sexta-feira, 1 de agosto de 2014

OLHÃO: POVO RANHOSO?

"Odeiooooooo!!... Já não basta termos que esperar em filas desesperamente grandes, eis que o civismo não abunda. Cheiro nauseabundo, crianças ranhosas e obsoletas, enfim... cada vez mais partilho a linhagem nas famílias tradicionais. "
A expressão acima, foi utilizada por Jorge Miguel Tavares na sua cronologia do Facebook e acompanhava uma imagem do Registo Civil de Olhão, entretanto retirados porque alguém lhe terá chamado a atenção para o desastroso conteúdo..
Comecemos então por dizer quem é o Jorge Tavares; durante o mandato anterior, admitido pela porta do cavalo na Ambiolhão como técnico superior, mas que na verdade exerce as funções de assessor de imagem de António Pina, presidente da Câmara Municipal de Olhão. Curiosamente, embora a Lei determine a completa separação de poderes entre as autarquias e o sector empresarial local, reservando às autarquias os actos inerentes aos accionistas, a verdade é que sendo funcionário da Ambiolhão, o Jorge Tavares trabalha de forma efectiva na Câmara, o que só acontece porque um outro podre da politica, Eduardo Cruz, de seu nome, entende tratar-se de "serviços partilhados" numa de mais uma das suas invenções.
Ficámos a saber o que Jorge Tavares pensa da maioria do Povo de Olhão, uma cambada de ranhosos. Bastaria ser forasteiro para que numa atitude comedida, ainda que assim pensasse, não o dissesse, mas disse-o, e disse-o de um Povo que paga principescamente a este parasita, que tal como um barco velho, a meter agua pela popa e a precisar de um batoque. É evidente que se trata de uma opinião pessoal, que só a ele vincula. Será?É que se formos analisar os comportamentos, atitudes e decisões dos nossos autarcas, António Pina e Eduardo Cruz, em nada diferem da bacorada do Jorge Tavares. Serão necessários mais batoques naquela casa?Parece que sim!
Com o passar do tempo, a Câmara Municipal de Olhão, e António Pina já lá está desde 2005, tem vindo a promover guetos para onde encaminha os olhanenses, desinserindo-os da frente ribeirinha e desertificando zonas como o Levante, a Barreta, Mundo Novo e agora pretende fazer desaparecer as Barrequinhas. No passado ninguém se interessava por aquelas zonas, mas agora existe uma disputa enorme por cada palmo de terra, não para estar ao serviço dos olhanenses, mas para servir interesses dos especuladores imobiliários e ali introduzir o elemento estranho, os forasteiros.
Considerando que os olhanenses são feios, porcos, maus e ranhosos, há a necessidade de escondê-los de quem nos visita, como se o Povo, com as suas caracteristicas próprias e historia, não fizessem parte do nosso património e objecto de apreciação e valorização turística de quem nos visita.
F. d P., a única coisa que sabem fazer no exercício do Poder é denegrir o seu próprio Povo. Até quando?
REVOLTEM-SE, PORRA!

14 comentários:

Anónimo disse...

esse maricon diz-se sobrimho da bruxa maia que também tem o hábito de insultar as pessoas de menores posses.

Anónimo disse...

Entra e sai da cmolhão há hora que quer e lhe apetece, basta ser bom observador e fazer parte da vizinhaça, será que tem de picar o ponto ou alguém pica por ele,ou não tem passar cartão a ninguém,e ainda insulta os filhos, dos filhos de Olhão???? se fosse antigamente já tinha ido de rota batida para faro,com a cara ainda mais ratada do que tem.

Anónimo disse...

Vergonha ter gente dessa como assesor.
Só se for para dar explicações de brasileiro.

Anónimo disse...

em vez de contrarem calceteiros, contratam paneleiros e depois é o que dá.
Os calceteiros fazem sempre falta tal o Nºde crateras qe há nos passeios em Olhão já paneleiros não fazem assim tanta falta,pois hoje já se faz pouca comida de panela, pois os tachos é que estão na moda na CMOlhão e na ambiOlhão,assim sendo era melhor contratar um tachista,e não um paneleiro de merda como essa ZÉBRA.

Anónimo disse...

Corram com a Bicha,JÁ...

Anónimo disse...

Já tá uma petição publica a circular para correr com esse mete nojo da CMO,ou será da ambiOlhão?
Eu quando a mim dava-lhe era uma valentes punhadas na puta da cara para esse mete nojo metesse o rabo entre as pernas e descambasse de Olhão.
Gente dessa só corrida ao pontapé no cu.

Anónimo disse...

Porra o J.T. conseguiu chamar a atenção de tanta gente, deve tar todo bababdo com a barraca que tá a dar,pois se há coisas que ele gosta é que falem dela,como todas as bichonas.
Este fim de semana na culatra vai ter oportunidade de coleccionar batoques novos.

Lulu disse...

Decididamente, com provocações tão graves e os comentários dão nisto? É evidente que o sr dito cujo, independentemente dos seus gostos e das suas opções (a que tem todo o direito)encobre por detrás dessa singela opinião uma ideologia fascista e retrogada aliás, tão fascista e retrógada como a daqueles que opinam e insinuam sobre as suas opções ou gostos, criticando-as.
É evidente que, a ser verdade, concordo com a posição manifestada no blog. Pelo contrário não posso estar de acordo com alguns comentaristas que deturpam o tipo de discussão que deve ser feito em torno deste individuo ou das suas citações.

Anónimo disse...

A esquerda de Lisboa e do Parlamento não faz outra coisa senão proteger e endeusar paneleiros, lésbicas e faunas afins. No Algarve, a esquerda montanheira está bem plasmada nestes comentários, ou seja o ódio primário pela diferença. Este é o verdadeiro Portugal, mas não se esqueçam que o Algarve que é a terra de marialvas, machões e cornudos, tem uma quota parte de paneleiros e fufas relevante neste contexto, e muita atenção porque na CM Olhão há desta fauna na obscuridade e de esquerda....

Dominguinhes disse...

Terramoto, com uma Ak47 eras o dono disto tudo!

Baléu disse...

ranhoso és tu lambe cornetos que vieste parar a Olhão no saco da abelha Maia

Anónimo disse...

Por muita razão que assista aos que enfiam a carapuça de ranhoso, outras - muito piores - lhes servirão por tão vis comentários. A raça, a religião e a opção sexual de cada um, jamais deveria ser arma de arremesso ou veículo de humilhação pública...Assim, fica provada a característica de ranhosos, no seu mais amplo conceito de sujidade: Velhacos, execráveis, maus-carateres, canalhas...

Anónimo disse...

Tenho neste momento vergonha de viver numa cidade com pessoas com a cabeça destes senhores que escrevem este comentários...

Anónimo disse...

Tolerância...