E à categoria de destruição do património que é nosso.
É, em suma, a estupidez reinante.
A Barreta é o mais velho Bairro de Olhão, com séculos. Ali nasceu Olhão. Uns senhoritos que não sabemos quem são, destroem e depredam a seu bel-prazer.
Vamos consentir? Não seremos capazes de escrever uma carta aos poderes que isto determinam, insultando-os? Ora Porra!"

Perante esses factos, o Olhão Livre apela a todas as pessoas que estão contra esta vergonha, para estarem presentes na próxima sessão pública da CMOlhão, na 4ª feira, dia 26 de Março, às 9h 30m da manhã e questionarem os mandantes  da CMOlhão, sobre a falta de vergonha na cara e as obras porcas, que estão a fazer gastando o nosso dinheiro.

14 comentários:

Anónimo disse...

ESTE APRENDIZ DE PRESIDENTE DEVIA ERA IR PARA O OLHO DA RUA.!! OS OLHANENSES FORAM PARVOS E VOTARAM NUM SENHOR QUE ADORA GASTAR O DINHEIRO QUE NÃO TÊM E O DOS CONTRIBUINTES.
SÓ SE VERIFICA A MÁ GESTÃO DA AUTARQUIA POR ESTAR EM FALÊNCIA.EU COM 2 EUROS COMPRAVA UM ESQUADRO E OFERECIA AO ARQUITECTO. ESTE PRESIDENTE ACHA QUE VIVEMOS NO TEMPO DAS VACAS GORDAS E QUER OUTRO HOTEL EM OLHÃO , SE FOR ELE A PAGA-LO DO SEU BOLSO PODEM CONSTRUIR , VISTO QUE O BOLSO DELE ESTÁ MAIS CHEIO QUE O DA AUTARQUIA.

L.Pedra. disse...

Realmente isso é gozar com os filhos de Olhão.
Com tanto sitio onde gastar dinheiro e gastam uma fortuna em arranjar a zona só porque os para os amigos do regime querem fazer negociatas na zona?
Os amigos do regime que invistam honestamente sem precisarem de gastar o dinheiro do povo que tanta falta faz para,entre tantas coisas por exemplo acabar com o mau cartaz que são os esgotos a descarregare a envenar, a ria formosa.

Pipoca doce. disse...

De lamentar esse pouca vergonha,que estão a fazer á minha querida Barreta,alertado pelo vosso post,passei hoje pelo Largo João da Carma do Carolas e do Gaibéu e realmente senti-me triste estão a dar cabo de uma zona que estava armoniosa em termos de paviemento,porque não gastou a CMOlhão esse dinheiro em recuyperar as fachadas que estão cheias de ajuzejos de w.c.? porque razão não aproveitou esse programa para retirar as portas e janellas de aluminio e voltar a colocar portas e janelas de madeira?Isso sim eram obras que atraiam turistas,e ajudavam as pessoas.

Nobeja disse...

Deixem-se de merdas levantem o cu e vão à sessão publica da CMOlhão envergonhar esses mandantes.perguntem ao meu prime chalana, porque razão não há fiscais da cmo, a fiscalizar a obra?

Anónimo disse...

Já não bastava pos azulejos de casa de banho nas frentes das casas as portas e janelas de alumino as casas pintadas cada uma da sua cor à medida do freguês,agora temo de apanhar com esse nojo de pedra em vez de calçada e ainda por cima toda mal engenhocada?
tenham dó.

Curioso disse...

Como diz o outro revoltem-se PORRA!Ou eles continuam a fazer a mesma merda de sempre.

J.T. disse...

Sabem lá do que falam a minha tia quando veio a Olhão andou a passear na Barreta ficou sem sapatos pois os saltos ficavampresos na calçada,ficou horrozada e o futuro presidente e o pai prometeram que se o Antonio Miguel ganhasse as eleições faziam a vontade à minha tia.
Promessas são promessas e Antonio Miguel cumpre,a obra está a ficar um must.

Anónimo disse...

Porque razão não colocou em discusão publica o projecto da dita regeneração urbana?
Ou os cidadãos só servem para pagar impostos, e votar nesses mentes que tem uma visão destruidora da cidade e dos costumes das gentes de Olhão.

Anónimo disse...

Quando se governa a casa faz-se contas ao dinheirinho que custou muito a ganhar. Quando os presidentes governam as câmaras não precisam de fazer contas porque o dinheirinho não é deles. O sr. Pina pode gastar à vontade e dar aos amigos. Triste que haja quem ainda vote em gente assim!!!

Anónimo disse...

Nao conheco muito bem este bairro mas pergunto se tera rede de combate a incendios? Nao vejo hidrantes. Como se organizara um combate a incendio nesta estrutura urbana com os bancos de betao plantados nas ruas? Como se organizam os caminhos de evacoacao em caso de qualquer ocorrencia anomala? Ja se esqueceram da obra do Sr. Abecassis na rua do Carmo e as consequencias que teve no incendio do Chiado? Agradeco que me esclarecam se as obras em curso contemplam estes "detalhes".

Anónimo disse...

hehahehahehahe não nem pensa e mora muita gente 60anos 8oanos

Salpicos Romã disse...

Moss má o qué iste?

Mas que mistura tão grande! Não houve dinheiro para acabar a obra ou não quiseram retirar toda a calçada que é característica e que os turistas gostam e fotografam?
Será que os turistas quando visitarem a Barreta vão achar que isto é inovação ou aldrabice? Vamos esperar para ver. No próximo inverno já se devem ver alguns lagos na Barreta para o turista visitar e molhar os pézinhos.

ArtMar disse...

Tão actual, se calhar tão Olhanense a velha istória do:
O velho, o rapaz e o burro!!!

Anónimo disse...

Viva, devo dizer que sou o autor deste projecto junto com uma equipa de arquitectos. Para esclarecer o comentário de que a utilização de pedra da calçada nos remates com os edifícios estava previsto no projecto e não se trata de uma tentativa de remediar nada. Compreendo que não goste da intervenção, pois não é possível agradar a todos, nem todas as pessoas podem alguma vez ver e compreender o que outras propõem ou fazem. Já somos todos crescidos para compreender isso. A forma como classifica os "responsáveis" desta obra, só é possível devido ao facto de não os conhecer nem os ter à sua frente. A utilização de linguagem populista e incendiária numa postura de estar contra tudo, garante naturalmente a atracção fácil de leitores afins e este estado cómodo de estar na vida, no entanto, perde-se em riqueza e crescimento. A ideia proposta e levada a cabo para estes largos foi encarada com a maior seriedade e com as pessoas em mente, não deixando nunca de tentar oferecer um espaço de estadia e qualidade para quem utiliza estes largos. Saudações.