segunda-feira, 30 de maio de 2016

OLHÃO: HIPOCRISIA OU DESVIAR AS ATENÇÕES DO PROXIMO GOLPE?

Com data de 29 de Fevereiro, a Câmara Municipal de Olhão fez publicar no seu site, em http://www.cm-olhao.pt/destaques/em-destaque-o-que-e-que-olhao-tem/1763-o-que-e-que-a-barreta-tem, um texto que, se por um lado parece ser o arrastar de asa aos citados por outro parece pretender desviar as atenções dos objectivos consignados no Plano de Pormenor da Zona Histórica e particularmente no Bairro da Barreta.
Se fosse intenção da Câmara preservar tudo o que ali se diz, certamente não teria encomendado o tal Plano que embora não ordene, habilita à completa descaracterização da Zona Histórica.
A substituição de toda a calçada à portuguesa por calçada de escarapão, a subida e nivelamento das cérceas, farão com que a modernidade permitida, farão daquela, uma zona onde a arquitectura única desaparece para dar lugar a edifícios sem qualquer relação com o passado e história da cidade.
Com as modernices permitidas, esta imagem pode deixar de existir, já que o nivelamento das cérceas, acaba com este altos e baixos tão característicos, as açoteias e mirantes. Tudo ficará direito e assim se perderá uma das imagens que tem sido o cartaz turístico de Olhão.
Uma das questões levantadas pela Direcção Geral do Território prende-se com a cartografia da zona histórica, desconhecendo-se por enquanto o conteúdo do respectivo parecer, mas ainda assim arriscamos a dizer que parte significativa do que deveria ser incluído naquela zona. E isto porque não consta o Bairro do Mundo Novo e as transversais da Rua 18 de Junho.
É da ponte sobre o caminho de ferro, na Rua 18 de Junho que se consegue obter as melhores imagens das açoteias com os pés assentes no solo, sem necessidade de ter de subir a qualquer prédio. Como se pode ver na imagem, ao ficar de fora do perímetro da Zona Histórica,esta imagem está condenada ao desaparecimento, embora a Câmara faça uso dela para fins propagandisticos.
No Plano mantém-se contudo a construção da torre com 21 metros de altura sem que se saiba para que vai servir,uma vez que estas imagens são para destruir.
Os olhanenses devem reflectir e definir se querem preservar a  identidade da sua cidade ou permitir que qualquer hipócrita em presidente de câmara, destrua aquilo que os nossos avós nos legaram.
Não venha a Câmara com exercícios de mascarar as suas intenções, publicando textos quando está objectivamente contra o seu conteúdo, A prática da Câmara é a de procurar desviar as atenções da discussão publica que em breve terá lugar, e onde todos os olhanenses devem participar.

3 comentários:

Anónimo disse...

A Torre com 21 metros de altura que o presidente da CMOLhão que construir na Barreta, tem toda a Justificação, para os senhores do poder,pois é um símbolo fálico, pois sabemos há menines em Olhão que metem agua pla popa,e que fazem festas comboizinhes em Fare,assim saem do largo Sabastião Joaquim Mestre e podem pensar que belo monumento mandei fazer, à conta dos otários, que me arregalo e tremo só de OLhare pensar o estrago que aquilo provocaria..
Digam lá que os amigos não são para as ocasiões.

Marcio Carrilho disse...

Torre com 21 metros? Serve para quê? Será que o Sr presidente quer ir apanhar gaivotas? Santa paciência, não existe outras obras mais importantes no concelho de Olhão para fazer?

Marcio Carrilho disse...

Só vejo criticar a que tal nos juntarmos e fazer uma lista para a Câmara de Olhão? Ou a malta só critica no sofá da sala?
Juntem-se porra!!!